A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

O SIGNIFICADO DO TERMO HADES EM LUCAS 16:23 E SUAS IMPLICAÇÕES NO ESTADO DO HOMEM APÓS A MORTE


Dissertação em cumprimento parcial dos requisitos para o diploma de Mestrado em Teologia do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia, apresentado e aprovado em 31 de Julho de 2014, elaborada pelo Pastor - Yuri Ravem Guilherme Vasconcelos e Paiva

Introdução:

No texto de Lucas 16:23 o termo hades é traduzido por inferno e usado frequentemente por teólogos para provar a existência de um local para onde os mortos vão num estado intermediário, consequentemente a imortalidade incondicional da alma e a comunicação com os mortos. Da mesma forma, o relato do Rico e Lázaro (Lucas 16:19 a 31) é interpretado de forma literal, alegórica ou simbólica nos círculos acadêmicos e usado como apoio para doutrinas relacionadas ao estado do homem na morte. Como a tradução e a interpretação do termo hades é a chave para a compreensão do texto e da doutrina da condição do homem na morte, essa pesquisa visa definir seu significado dentro do contexto de Lucas 16:19 a 31 através de uma exegese valendo-se dos recursos de pesquisa bibliográfica e da leitura atentiva do texto Bíblico. Esse trabalho define que hades no texto de Lucas 16:23 significa lugar de habitação dos ímpios mortos em consciência, baseado na crença popular dos ouvintes de Jesus, usado por Ele como método de ensino para ensinar uma verdade principal e que o texto não ensina sobre a vida após a norte, pois hades no restante das Escrituras significa lugar de habitação dos mortos em inconsciência.


Comentários

  1. Na passagem de Lucas 16, nao me parece tratar de almas mortas e inconscientes,mas, bastante vivas e conscientes ,pois, estao conversando e argumentando entre si. Tambem vejo que o termo Hades fala de "condiçao ou estado " e nao de um lugar. Hades tem relaçao com a morte ( salvos e impios). Nao e um lugar mas, uma condiçao da alma sem o corpo,e, a morte, e a condiçao do corpo sem a alma. Os salvos estao em conforto e felicidade e os incredulos em sofrimento e miseria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A palavra alma nem aparece no texto. Essa crença de alma é pagã

      Excluir

Postar um comentário