A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Segurança para o futuro

Este salmo contém uma mensagem de conforto para todas as pessoas que vivem em épocas de problemas, e especialmente para o povo que guarda os mandamentos de Deus, bem como para aqueles, como você e eu que experimentaremos os eventos finais.

Deus deixou para nós o salmo 91 como uma garantia de segurança para cada um de nós hoje e no futuro.

Vamos ler atenciosamente observando seu profundo significado em cada palavra.

O verso 2 dá uma característica de quem está seguro no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente. É meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em quem confio. Aqui está revelada o tipo de relacionamento fundamental nosso com Deus. É necessário que seja um relacionamento pessoal e íntimo. Note que o verso 2 está na primeira pessoa do singular: Eu e meu. O próprio Jesus descreve a necessidade de um relacionamento diário com Ele, em João 6:35 diz: “Jesus respondeu: - Eu sou o pão da vida. Que m vem a mim nunca mais terá fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede.”

Ele estava falando sobre o relacionamento íntimo e pessoal com Ele. Estava descrevendo a vida devocional – em que nos demoremos nEle e Ele em nós. Não podemos ser cristãos vivos a menos que O busquemos diariamente. Comer e beber o sangue de Cristo espiritualmente se refere a uma experiência pessoal, tendo por base um contato diário com Ele. Receber a Palavra, o Pão do céu, é receber o próprio Cristo. A palavra de Deus deve ser ingerida diariamente para suprir as necessidades espirituais.

Se fizermos isso, as promessas dos versos 3, 4, 5, 6, 7, 8 se cumprirão em nossa vida espiritual diariamente: “Deus livrará você de perigos escondidos e de doenças mortais. Ele o cobrirá com as suas asas e debaixo delas você estará seguro. A fidelidade de Deus o protegerá como um escudo. Você não terá medo dos perigos da noite nem dos assaltos durante o dia. Não terá medo de pestes que se espalham na escuridão nem dos males que matam ao meio dia. Ainda que mil pessoas sejam mortas ao seu lado, e dez mil, ao seu redor, você não sofrerá nada. Você olhará e verá como os maus são castigados.”

Outra característica da pessoa que tem segurança para o futuro está no verso 9: “Você fez do Senhor Deus o seu protetor e, do Altíssimo, o seu defensor.”

Isto refere-se ao capítulo 90 verso 1: “Senhor, tu tens sido nosso refúgio.” e 91:1 – “A pessoa que procura segurança no Deus Altíssimo e se abriga na sombra protetora do Todo-Poderoso.”

Quem fez do Altíssimo a sua morada foi Jesus e Ele garante que, em breve, essa será também a nossa morada se dissermos que o Senhor é o nosso refúgio. Sua promessa a você individualmente e a cada um de nós hoje é esta escrita em João 14:1 a 3. “Jesus disse: Não fiquem aflitos. Creiam em Deus e creiam também em mim. Na casa do meu Pai há muitos quartos, e eu vou preparar um lugar para vocês. Se não fosse assim, eu já lhes teria dito. E, depois que eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e os levarei comigo para que onde eu estiver vocês estejam também.”

Enquanto esta promessa não se cumpre, as seguintes promessas de segurança dos versos 10,11,12 e 13 estarão se cumprindo diariamente: “... nenhum desastre lhe acontecerá e a violência não chegará perto da sua casa. Deus mandará que os anjos dEle cuidem de você para protegê-lo aonde quer que você for. Eles vão segurá-lo com as suas mãos, para que nem mesmo os seus pés sejam feridos nas pedras. Com os pés você esmagará leões e cobras, leões ferozes e serpentes venenosas.” desde que estejamos caracterizados pelos versos 14, 15 e 16: “Deus diz: “Eu salvarei aqueles que me amam e protegerei os que reconhecem que eu sou Deus, o Senhor. Quando eles me chamarem, eu responderei e estarei com eles nas horas de aflição. Eu os livrarei e farei com que sejam respeitados. Como recompensa, eu lhes darei vida longa e mostrarei que sou o seu Salvador.”


PR. JOSÉ CARLOS EBLING
Doutor em Educação Religiosa e Aconselhamento Matrimonial pela Andrews University. Professor universitário e conselheiro matrimonial no UNASP - campus Engenheiro Coelho, SP. Autor dos livros : Namoro No Escuro, Mosaico Do Amor, Amigos Para Sempre, Sentido Único, Saúde No Relacionamento Familiar, Depressão : Você Não Está Sozinho, Perdas e Danos. Casado com Nair Ebling Coordenadora da Extensão Universitária do Unasp - Campus II e autora de diversos livros Didáticos publicados pela CPB.

Comentários