A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Qual é a sua religião?

Texto: Tiago 1:27


Introdução:

A – Outro dia, um amigo perguntou a um cavalheiro: “O senhor é religioso? Qual é a sua religião?”
Ele pensou um pouco e respondeu: “Não, eu não sou religioso. Não tenho religião”. O outro continuou perguntando:
– O senhor é batizado?
– Sim, respondeu.
– O senhor é crismado?
– Acho que sim – respondeu sem ter muita certeza, nem entender o que significa.
– O senhor se casou na igreja?
– Sim, me casei.
– Sendo assim, o senhor é religioso!

1 – Veja só. Ele era religioso e não sabia.

2 – Assim, são muitos os religiosos que não sabem que têm uma religião.

B – Definição: A palavra religião vem do latim “religare” que significa religar o homem a Deus, o seu Criador.

1 – Do ponto de vista didático, as religiões se dividem em muitos grupos. Estudemos alguns deles:

I – A RELIGIÃO TRADICIONAL

A – Consiste em seguir o caminho que já encontrou, quando nasceu.

1 – É a religião daqueles que seguem a religiosidade da família, dos pais e dos avós.

a) É a religião dos que dizem: “Eu sei que minha religião não é muito certa, mas nessa eu nasci, nessa morrerei”. Gostam de cantar: “Daqui não saio, daqui ninguém me tira”.
b) Dizem: “Essa sempre foi a religião de meus pais, de meus avós. Todos pertenciam a essa religião, e não posso decepcioná-los”.
c) Podemos realmente herdar a religião dos nossos antepassados, mas não herdar a salvação por causa de nossos pais. Salvação é algo individual e pessoal.

Ilustração: Os que seguem a estrada do bezerro.
Na minha terra, existe uma estrada de uns 40 quilômetros que tem quase cem curvas. Dizem que quem abriu a estrada foi um bezerro, que fugiu da fazenda e saiu rasgando mato e formou a vereda. Todos passaram a andar por ela. Hoje, é uma estrada asfaltada, mas segue a estrada do bezerro: sinuosa, com muitas curvas.

II – A RELIGIÃO CONVENCIONAL

A – Adotam uma religião que lhe é conveniente. Adotam uma religião fácil que não lhe traga nenhum problema, nem dificuldades.

1 – O mancebo rico é um bom exemplo da religião convencional. - “E eis que alguém, aproximando-se lhe perguntou: Mestre, que farei eu de bom para alcançar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me perguntas acerca do que é bom? Bom só existe um. Se queres, porém, entrar na vida, guará os mandamentos. Ele lhe perguntou: Quais? Respondeu-lhe Jesus: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho; honra ateu pai e tua mãe e amarás a teu próximo como a ti mesmo. Respondeu o jovem: Tudo isso tenho observado; que me falta ainda? Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois vem e segue-me. Tendo, porém, o jovem ouvido esta palavra, retirou-se triste, por ser dono de muitas propriedades”. (Mateus 19:16-22).

a) O jovem rico, que não sabemos o nome, era religioso desde a sua infância. Mas a sua religião era pautada pelas conveniências e convenções. Além do mais, ele era adepto de uma religião cultural.

Ilustração: Outro dia eu conversava com um comerciante. Ele me confessou: “Eu sei que devo guardar o Sábado, pois a Bíblia manda guardar esse dia. Mas se eu for guardar o Sábado, vou perder o melhor dia do meu comércio”.

III – A RELIGIÃO TEÓRICA

A – É o tipo de religião que se baseia apenas na teoria e despreza a prática.
1 – Quer um exemplo? A religião dos escribas e fariseus dos dias de Jesus. Era a religião daqueles que levaram a Jesus uma mulher adúltera para ser apedrejada. João 8: 2 – 11.

a)A teoria deles era: “Mestre, esta mulher fora apanhada em flagrante, no próprio ato de delito e na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas. E tu que dizes?”
(1) Jesus não disse nada acerca de apedrejar ou não apedrejar. Simplesmente começou a escrever na areia... (Quem sabe os pecados dos acusadores). Acusados na própria consciência, um a um a começar dos mais “santos” e mais velhos, todos se retiraram.
(2) Então, Jesus disse à mulher: “Ninguém te condenou? Nem eu tampouco te condeno. Vai e não peques mais”.

B – Todos eram pecadores e mais sujos que a própria mulher adúltera.

1 – Eles conheciam muito a teoria da religião, mas nada de prática.
2 – Essa é a religião dos que dizem: “Faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço”.
3 – Essa é a religião dos legalistas.
a) Religião sem graça, sem misericórdia e sem perdão. Paulo diz: “A lei mata, mas o Espírito vivifica”.

IV – A RELIGIÃO PURA

A – O apóstolo Tiago define assim a religião pura: – “A religião pura e sem mácula, para com nosso Deus e Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo”. (Tiago 1:27).

1 – É a religião do amor ao próximo. – “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque Ele faz nascer o sol sobre maus e bons e vir chuva sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo?” (Mateus 5:43-46).

2– O cristianismo resume-se na palavra: amor. Amor a Deus e amor ao próximo.
a)Cristo nos diz que devemos amar até os que nos odeiam e nos perseguem. Cristo é o supremo exemplo de amor.

(1) Jesus amou este mundo de tal maneira que deixou sua posição no céu e veio a este mundo salvar o pecador.
(2) Quando esteve sobre esta terra em pessoa amou a todos. Misturava-se com publicanos e pecadores. Amava o pobre tanto quanto o rico. Para Ele nunca existiu preconceito, nem discriminação racial, nem separação de castas. Todos os homens eram iguais. Esta é a religião do amor pregada pelo humilde Nazareno.

Ilustração: Quando termina a noite e chega o dia.
Nos Contos Orientais encontra-se a história de três árabes que discutiam quanto ao fim da noite e a chegada do dia. Perguntou um deles:
– Você sabe quando é passada a noite e já chegou o dia e as trevas não voltam mais?
Respondeu um deles:
– Eu sei: “Quando não preciso mais de nenhum tipo de luz artificial para mostrar o caminho. Então, eu sei que passou a noite e chegou o dia”.
– “E você?” – perguntaram ao segundo, que respondeu:
– Oh. Quando sou capaz de enviar uma agulha sem o uso de luz artificial, então sei que passou a noite e chegou o dia.
Disse o terceiro árabe:
– Ambos vocês estão enganados: É quando olhamos o rosto de nosso irmão e reconhecemos nele a imagem de nosso Deus, não importa a cor de sua pele, nem o aspecto de seus cabelos ou a língua que ele fale.

V – A RELIGIÃO PRÁTICA

A – A religião prática é também uma religião de amor. Esta era a religião do samaritano da parábola contada por Jesus. Lucas 10: 25-37.

1 – Quem é meu próximo? Jesus conta-lhe a parábola.
2 – Você já descobriu quem é o seu próximo?
a) Seu próximo não é o que tem a mesma cor de sua pele.
b) Seu próximo não é o que goza dos mesmos prestígios sociais que você tem.
c) Nosso próximo é todo aquele que necessita de nosso auxílio, independente de sua situação social.

(1) É o pobre, o desamparado, o mendigo...

3 – O verdadeiro cristianismo é sempre visto com roupas de trabalho.
4 – Religião prática: Esta era a religião de Dorcas da igreja cristã primitiva.

CONCLUSÃO:

A – Você tem uma religião?

1 – Qual é a sua religião?

B – A sua religião é tradicional, convencional, teórica, social ou prática?

C – Se você é um cristão, então pratique a religião de Cristo, e assim terá ao seu lado a pura e verdadeira religião.

ORACÃO: Senhor Deus e Pai, ajuda-nos a sermos bons cristãos. Cristãos não apenas de nome, mas de verdade. Que sempre possamos Te adorar em espírito e em verdade. Que a nossa maneira de ser possa demonstrar a todas as pessoas que entrarmos em contato que temos andado Contigo. Que a nossa religião não seja aquela que herdamos dos outros, mas seja uma religião do coração. Que sejamos sempre sinceros em Te servir e Te adorar. Em nós não existe mérito algum, mas Te pedimos tudo em nome de Jesus Cristo. Amém!


Hinos sugeridos: H.A., 304, 308, 315

Comentários

Postar um comentário