A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Para Sempre

Sermão para ocasião especial: Bodas

Título: Para Sempre

Texto: “Por acaso, duas pessoas viajam juntas, sem terem combinado antes?” Amós 3:3 (BLH).

Introdução:

A – Alguém, no passado, resolveu estudar os matrimônios e criar nomes honrosos e aleatórios para os anos de casamentos:
1 Ano – Bodas de Papel.
2 Anos – Bodas de Algodão
3 Anos – Bodas de Couro
5 Anos – Bodas de Madeira
7 Anos – Bodas de Lã
10 Anos – Bodas de Estanho
12 Anos – Bodas de Seda
15 Anos – Bodas de Cristal
20 Anos – Bodas de Porcelana
25 Anos – Bodas de Prata
30 Anos – Bodas de Pérola
35 Anos – Bodas de Coral
40 Anos – Bodas de Esmeralda
45 Anos – Bodas de Rubi
50 Anos – Bodas de Ouro
60 Anos – Bodas de Diamante
65 Anos – Bodas de Ferro
70 Anos – Bodas de Platina
75 Anos – Bodas de Brilhantes.

B – Bodas de Rubi

1 – 45 anos de convivência harmoniosa e feliz.
2 – Atualmente, bodas de prata, de esmeralda, de rubi, de ouro, e outras quaisquer, passaram a ser cerimônias raras.

a) Há um motivo para isso: De cada 3 casamentos 1 termina em separação. O casamento está em decadência.
b) Em segundo lugar, as bodas se tornaram umas cerimônias raras por causa da brevidade da existência humana.

(1) Para viver 45 anos casados é mister que o casal tenha ou esteja se aproximando dos 65 anos de idade.
(2) Isto é um privilégio.
- Uma estatística da Organização Mundial de Saúde: Em cada grupo de 100 pessoas, no mundo, só uma chegará aos 60 anos de idade.
(3) Se viver 60 anos é um privilégio, viver 45 anos ao lado de alguém que se ama é mais do que um privilégio - é uma felicidade.
(4) Outra estatística americana diz que os que se casam têm a probabilidade de viverem 6 anos a mais dos que decidiram viver sozinhos.
(5) O casal que se encontra sobre este altar está 45 anos junto comendo pitadas de sal.

a) Li, algures, o conselho de um experiente psicólogo a um casal que ia se casar: “Vocês, se quiserem viver juntos muitos anos, não comam todo o sal de uma vez. Comam de vagarzinho”.

(1) Muitos casamentos se acabam cedo porque os nubentes não têm paciência para comerem sal juntos, parcimoniosamente.
(2) Pastor Sidney e Dona Lurdineia estão comendo sal há 45 anos.
- Isto corresponde a 540 meses
- 2.160 semanas
- Isto corresponde a 15.200 dias.
- Sempre comendo sal.
- Juntos já consumiram várias sacas de sal.
- Não de uma vez, mas aos pouquinhos.

I – A UNIÃO NECESSÁRIA 

Amós 3:3 – “Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?”.

A – Parafraseando as palavras de Amós, eu faço a pergunta: Andarão dois juntos por quarenta e cinco anos se não estiverem de acordo?

B – A felicidade e o bem-estar no matrimônio dependem da unidade de ambas as partes.

1 – É preciso que haja união das almas.
2 – Pode haver no matrimônio diferença de gênio, mas o espírito e o sentimento devem estar em harmonia.
3 – Muitos não levam para a associação matrimonial: alegria, bondade, paciência e bom senso e por isso o casamento desmorona.

a) As estatísticas dizem que o casamento que não acaba nos dez primeiros anos, tem grande possibilidade de chegar aos quarenta e cinco.
b) Um casamento que chega às bodas de rubi vai durar até a morte.
c) Dificilmente há separação após quarenta e cinco anos de casado.

C – Hoje são apresentadas muitas razões para a quebra do vínculo matrimonial, dentro as quais:

1 – Problemas financeiros, temperamentos diferentes, incompatibilidades diversas, egoísmo...
2 – Mas tudo isto são sintomas de uma só causa: A falta de conversão da esposa e esposo.
3 – Quando o homem está em paz com Deus e tem uma “Mente Amiga”, vive em paz com todos.

a) A lei da matemática. Propriedade comutativa:
“Duas quantidades iguais a uma terceira, estas quantidades são iguais entre si”.

(1)Se A é igual a B; e B é igual a C; logo C é igual a A.

b)Esta propriedade está presente na música:

(1)Na música se diz: Dois ou mais instrumentos musicais afinados pelo mesmo diapasão, eles estão afinados entre si.

c)Irmãos, esse princípio universal está presente na nossa relação com Deus e com o próximo. “Se duas ou mais pessoas que estão em paz com Deus, elas estarão em paz entre si”.
– Se o marido está em paz com Deus e a esposa está em paz com Deus, eles nunca vão brigar...
– “Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?”

D – Jesus Cristo disse certa vez: “Em verdade vos digo, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali eu estou no meio deles”. (Mat. 18:20)

1 – Quando Jesus está num meio de uma relação, aí sim, vamos ter bodas de prata, bodas de rubi, bodas de ouro...

a) Só a morte é capaz de separar!...

II – O MISTÉRIO DO MATRIMÔNIO

A – Duas pessoas de lares diferentes, personalidades diferentes, gostos diferentes.

1 – Gen. 2: 18 – Disse mais o Senhor: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.
2 – Gen. 2:24 – Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.

a) A fusão das personalidades.

Conclusão:

A – Amós 3:3 – Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?

B – O meu desejo é que vocês continuem felizes!

C – Que o lar de vocês seja um pedacinho do céu aqui na terra.

D – Que esta união perdure por toda a vida, até que a morte os separe.

1 – Se a morte os separar, porém, que vocês possam ressuscitar para viverem juntos e para sempre ao lado de Jesus.
2 – Que Deus continue abençoando vocês. Amém!

Repetição do Voto Matrimonial

Visto que tu Sidney Sousa Nazareth
E tu Lurdineia Miranda Nazareth
Aqui viestes para este culto de gratidão pelos 45 anos de vosso casamento, podeis agora assinalar o vosso desejo de continuar unidos, dando-vos a mão direita.
Sidney Sousa Nazareth, queres continuar tomando esta mulher como tua legítima esposa? Prometes solenemente diante de Deus e destes convidados para estas bodas que irás continuar amando-a, honrando-a, protegendo-a na enfermidade e na saúde, na prosperidade e na adversidade e continuarás renunciando todas as outras mulheres e conservar-te-ás somente para ela, enquanto ambos viverdes?
Lurdineia Miranda Nazareth, queres continuar tomando este homem como teu legítimo esposo? Prometes solenemente diante de Deus e destes convidados paa estas bodas que irás continuar amando-o, honrando-o, protegendo-o na enfermidade e na saúde, na prosperidade e na adversidade e continuarás renunciando a todos os outros homens e conservar-te-ás somente para ele, enquanto ambos viverdes?

“Que o Senhor vos abençoe e vos guarde; que o Senhor faça resplandecer o Seu rosto sobre vós e vos sustenha com a Sua graça. Que o Senhor estenda a Sua proteção sobre vós e vos dê a paz, agora e para sempre”. Amém!

Pr. Emmanuel de Jesus Saraiva
Natural de São Luís – Ma. Formado em Teologia, Pedagogia e Letras. Autor de dois livros: “Memórias da África” e “A História do Adventismo no Maranhão”. Trabalhou como pastor em várias igrejas no Maranhão, dentre as quais a Igreja Central de São Luís. Foi departamental de Jovens e Educação nas Missões Costa Norte, Central Amazonas e Nordeste e diretor do Educandário Nordestino Adventista – ENA. Por seis anos foi missionário na África, como diretor do Seminário Adventista de Moçambique, onde lecionou várias disciplinas teológicas, dentre as quais Homilética e Oratória. Casado com a professora aposentada Nilde Fournier Saraiva. Tem duas filhas: Raquel e Léia. Trabalhou como pastor por 35 anos. Hoje, jubilado, mora em São Luís - MA e atua como Ancião da Igreja do Colégio Adventista de São Luís - CASL.     

Comentários

  1. Eu Amo esse casal, Pastor Sidney e Irmã Lurdineia! O Destino nos separou, tantos anos mais eu não esqueci. Como posso encontra los novamente? Ficaria muito Feliz em poder reve los. Meu nome é Francisca Fabiana Zellweger atual nome de casada) Antes, Francisca Fabiana de Jesus pinto.
    email. fabizell@yahoo.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário