A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Domando a Telinha


Plim plim! Do início ao fim de cada dia, quantas pessoas não gastam uma boa parte do seu tempo ligadas neste som e conectadas às suas imagens? Sem fugir a esta realidade, às vezes eu paro para pensar no tamanho da influência que esse tempo passado na frente da TV vai ter na vida, principalmente dos jovens.

Se a gente parar para analisar, a programação diária, de ponta a ponta, por melhores que sejam alguns programas, a quantia de lixo mascarado que é jogada sobre a mente é grande demais. E a maior parte de nós, ligados nas emoções dos programas que assistimos, não damos bola para o impacto que estamos recebendo. Imagem/divulgaçãoNão esqueça: “uma imagem, vale mais do que mil palavras” principalmente para influenciar o subconsciente, o comportamento e em conseqüência a vida. Por isso, quero deixar para você refletir, e depois agir, nove motivos porque compensa domar a telinha, ou seja, ter critérios definidos e fortes para com os programas de televisão.

1. A TV estimula o isolamento e reduz a sociabilidade; inibe a criatividade o envolvimento e a curiosidade.
2. A TV limita o crescimento da capacidade cerebral, pois a maioria dos programas não exigem participação ativa do telespectador.
3. A TV apresenta programas que criam falsas idéias, alienando a pessoa da realidade.
4. A TV expõe excessivamente o telespectador à violência e à pornografia.
5. A TV rouba o envolvimento com leituras, estudo, esportes, e outras formas de lazer,pois prende a pessoa por horas a fio.
6. A TV ocasiona a fadiga ocular.
7. A TV produz programas com mensagens dúbias, que a personalidade tem dificuldade de discriminar e selecionar.
8. A TV induz a comportamentos inadequados que se tornam aceitos, pelas circunstâncias como são apresentadas.
9. A TV é um grande estímulo à moda, aos vícios e ao consumismo.

Diante dessa situação, é hora de parar para pensar, e tomar algumas atitudes. A primeira delas é a de domar, e não ser domado pela telinha. Ao invés de se assentar na frente da TV e deixar o tempo passar, você precisa começar a escolher os programas que valem a pena ser assistidos, assisti-los com senso crítico, e o melhor, começar a ocupar o seu tempo vago com coisas mais construtivas.

Diante disso, o conselho de Paulo, cai muito bem. Ele diz, inspirado por Deus: “Quanto ao mais irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto…(veja as outras características) que isto ocupe o vosso pensamento.” (Filip. 4:8). Se você mudar para melhor o tipo de influência que age sobre seus pensamentos, todas as outras mudanças que você busca para sua vida se tornarão mais fáceis, porque a sua ligação com Deus vai ser desobstruída.

A escolha é sua! É difícil? Sem dúvida que sim, mas se você buscar o poder de Deus, Ele vai lhe ajudar a quebrar todas as barreiras, e o impossível vai se tornar real. Este é só um empurrãozinho, mas vá a luta, quem vai ganhar será você!



VINÍCIUS A. MIRANDA

Tecnólogo em Comércio Exterior, Teólogo (nível básico), Regional J.A, Líder Master de Jovens e primeira medalha de dedicação do Paraná. Casado com Juliana dos Reis Nogueira Miranda.

Editor geral do Blog Tinguiteen, Blog Esperança, Central de Diretores J.A., Portal J.A. e Colunista do Blog Ação J.A.

Comentários