A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Curiosidades dos Tempos Bíblicos: Saduceus

Os Saduceus eram uma seita judaica resultado da influência dos hábitos e filosofias gregas obtido durante o domínio grego. A primeira vez que aparecem em cena é durante o ministério de João Batista. Eles vieram ter com João, que se encontrava nas margens do Jordão e João disse-lhes: “Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?” (Mat 3:7). Cristo chama-lhes “hipócritas” e “geração má e adúltera” (Mt 16:1-4; Mt 22:23). A única referência que lhes é feita nos Evangelhos de Marcos (Mt 12:18-27) e Lucas (Lc 20:27-38) é relativa à sua tentativa de ridicularizar a doutrina da ressurreição, que eles negavam, assim como negavam a existência dos anjos. Eles eram os deístas e os cépticos do seu tempo.

Fonte: Enciclopédia Mundo Bíblico

Comentários