A Corrida do Cristão

A cada quatro anos, atletas de diversas nacionalidades se reúnem num país previamente escolhido para disputar um conjunto de modalidades esportivas nos famosos Jogos Olímpicos. A bandeira olímpica representa a união de povos e raças, pois é formada por cinco anéis entrelaçados que indicam os cinco continentes e suas cores. Os gregos foram os precursores dos Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 a.C. já faziam homenagens aos deuses. Mas foi somente em 776 a.C. que ocorreram pela primeira vez os Jogos Olímpicos de forma organizada. Quando os romanos invadiram a Grécia no século II, muitas tradições gregas, entre elas as Olimpíadas, foram deixadas de lado. Em 392 d.C., os Jogos Olímpicos e todas as manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após sua conversão ao cristianismo. Contudo, em 1896, os Jogos Olímpicos foram retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o barão de Coubertin (veja mais 

“O Grande Conflito” aparece na lista dos mais lidos em pesquisa feita pelo Ibope

Brasília, DF... [ASN] O Instituto Ibope Inteligência, a pedido do Instituto Pró-Livro, realizou a pesquisa "Retratos da Leitura do Brasil", para estudar o comportamento, gosto e preferência dos leitores brasileiros. Na lista dos 30 livros já lidos ou atualmente lidos pelos entrevistados apareceu, em 23º. lugar, o livro “O Grande Conflito”, de Ellen G. White. No topo da lista, em primeiro lugar, está a Bíblia Sagrada.

O levantamento ainda apontou que 39% dos 95,6 milhões de leitores de livros no Brasil estão na faixa etária de 5 a 17 anos e outros 14% possuem entre 18 e 24 anos. Segundo a pesquisa, divulgada na quarta-feira, 28 de maio, os leitores mais jovens também são os que mais lêem.

A pesquisa detectou que o tema é o fator mais importante na hora de escolher um livro para ler - 63% das pessoas que responderam à pesquisa disseram que este é o fator que mais influencia a escolha de uma obra. Em seguida está o título do livro (opção de 46% dos entrevistados), seguido de dicas de outras pessoas, que engloba 42% do grupo ouvido.

Outra constatação interessante da pesquisa é o papel das famílias, em especial da mãe, na influência da leitura para os filhos. Entre as crianças de 5 a 10 anos, 73% delas citam as mães como quem mais as estimularam a ler. Além disso, o estudo mostra que um em cada três leitores tem lembranças da mãe lendo algum livro e 87% afirmam que os pais liam para eles quando estavam iniciando na prática da leitura.

Para o líder de Publicações da Igreja para a América do Sul, pastor Almir Marroni, os dados revelados na pesquisa são de grande importância. “Ficamos felizes em ver o ‘O Grande Conflito’ na lista dos mais lidos e, com esta informação em mãos, vamos intensificar as vendas deste livro que tem sido um instrumento de Deus para mostrar a verdade a tantas pessoas”. De acordo com o líder, “também é interessante saber que as crianças e jovens são bons leitores, nossa literatura para esta faixa etária é sempre cuidadosamente elaborada e temos ricos materiais para trabalhar com este público”.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 de novembro e 14 de dezembro do ano passado. Foram aplicadas 5.012 entrevistas nos domicílios, com 60 questões. A margem de erro é de 1,4%. [Equipe ASN – Márcia Ebinger – Fonte: Notícias Globo]

Comentários