A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Virgem Maria em nova "aparição"

Um restaurante mexicano em Calexico, California, EUA, na fronteira com o México, tem atraído fiéis religiosos de várias partes para verem aquilo que se crê ser a milagrosa imagem da virgem Maria... num tabuleiro de forno! (Veja a imagem em tamanho maior aqui.)

Uma cozinheira foi a primeira pessoa no Restaurante Las Palmas a ver a imagem. 'Ela começou a chorar e não quis continuar a limpar o tabuleiro', conta Brenda Martinez, gerente do restaurante, que acrescenta: 'Maria quer mostrar-nos o seu amor e dizer-nos para manter a fé'.

A referida peça foi retirada do forno e está agora exposta numa sala nas traseiras da cozinha, que rapidamente ficou repleta de rosários, flores, velas e outras ofertas deixadas pelos visitantes, tanto americanos como mexicanos.

Joe Acuña, que já viu a imagem disse: 'eu sinto que ela está aqui conosco'. Mike Breseno, que também testemunhou no local referiu que 'ela parece real, muito real'.

O Reverendo Edward Horning, responsável pela Igreja Católica de St. Mary, situada em El Centro, perto de Calexico, examinou a imagem no tabuleiro e não conseguiu conclusivamente atribuir a imagem à virgem Maria. No entanto, declarou que 'se Deus quiser fazer algo como isto, Ele pode fazê-lo'.

Alberto Lopez Pulido, Diretor e Professor de Estudos Étnicos da Universidade de San Diego, esclarece que relatos de aparições, particularmente Maria, são comuns entre povos latinos, incluindo mexicanos. 'A Igreja Católica na América latina é profundamente mariana. Estes relatos preenchem a necessidade que os católicos têm em viverem a religião fora da igreja', concluíu Pulido.

Se, porventura, as testemunhas (incluindo um clérigo) desta imagem num tabuleiro de forno não têm ainda conclusões definidas sobre o caso, vamos tentar perceber que certezas estão garantidas à partida.

1.º Maria, mãe de Jesus, faleceu. Como é que sabemos isso? Se ela ainda estivesse viva, seria seguramente uma das principais figuras de todas as eras e do mundo atual...

2.º Em nenhuma parte da Bíblia recebemos evidências, ou sequer a mínima indicação, que Maria tenha ressuscitado.

3.º A Bíblia demonstra clara e inequivocamente que os mortos nada sabem (Eclesiastes 9:5 'porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento').

4.º Segundo a Bíblia, nem Maria nem qualquer outra pessoa que já viveu pode usar de prerrogativas que pertencem só a Deus e a Jesus, tal como salvar o homem pecador e interceder por ele.

Exceto Jesus, todos os habitantes deste mundo, incluindo Maria, são pecadores que precisam de salvação. Algumas evidências bíblicas para estes fatos são:
  a) 'Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus' (Romanos 3:23);
  b) 'E em nenhum outro (n.d.r.: referindo-se a Jesus) há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos' (Atos 4:12).

5.º A Bíblia prevê que 'o próprio Satanás se transforma em anjo de luz' (II Coríntios 11:14), com o objetivo, evidente, de desviar as atenções de Jesus.

Logo, é por demais evidente que este episódio se trata de mais um ato para juntar à vasta lista de supostas aparições (veja-as aqui) da mulher escolhida por Deus para carregar na barriga o Salvador do mundo, há muito tempo falecida e que aguarda no pó da terra o glorioso dia da volta de Jesus.

Quem está por trás disto, perpetrando mais este engano? O mesmo de sempre, aquele que Jesus chama de pai da mentira... 

A Bíblia diz quem ele é, em João 8:44: 'vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira'.

Um excelente estudo intitulado 'Quem foi Maria?' pode ser lido aqui.

FILIPE REIS
Nascido e educado na Igreja Adventista do Sétimo Dia e batizado em Março de 1989, aos 13 anos. Vive em Vila Nova de Gaia, Portugal. Serviu vários anos como Diretor da Escola Sabatina e Ancião na Igreja de Pedroso, Portugal, entre outras funções. Em breve iniciará a formação em Teologia no Colégio Adventista de Sagunto (Espanha), para servir como Pastor. Editor do Blog O Tempo Final. Casado com Sofia, aguardam para breve o primeiro bebé, que se chamará Caleb.

Comentários