A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Curiosidades dos Tempos Bíblicos: Mesopotâmea

Um termo (grego: entre rios) tirado da LXX por algumas versões e que será a tradução do Heb. ’Aram-Naharayim. Todo o vale do Tigre e do Eufrates, incluindo os seus tributários, onde Alexandre obteve grandes vitórias.

Contudo, o termo hebraico ’Aram-Naharayim traduzido por “Mesopotâmea” em Gn 24:10; Dt 23:4; Jz 3:8; 1Cr 19:6 designa apenas a Mesopotâmea Superior, uma região que se situava entre o Eufrates, o rio Khabur e o Tigre Superior. Assim, o termo “Mesopotâmea”, no VT, poderá conduzir-nos em erro.

No NT, o nome Mesopotâmea é utilizado tal como o usavam os escritores gregos e romanos e incluía todo o país. Por exemplo, Estevão coloca Ur dos Caldeus na Mesopotâmea (At 7:2). Alguns habitantes da Mesopotâmea, quer Judeus, quer prosélitos, encontravam-se presentes no dia de Pentecostes, quando o Espírito Santo foi derramado sobre os apóstolos (cap. At 2:9).

Fonte: Mundo Bíblico

Comentários