Curiosidades Bíblicas

Curiosidades dos aspectos culturais, sociais, geográficos e religioso!

Sermões

Sermões fáceis de pregar

Pensamentos de Ellen White

Coleção de Pensamentos de Ellen White - Diversos Temas!

Sermões para Ocasiões Especiais

Batismo, Santa-Ceia, Formatura e muito mais!

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Acontecimentos cronológicos da semana da paixão de Cristo



Domingo (9 de Nisan). A entrada triunfal; a visita silenciosa de Jesus ao templo; Sua volta para Betânia.

Segunda-feira (10 de Nisan). A figueira estéril amaldiçoada; segunda purificação do templo; Jesus cura os aflitos; volta à noite para Betânia.

Terça-feira (11 de Nisan). Último dia no templo (os gregos encontram Jesus no pátio exterior); último dia de ensino público de Jesus; lamento contra a elite religiosa; retirada para o Monte das Oliveiras e discurso sobre a segunda vinda; Judas fecha acordo de traição com os sacerdotes naquela noite.

Quarta-feira (12 de Nisan). Jesus em retiro silencioso com os discípulos.

Quinta (13 de Nisan). Preparativos para a Páscoa; a Ceia do Senhor; a traição de Judas; o discurso de despedida de Jesus aos discípulos e oração sumo-sacerdotal; Getsêmani; aprisionamento. Os eventos ocorridos depois da Ceia do Senhor foram depois do pôr-do-sol; conseqüentemente, agora era 14 de Nisan, ou quinta-feira à noite.

Sexta-feira (14 de Nisan). Jesus é levado para Anás, depois, para Caifás, e em seguida, para o Sinédrio; a negação de Pedro; Jesus é levado para Pilatos, depois, para o palácio de Herodes, e de volta a Pilatos. É açoitado, condenado e crucificado.

Os 7 acertos da mulher samaritana



Vamos começar lendo no Evangelho de João 4:24-29: "Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. Eu sei, respondeu a mulher, que há de vir o Messias, chamado Cristo; quando ele vier, nos anunciará todas as coisas. Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo. Neste ponto, chegaram os seus discípulos e se admiraram de que estivesse falando com uma mulher; todavia, nenhum lhe disse: Que perguntas? Ou: Por que falas com ela? Quanto à mulher, deixou o seu cântaro, foi à cidade e disse àqueles homens: 'Vinde comigo e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Será este, porventura, o Cristo?!' "

Todos desejam ser bem sucedidos em seus esforços; todos desejam alcançar sucesso em todos os sentidos de sua vida. Quando fazemos uma introspecção e verificamos o insucesso em muitos aspectos da vida, é natural que todos desejemos alcançar êxito onde falhamos no passado.

A mulher samaritana teve um sucesso missionário extraordinário, ela teve tanto êxito em ganhar almas para Cristo que se tornou muito conhecida por isso.

Você gostaria de obter êxito em seus esforços para ganhar almas para Cristo? Você apreciaria ter êxito nos seus esforços missionários? Como podemos nós também alcançar sucesso missionário? Quais foram os segredos da mulher samaritana?

Queremos estudar OS 7 SEGREDOS PARA GANHAR ALMAS, e nós vamos encontrá-los exatamente no texto que acabamos de ler.

I – A PESSOA DE SUCESSO MISSIONÁRIO, TEM UMA EXPERIÊNCIA PESSOAL COM JESUS

V. 25: "Eu sei, respondeu a mulher, que há de vir o Messias, chamado Cristo; quando ele vier, nos anunciará todas as coisas." Aquela mulher cria no Messias vindouro, embora não soubesse até ali que já estava tendo uma experiência pessoal com o próprio Messias que ela esperava para o futuro.

V. 26: "Disse-lhe Jesus: Eu o sou, Eu que falo contigo." Jesus Se revela à mulher. Há poucas pessoas no Evangelho a quem Jesus Se revelou de maneira tão franca e claramente, de modo tão aberto e espontâneo.

A mulher, portanto, teve uma experiência ímpar com Jesus:
1) Ela teve um encontro aparentemente casual com Jesus.
2) Ela falou com Jesus.
3) Ela saciou a sua sede espiritual com a própria Fonte da água da vida, que é Jesus.
4) Ela O aceitou como o Messias enviado por Deus.
5) Ela sentiu os seus pecados perdoados.

O sucesso missionário sempre vem depois de uma experiência com Jesus.
– Você também já teve uma experiência pessoal com Jesus? Você já ouviu a Sua voz? Você já falou com Ele? Tem uma visão espiritual da água da vida? Se você não tem uma experiência pessoal com Jesus primeiro, antes de qualquer trabalho missionário, você não está preparado, pronto para o sucesso.

Antes de tudo, você deve ir a Jesus. Deve beber na fonte de águas cristalinas: Deve ser humilde para confessar os seus pecados, receber o Seu conselho, atender às Suas palavras, ouvir e aprender de sua sabedoria, manter comunhão com Ele, falando de seus problemas e reconhecendo-O como o Seu Salvador pessoal. Só então, você será uma fonte a jorrar para a vida eterna.

O 2o segredo:

II – A PESSOA DE SUCESSO MISSIONÁRIO, TEM UMA NOÇÃO DE URGÊNCIA

Era um momento áureo aquele, em que havia há pouco descoberto o Messias. Ali estava Ele, contando toda a sua vida, e dando-lhe condições para viver a vida eterna, bebendo da própria Fonte da água viva. De repente, sentindo a urgência do momento, um momento tão singular, tão importante na sua vida e na vida de todo o povo, "deixou o seu cântaro", deixou as suas necessidades materiais e foi correndo até à cidade.

– "O Messias está lá no poço e pode passar para outra cidade e o meu povo tem que saber que Ele já veio! Não posso perder esta grande oportunidade de avisar o povo!" Era um momento de grande urgência, e ela soube aproveitar aquela inaudita oportunidade, que poderia passar para sempre!

Vivemos nos últimos dias da história deste mundo! Os sinais indicam que o fim se apressa: Guerras, revoltas, crimes, violência e imoralidade; problemas sociais, políticos e econômicos; derrota do Comunismo para dar lugar à Besta, explosão do Carismatismo como um recurso a mais para a unificação de todas as igrejas – enfim, quase todos os sinais estão se cumprindo diante dos nossos olhos!

Prezados irmãos, temos nós uma visão de urgência? Sabemos aproveitar as oportunidades? Ou estamos deixando o tempo passar, sem avisar o povo, sem que nos assustemos com isso?

Se queremos o sucesso missionário, é preciso termos uma visão de urgência e avisarmos o povo que está perto de nós, antes que seja tarde demais! Nossa mensagem é de urgência! Vivemos no grande e solene dia do Juízo Investigativo, desde 1844! Estamos muito próximos do fim do mundo e da Volta de Cristo! E no entanto, a igreja de Laodicéia ainda está dormindo!

Os ímpios estão pregando que o mundo vai se acabar pela auto- destruição, e a igreja de Laodicéia está dormindo! Os cientistas estão pregando que o mundo vai se acabar por excesso de calor, e a igreja de Laodicéia está dormindo! Os estadistas estão anunciando eloqüentemente que o mundo vai se acabar por uma 3a Guerra Mundial, apoiada num detonar de máquinas de destruição coletiva! E a igreja de Laodicéia ainda está dormindo!

O mundo está maduro para o seu fim, e é necessário pregar urgentemente a mensagem anunciadora do Juízo vindouro, antes que seja tarde demais! Você tem noção de urgência? Você tem pressa?

III – A PESSOA DE SUCESSO MISSIONÁRIO, VENCE A TIMIDEZ

V. 28: "Quanto à mulher, deixou o seu cântaro, foi à cidade e disse àqueles homens..." Foi mais um acerto daquela mulher. Ela foi à cidade e falou. Não podia ficar calada, mesmo sendo tão tímida.

A mulher samaritana revelou timidez de 2 maneiras:
1 – Indo buscar água do poço ao meio dia, quando havia pouco movimento, enquanto as pessoas estariam almoçando ou evitando o sol causticante. Ela então foi à hora 6a que era correspondente ao meio dia, para não ser vista. Ela tinha medo da língua das outras mulheres que iam lá no mesmo poço.
2 – Revelou timidez também, procurando encerrar uma possível conversa sobre o seu passado, respondendo a Cristo simplesmente: "Não tenho marido!" Achou que isso poria fim ao assunto sobre a sua vida pregressa. Mas pelo contrário, o Estranho revelou todo seu passado em uma simples afirmação!

De dois modos, a samaritana demonstrou timidez e acanhamento. Entretanto, ela venceu a timidez, esqueceu o que os outros poderiam dizer dela, e usou o seu passado como o maior argumento para falar e convencer aos outros de que Jesus era mesmo o Messias! Venceu a timidez, o medo, o acanhamento e foi à cidade para se tornar a maior missionária dos tempos de Cristo.

A Bíblia diz que os tímidos jamais entrarão no Céu, se não vencerem a timidez para ir e falar: aquela mulher tímida, aquela pecadora que procurava se esconder dos outros, foi à cidade e falou ao povo, dando o seu testemunho corajosamente.

Você também pode vencer a timidez e ir. Disse Jesus: "Ide e pregai!" – Ide aos povoados, às cidades e pregai! Ide aos bairros, às vilas! Ide de casa em casa, de 2 em 2!

Se você quer ser bem sucedido, você precisa vencer a timidez e ir. Você tem um vizinho a quem pode ir? Então vá! Esqueça os fracassos, e vá! Esqueça a incapacidade e vá!, porque o Espírito Santo há de ajudar a todos que quiserem ir e falar. Ele é Quem dá os talentos, a sabedoria e a capacidade.
Vença a timidez, se quiser a bênção do êxito!

IV – A PESSOA DE SUCESSO MISSIONÁRIO, FAZ UM CONVITE SIMPLES PARA OS OUTROS

V. 29: "Vinde!" O que fez a mulher samaritana? Fez um convite, um simples convite – "Vinde!" – e o povo atendeu!

É muito importante fazer um convite, mais do que você pensa:

1) A Bíblia está cheia de convites
– "Vinde às águas, vós que tendes sede!"
– "Vinde a Mim, vós que estais cansados e sobrecarregados!"
– "O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede, venha!, e quem quiser receba de graça a água da vida!"
2) O mundo com as suas diversões, esportes, programas, diz: "Venham todos, não percam!"
3) Os especialistas em comunicação conhecem a importância de um simples convite:
– A televisão diz: "Vem que é bom!"
– O Banco diz: "Vem pra cá, você também!"

Portanto, faça você também o seu convite para os outros: amigos, parentes, vizinhos, estranhos! Não pense negativamente, porque você pode se surpreender com os resultados! Fale positiva e entusiasticamente, como falou a samaritana. Há muitos cristãos que sabem conversar com os seus vizinhos animadamente sobre muitos assuntos, mas nunca fizeram um simples convite para irem à igreja!

Já conheci muitas pessoas que foram ganhas por um simples convite. Talvez a maioria aqui foi ganha para a Verdade através de um simples convite! E se você quiser ter sucesso, convide os outros para vir à igreja, convide para estudar a Bíblia, para ler um folheto, para assistir a uma filme religioso, para ouvir música espiritual, convide para assistir a um programa religioso, como o "Está Escrito" na TV Bandeirantes (aos Domingos, 8:00h), convide a alguém do seu conhecimento para ouvir a um CD de músicas religiosas, compre vários DVD's de nossa denominação e convide aos seus amigos!

Convide! De repente, você verá resultados surpreendentes. Não se acanhe, não pense em derrota. Você terá sucesso, se você fizer um simples convite, mais cedo ou mais tarde!

V – A PESSOA DE SUCESSO MISSIONÁRIO, ACOMPANHA OS AMIGOS ATÉ JESUS

O que disse a samaritana? Como foi o seu convite? "Vinde...", e o que mais? - "Comigo"! Não basta convidar; é preciso acompanhar! A samaritana não ficou só no convite; ela acompanhou o povo até os pés de Jesus. Por isso, teve um sucesso extraordinário tão surpreendente.

Agora, imagine um cristão que convide a alguém para vir à igreja, dizendo: "Vai lá na nossa igreja!" É possível até que alcance algum sucesso. Mas quando o convite é feito com a promessa de que nós iremos também, acompanhando pessoalmente o convidado até o banco da igreja, o sucesso é ainda muito maior!

Mas o que dizer de algumas pessoas que no sábado à tarde distribuem os folhetos, ou os convites impressos, carimbados, entregam às pessoas e dizem que haverá uma importante conferência com filmes e ilustrações e hinos inspiradores, e quando algumas pessoas vêm, eles naturalmente procuram, procuram, e não acham os crentes que os convidaram? Possivelmente, nunca mais voltarão.

Você precisa convidar e acompanhar. Você precisa trazer as pessoas para a igreja, acompanhá-los, sentar com eles no mesmo banco. Se não for assim, os convidados não se sentirão muito à vontade em um ambiente estranho. Se você estiver ajudando, lendo a Bíblia com a pessoa, mostrando o hinário, ajoelhando com a pessoa, ela se sentirá num ambiente familiar e amigo, e você terá sucesso em ganhar almas.

Não esqueça: Não basta convidar; é preciso acompanhar! Um dos maiores trabalhos missionários que qualquer pessoa simples pode fazer, é trazer pessoas para a igreja, acompanhando-as.

VI – A PESSOA DE SUCESSO PARA GANHAR ALMAS, DÁ O SEU TESTEMUNHO PESSOAL

V. 29: "Vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito." "Eu creio nesse homem porque ele disse tudo a respeito de mim, como ninguém até hoje havia feito." Este era o seu testemunho. Foi mais um acerto da mulher samaritana.

A mulher havia tido uma experiência pessoal com Jesus Cristo. Agora, ela conta um pouco dessa experiência que teve com Ele. Este é o verdadeiro testemunho pessoal. Você fala aos outros o que aconteceu quando você se encontrou com Jesus: Como você conheceu a Deus; Como Jesus mudou a sua vida: Você fumava, ou bebia, ou não tinha paz nas coisas deste mundo. Qual é o seu testemunho? Você não deve ficar calado a esse respeito.

Certa, um jovem de uma determinada igreja, falando com um pastor, num retiro do verão, disse-lhe: "Pastor, eu voltei para a igreja porque não tinha paz nas festas do mundo. Eu estava lá numa boate, certa vez, bebendo cerveja com os meus amigos e as garotas, quando um outro rapaz veio me perguntar por que eu joguei um cigarro aceso nele. Eu disse: 'Olha, eu não sei de cigarro nenhum! Eu estou aqui conversando, e não joguei nada.' ''

Mal terminava de falar, recebeu um soco no rosto, e começou a sangrar, envolveu-se numa briga, saiu todo machucado, e tem dois dedos quebrados até hoje, para servir de marca, de uma cena trágica em que participou sem querer. Naquela madrugada continuou lá brigando para defender os seus amigos, e descobriu duas coisas: primeiro, todos haviam fugido, deixando-o sozinho; e segundo, foi um amigo seu que disse para o estranho que ele havia jogado o cigarro.

Ele voltou para a igreja, dizendo: "Eu já estou perdido mesmo; vou lá ouvir o pregador e correr o risco de ser salvo." E hoje é um dos jovens mais firmes que temos na igreja, que sabe dar o seu testemunho, e diz para os outros que querem ir para o mundo: "Olha, não vá! Eu sei que não presta por experiência própria! É muito melhor seguir a Cristo."

Semelhantemente, você tem que dar o seu testemunho, apresentar as evidências de sua fé. Por que você crê? O que Jesus fez por você? Como você foi mudado? Qual é a sua esperança?

VII – A PESSOA DE SUCESSO MISSIONÁRIO, TEM UMA MENSAGEM CRISTOCÊNTRICA

O que disse a mulher samaritana? "Será este, porventura, o Cristo?" Ela não tinha dúvida alguma, porém falava deste modo para que o preconceito do povo não dominasse a situação; porque alguns poderiam dizer que era uma mulher apenas quem estava falando, e não os líderes da nação; e outros poderiam acrescentar que além de ser mulher, ela era uma pecadora.

"Será este, porventura, o Cristo?" – Era também uma oportunidade para que os outros julgassem por si mesmos e tirassem suas próprias conclusões. E foi exatamente isso o que aconteceu. V. 42: "Já agora não é pelo que disseste que nós cremos; mas porque nós mesmos temos ouvido e sabemos que Este é verdadeiramente o Salvador do mundo!"

"Será este, porventura, o Cristo?", disse a mulher. Foi certamente uma mensagem cristocêntrica, que teve o poder de ganhar aqueles corações sedentos pela Verdade. Sua mensagem cristocêntrica desfez os preconceitos, levou o povo a pensar por si mesmo, e salvou muitas pessoas, homens e mulheres para o reino de Deus.

Mas de onde ela tirou a sua mensagem cristocêntrica? De 2 fontes: 1) Dos escritos do Antigo Testamento; e 2) De sua própria experiência pessoal com Jesus Cristo.

Hoje, você pode dar uma mensagem cristocêntrica muito mais completa: Você tem o Antigo e o Novo Testamento, o Dom de Profecia através de E.G. White, os livros da igreja, e tem também a sua própria experiência pessoal com Jesus. Você pode entregar literatura que contém belas mensagens cristocêntricas: livros, revistas, folhetos, convites.

Dê uma mensagem cristocêntrica, que fale de Jesus, uma mensagem do amor de Deus, ao dar o Seu Filho na cruz do Calvário.

Você quer ganhar almas, e ser bem sucedido? Então, dê uma mensagem cristocêntrica, e fale de Jesus aos outros.

CONCLUSÃO

Portanto, a pessoa de Sucesso Missionário:
1 – Tem uma experiência pessoal com Jesus.
2 – Tem uma visão de urgência
3 – Vence a timidez
4 – Faz um convite para muitas pessoas
5 – Acompanha os amigos até Jesus
6 – Dá um testemunho pessoal
7 – Tem uma mensagem cristocêntrica.

Você quer deixar de ser aquele cristão que jamais ganhou alguém para Cristo? Que ano após ano lamenta que não ganha ninguém? Que sempre tem remorsos porque não faz quase nada para crescer o reino de Cristo?
Você quer desfrutar o sucesso missionário? Faça isso! Você será bem sucedido! Você terá uma alegria de um dia ver almas salvas no reino de Deus pelo seu próprio trabalho.

Depois de você ter a emoção de ver a Cristo, não haverá maior emoção do que esta – de ver almas que você ganhou pelo poder do Espírito Santo!


PR. ROBERTO BIAGINI
Teólogo, Mestre em Teologia. Realizou vários cursos de Extensão Teológica da Andrews University e do Centro de Educação Contínua da DSA. Trabalhou como distrital de várias igrejas do centro, norte e sul do país. É casado com a Profª. Silvane Luckow Biagini, e tem dois filhos, Ângela e Roberto.

Cristão Consumidor X Cristão Discipulador

"A única diferença entre o pagão e o cristão secularizado é que o último vai à igreja de vez em quando. É, digamos assim, membro de um clube religioso. Não vai à igreja para adorar a Deus, mas para observar os cultos, com a mente típica do consumidor. Se o produto agrada, volta; se não, critica e vai buscar outra igreja [talvez da mesma denominação] que satisfaça suas expectativas. E, sobretudo, 'paga' com suas ofertas e se sente com direito a receber, em troca, um produto de primeira". (Alejandro Bullón, Sinais de Esperança, pág. 44 e 45).

Cristão Consumidor

Consumidor de programas de igreja: vai à busca de show – geralmente só freqüenta aos sábados e cultos especiais.

Avalia se o culto foi bom mediante o desempenho do pregador e cantores.

Não se preocupa com a vida espiritual de mais ninguém além da sua.

Não discípula ninguém pois sua vida cristã se limita aos poucos minutos que passa dentro da igreja.

Seu cristianismo é de fachada, pois fora da igreja é impossível perceber que é um adventista.

Entende que seus dízimos e ofertas são para pagar o pastor e a igreja e espera receber deles benefícios proporcionais.

Sempre reclama que não é visitado pelos outros irmãos.

Guarda o sábado por conveniência, se precisar trabalhar um pouco mais na sexta não vê problemas.

Não tem tempo para o culto do pôr-do-sol de sexta feira.

Sua família o acusa de ser duas pessoas: uma dentro da igreja e outra em casa.

É conhecido como crítico da liderança local e das atividades denominacionais.

Convive com dois tipos de vestuários: um para ir à igreja sábado e o vestuário do dia a dia, que pode geralmente acrescentar jóias, pinturas e maquiagem para adorno.

Só participa se for publicamente reconhecido.

No trabalho ou escola não age como Cristo agiria.

Não tem domínio próprio: briga – xinga – grita – fala palavrões – oprime familiares/funcionários.

Tenta comprar prestígio com dinheiro ou um bom papo.
.
Cristão Discipulador

Tenta promover bons programas visando adorar a Deus e celebrar Suas bênçãos.

Vê em cada sermão e música uma tentativa de Deus se comunicar com ele.

Tem profundo interesse na vida espiritual do próximo e faz de tudo para ajudá-los.

Sua vida cristã autêntica influencia a outros a se tornarem cristãos também.

Vive o evangelho autêntico que é mais bem percebido fora da igreja por ter um comportamento cristão.

Devolve o dízimo e oferta como gratidão a Deus por Seu amor e sacrifício que redime o pecador.

Procura visitar os mais fracos na fé.

Guarda o sábado pois reconhece Seu Criador e mantenedor.

Realiza o culto do pôr-do-sol, pois se prepara com antecedência.

Sua família é sua maior testemunha de ser um verdadeiro cristão.

É conhecido como um colaborador e sempre está disposto a ajudar.

Não muda sua conduta, entende que Deus se interessa mais com o interior e com o que vai no coração.

Participa sem esperar reconhecimento.

É um cristão onde quer que seja.

É calmo, manso, humilde e perdoador.

Seu prestígio vem de seu amor e zelo pela igreja.
.
PR. YURI RAVEM
Mestre em teologia e pastor da Igreja Adventista em Pelotas - RS Casado com Andressa, mestre em educação.
Editor Associado do Blog Nisto Cremos e Editor do Blog Igreja Adventista de Pelotas

Onde estás?

SERMÃO

Texto: Gênesis 3:9

Introdução:

A – O texto diz: “E chamou o Senhor Deus ao homem e lhe perguntou: Onde Estás”?

1 – Esta pergunta foi feita quando Adão procurava se esconder de Deus. Hoje, os homens – os filhos de Adão – continuam tentando se esconder de Deus.

B – Adão estava escondido.

1 – Se do seu esconderijo ele tivesse perguntado: Ó Deus, onde estás?

a) – Deus ter-lhe-ia respondido: Adão, Eu estou sempre no meu lugar. Eu estou no meu posto de dever. Eu não mudo, Adão!

C – Mas agora é Deus que lhe pergunta:

1 – Mas Adão, por que saíste? Por que deixaste o teu posto, o lugar da tua santidade?

D – O que foi que desviou o homem?

1 – Isaías 59:1, 2 – “Eis que a mão do Senhor não está encolhida para que não possa salvar; nem surdo o Seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o Seu rosto de vós para que vos não ouça”.

a) Deus fez o homem perfeito, mas ele buscou muitas invenções.
b) Por que culpar a Deus pela culpa do homem?
c) O homem se perdeu porque o pecado o desviou.

2 – É por isso que ele não encontra a Deus, porque o pecado causou separação entre Deus e ele.
3 – Deus, porém sempre vê o homem. Deus sempre está à procura do homem.
4 – O problema é que Deus não vê o homem no lugar onde ele deveria estar.

a) Deus procura o homem na igreja e não o encontra muitas vezes. Deus o procura na hora do culto e da oração, e não o encontra.
b) Deus procura o homem no cumprimento do dever para com o próximo, e ali ele não está.

5 – Porém Deus sabe onde o homem se esconde.

a) Deus sempre vê o homem. Não podemos ocultar-nos dEle.

(1) Ele vê o homem nos cassinos, nas mesas de jogo, no carnaval, no delito e paixões do prazer.
(2) Deus vê o homem nos vícios da dissipação da saúde.
(3) Deus vê o homem explorando e matando os seus semelhantes.

6 – E quando o homem colhe consequências de seus caminhos tortuosos, na dor e na desgraça, clama:

a) Onde está Deus que não vê o meu sofrimento?

E – Deus ama o perdido e quer salvá-lo. O amor deste Deus é maravilhoso.

1 – “Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3:16
2 – “Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal”. I Timóteo 1:15.
3 – Deus amou e ama o mundo perdido. Amou e tomou providências: Deu Seu Filho para salvar o perdido.

a) Esta foi a missão de Jesus Cristo entre os homens. Jesus recebeu muitas vezes o insulto dos fariseus por estar ao lado dos publicanos e pecadores. A estes Ele dizia sempre: “Os sãos não necessitam de médicos, mas os doentes”.
b) Deus está perto daquele que O busca. Ele diz em sua Palavra: “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido”. (Lucas 19:10).

(1) Esse perdido é você. Esse perdido sou eu. Esse perdido somos nós.

4 – Não é sumamente precioso o pensamento de saber que Ele nos ama e nos veio salvar?!

a) Ele diz: “Vinde a Mim e Eu vos aliviarei...”

F – Para ilustrar esse grande amor, Jesus Cristo contou várias parábolas que nos faz entender o quanto Ele nos ama. Estudaremos agora duas das muitas parábolas contadas por Jesus:

I - A OVELHA PERDIDA - Lucas 15: 4 – 7

A – É a parábola de 100 ovelhas. Só uma se perdeu, porque deixou de seguir o seu pastor.

1 - Uma ovelha, quando perdida, não sabe, por si só, encontrar o caminho de volta ao redil.
2 – As ovelhas não têm senso de direção. São diferentes dos cães, dos gatos e dos pombos que nunca se perdem e voltam facilmente para casa. As ovelhas nunca voltam sozinhas. Sabem que estão perdidas, mas não sabem voltar ao redil.

Ilustração: Um gato ladrão. Quero lhe contar a história de um gato que criou muitos problemas em nosso lar. Eu era criança, mas nunca pude esquecer do trabalho que meus pais tiveram com aquele gato. Não era nosso, mas entrava pelo quintal e penetrava na cozinha para roubar comida. Era um gato ladrão. Nós morávamos perto da estrada de ferro, onde o trem passava todos os dias. Certo dia, o trem parou na porta de nossa casa. Meu pai conseguiu pegar o gato, colocou-o dentro de um saco de estopa, amarrou a boca do saco e jogou o gato dentro de um vagão. O trem partiu e foi embora. Meu pai dizia: Desse gato estamos livres. Nunca mais! Uma semana depois o gato apareceu e miava: Miau! Não sabemos dos detalhes. Certamente o trem parou alguns quilômetros depois e alguém soltou o gato, que voltou novamente para o bairro onde morávamos e continuou a roubar comida.

3 – Se fosse uma ovelha, e não um gato, jamais teria voltado, porque as ovelhas não têm senso de direção. Se a ovelha perdida não é trazida ao aprisco, vagueia até perecer.

Aplicação homilética: O homem não é como o gato. O homem é ovelha. Por isso a Bíblia compara o homem como “a ovelha perdida”. E Cristo como “Pastor”.

4 – Se Deus fosse esperar que a iniciativa de regenerar-se partisse do próprio homem, seria impossível a realidade de nossa salvação.

B – Não importa para o Divino Pastor quão longe fomos, ou quão profundamente caímos, ou quão mau nos tornamos. Ele tem o remédio para todos os males. Para grandes males Ele apresenta maior poder de regeneração e recuperação do pecado.

1 – A Bíblia diz que onde abundou o pecado, superabundou a graça.
2 – Ele nos acha perdidos e nos convida: “Vinde a mim, Eu vos aliviarei dos vossos fardos e angústias”.

C – Você é essa ovelha perdida. Se você fosse o único a se desviar do caminho, Jesus Cristo teria vindo a este mundo para morrer por você somente.

1- O amor do pastor pela ovelha perdida é imenso. Quanto mais escura e tempestuosa a noite, e quanto mais perigoso o caminho, tanto maior a apreensão do pastor e tanto mais diligentemente a procura. Faz todos os esforços possíveis para encontrar a ovelha transviada.

a) Se fosse um mercenário diria: “Ela que sofra. Estou cansado. O jantar está me esperando...”
b) Mas o pastor a amava: esqueceu o cansaço, o jantar, o sono e vai por caminhos difíceis e pedregosos em busca da ovelha perdida.

(1) Ao encontrar, não a espanca, não a tange com chicotes, mas em sua alegria toma sobre os ombros. Jubiloso porque sua diligência não foi em vão, carrega-a de volta ao redil. Chegando ao lar, fez festa porque a achou.

2 – O Seu cuidado por ela – 15:5 - “Achando-a, põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo”.
3 – Sua alegria ao voltar para casa, v. 6 – “E indo para casa reúne os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida”.

D – A aplicação da parábola. – 15:7 – “Digo-vos que, assim, haverá maior júbilo no céu por um pecador que se arrependa do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento”.

1 – Cristo nos ensina que a salvação não é alcançada por procurarmos a Deus, mas porque Deus nos procura.
2 – Cristo representava pela ovelha perdida, não somente o pecador individual, mas o mundo que se desviou e se arruinou pelo pecado.
3 – “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16)

II – O FILHO PRÓDIGO – Lucas 15: 11–24

A – O pedido do filho mais novo – Lucas 15:12.

1 – É uma parábola, porque os filhos não têm direito a herança antecipada legalmente, enquanto os pais não morrem.

B – Como gastou a sua riqueza. V. 13,14

1 – Enquanto tinha dinheiro, tinha amigos.

a) Você deve ter muito cuidado com os amigos do filho pródigo. Eles ainda estão vivos até hoje.
b) Você certamente já percebeu a vida de muitos jovens que não trabalham e não têm renda, mas mesmo assim fumam, bebem, usam drogas. Eles têm muitos amigos...

2 – Os resultados. V. 14-17.
a) Cuidar de porcos era algo que nenhum judeu faria com prazer. Só estando com muita fome. Para um judeu não poderia haver uma ocupação mais vil e degradante que cuidar de porcos.

3 – Reconhecimento: v. 17: “Então caindo em si”.

a) O homem tem muitas vezes dificuldade de reconhecer as suas culpas, falhas e defeitos.

(1) O homem facilmente põe a culpa em outrem: em Deus e no mundo.

b) Ele agora estava lá em baixo, no fundo do poço, num abismo...

C – Reconhecimento do filho rebelde em face da necessidade. O filho pródigo deu quatro passos importantes:

1 – CONVICÇÃO: “Levantar-me-ei”. V. 18.

a) Ele tinha plena convicção de sua queda.

(1) Só quem está caído pode pensar em se levantar.

2 – CONTRIÇÃO: “Não sou digno de ser chamado de seu filho”. V. 19.

a) Tristeza pela situação.

3 – CONFISSÃO: “Pai, pequei contra o céu e diante de Ti”– v. 18 (Últ. Parte).

4 – DECISÂO: “Irei ter com meu Pai” – v. 18.

a) Tomou a decisão, e foi. Abandonou a velha vida e voltou para o lar.

(1) A isto se chama: Tomada de Decisão. Quem na vida nunca toma decisão não passa de um fracassado.

D – Mas alguém que não conhecesse os fatos, vendo o filho pródigo sofrendo, na miséria, iria dizer:

1 – Acaso esse rapaz não tem pai? O pai dele não vê isso? Onde está o pai dele?
2 – Que culpa no cartório tinha o pai, pela culpa do filho? Nenhuma.

a) O pródigo caiu na desgraça pela sua própria vontade. Ele escolheu esse caminho.
b) O Pai não era culpado.

(1) O Pai esperava-lhe de volta ao lar.
(2) Veio-lhe ao encontro.

E – Assim é o caso do homem com Deus.

1 – Deus sempre amou o homem. Foi o homem que escolheu esse caminho. Deus nunca abandonou o homem.
2 – Deus está ansioso para nos curar.
3 – Deus está sempre procurando o homem. Quer ter a oportunidade de ajudá-lo.
4 – Sem Deus morreremos. Lamentações de Jeremias 3:22 – “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim ”.

F – Ilustração: John Rakman, filho ingrato que abandonou o lar paterno e caiu na vida de pecado, nos vícios e nas drogas. Um dia encontrou Jesus Cristo. Sua vida foi mudada. Queria voltar para o lar. Tinha medo de não ser aceito. Fez uma carta para sua mãe, onde dizia mais ou menos assim:

“Mamãe, minha vida mudou. Eu agora sou de Jesus. Quero voltar para casa. Vocês ainda me aceitam? Pretendo voltar no trem... (Deu o dia e a hora em que o trem iria passar em velocidade na frente da fazenda). Se vocês me aceitam realmente, então ponham um lenço branco na janela”.

A mãe recebeu a carta. Que emoção! No dia combinado, ele pegou o trem em direção ao lar paterno. Tinha uma dúvida: será que me perdoaram mesmo e vão colocar o lenço branco na janela da casa? O trem correndo em velocidade está se aproximando da frente de sua casa. Ele tinha medo. Dizia para si mesmo: “E se o lenço não estiver na janela? Ah, descerei na próxima estação. Volto no trem seguinte, e nunca mais!...”.

Sem ter coragem para ver, ele falou para um companheiro de viagem que estava ao seu lado. Pediu que olhasse bem para ver um lenço branco na janela da próxima casa. Fechou os olhos. O trem passou. Então, ele falou com o companheiro de viagem: “Você viu o lenço branco na janela?” O companheiro respondeu: “Lenço? Não vi!”. John Rakman começou a chorar. “Por que você está chorando?”, perguntou o companheiro. Ele explicou tudo.

O colega disse: “Ah, entendi agora! Não havia nenhum lenço branco. Havia, sim, um grande lençol branco”.

A mãe, com medo que o filho não visse o lenço, em face da velocidade do trem, colocou um grande lençol, cobrindo a casa para que ele não tivesse dúvidas.

Aplicação homilética: Assim é Deus. Ele está colocando não um lenço, mas um grande lençol na sua frente, a fim de que você veja e não tenha dúvidas de que Ele o ama e quer salvá-lo.

Conclusão:

A – “ONDE ESTÁS”?

1 – Você se encontra perdido, andando como uma ovelha, sem direção e sem rumo?

2 – Deus está bem perto de você.

3 – Arrependa-se e confesse a Ele os seus pecados.

4 – Você vai experimentá-Lo ao seu lado.

5 – Jesus quer salvá-lo e ficar bem perto de você.

6 – Quer avistar-se com você agora.

B – “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne-se para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar”. (Isaías 55:6 e 7).

C – Ele diz: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo”. (Apocalipse 3:20).


ORAÇÃO: Senhor Deus e nosso Pai, quantas vezes caímos no pecado e nos afastamos de Ti. Quão bom que Tu nos amas, a despeito de nossa ingratidão! Senhor, se há alguém que ouviu esta mensagem, e está longe de Ti, queiras abençoá-lo neste momento, a fim de que possa ter convicção de sua situação pecaminosa; que possa ter a contrição que todo pecador necessita; que possa ter coragem de praticar a confissão a Ti de sua vida em pecado; e, sobretudo, tenha a coragem de tomar a decisão de voltar para o lar, enquanto a porta da graça está aberta. Eu te peço tudo isto em nome de Jesus. Amém!


Hinos sugeridos: H.A., 372, 113, 517


Pr. Emmanuel de Jesus Saraiva
Natural de São Luís – Ma. Formado em Teologia, Pedagogia e Letras. Autor de dois livros: “Memórias da África” e “A História do Adventismo no Maranhão”. Trabalhou como pastor em várias igrejas no Maranhão, dentre as quais a Igreja Central de São Luís. Foi departamental de Jovens e Educação nas Missões Costa Norte, Central Amazonas e Nordeste e diretor do Educandário Nordestino Adventista – ENA. Por seis anos foi missionário na África, como diretor do Seminário Adventista de Moçambique, onde lecionou várias disciplinas teológicas, dentre as quais Homilética e Oratória. Casado com a professora aposentada Nilde Fournier Saraiva. Tem duas filhas: Raquel e Léia. Trabalhou como pastor por 35 anos. Hoje, jubilado, mora em São Luís - MA e atua como Ancião da Igreja do Colégio Adventista de São Luís - CASL.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...