A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

Ação e Omissão


É sempre mais fácil não fazer;
É sempre mais fácil omitir-se diante da realidade;
É muito mais fácil não se meter;
É muito mais fácil economizar-se;
É sempre mais fácil fingir que não viu;
É sempre mais fácil dizer que não tem tempo;
É muito mais fácil negar-se a participar;
É sempre mais fácil recolher-se só no seu canto;
É muito mais fácil criticar quem faz;
É sempre mais fácil achar erros nos que agem;
É muito mais fácil ser extremamente prudente;
É sempre mais fácil não errar por não fazer;
É sempre mais fácil achar-se impotente;
É muito mais fácil achar quem faz metido;
É muito mais fácil ser rígido que flexível;
É sempre mais fácil ser autoritário que democrata;
É muito mais fácil discutir com ignorantes;
É muito mais fácil fugir do que é novo;
É sempre mais fácil repetir velhas fórmulas;
É sempre mais fácil achar-se perseguido pelos outros;
É muito mais fácil tramar pelas costas;
É muito mais fácil não acreditar em ninguém;
É sempre mais fácil achar-se o dono da verdade;
É sempre mais fácil vestir-se a carapuça no outro;
É muito mais fácil ser falso que autêntico;
É muito mais fácil ser ateu, agnóstico, que cristão;
É sempre mais fácil achar quem faz puxa-saco;
É sempre mais fácil não pedir ajuda a ninguém;
É sempre mais fácil ser auto-suficiente que reconhecer as limitações;
É sempre mais fácil exigir total fidelidade do que ser fiel;
É sempre mais fácil esquecer-se de agradecer;
É sempre mais fácil ser mesquinho do que dar;
É muito mais dizer não do que sim;
É muito mais fácil achar que os outros estão “abusando”;
É muito mais fácil não admitir do que compreender;
É sempre mais fácil cortar do que atar, emendar, permitir;
É muito mais fácil achar os outros ignorantes do que se analisar;
É muito mais fácil não se comprometer com o “social”;
É sempre mais fácil querer tudo por escrito para não se comprometer;
É sempre mais fácil sair limpo, do que sujar-se na ação;
É muito mais fácil só ter amigos;
É muito mais fácil ser morno;
É sempre mais fácil deixar-se corromper do que denunciar;
É sempre mais fácil subornar do que enfrentar;
É muito mais fácil ir devagar do que depressa;
É muito mais fácil achar que o “mundo é assim mesmo”;
É sempre mais fácil não confiar no ser humano do que crer no Homem;
É sempre mais fácil desconfiar de todo mundo;
É sempre mais fácil estar “bem” com todo mundo;
É muito mais fácil dizer: “eu sou assim mesmo e não vou mudar”;
É muito mais fácil achar perigoso do que correr riscos;

É sempre mais fácil não fazer. Pense Nisso. Sucesso!


PROF. LUIZ MARINS

Antropólogo. Estudou Antropologia na Austrália (Macquarie University/School of Behavioural Sciences) sob a orientação do renomado antropólogo indiano Prof. Dr. Chandra Jayawardena e na Universidade de São Paulo (USP), sob a orientação da Profa.Dra. Thekla Hartmann;

- Licenciado em História (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Sorocaba); estudou Direito (Faculdade de Direito de Sorocaba); Ciência Política (Universidade de Brasília - UnB); Negociação (New York University, NY, USA); Planejamento e Marketing (Wharton School, Pennsylvannia, USA); Antropologia Econômica e Macroeconomia (Curso especial da London School of Economics em New South Wales) e outros cursos em universidades no Brasil e no exterior.

Site: Anthropos

Comentários

  1. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo


    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  2. Parabéns. Acompanho Pr. Luiz Marins há algum tempo.Fiquei feliz em encontrá-lo por aqui. Este Blog está demais.

    ResponderExcluir

Postar um comentário