Quem Somos

 O Blog Nisto Cremos iniciou suas atividades no ano de 2006 com o Pastor Fabio dos Santos, nesta época, distrital para as Igreja Adventistas da região de Bagé-RS.

Neste período, não havia muitos blogs adventistas já que o método convencional de evangelizar pela internet eram através de sites e portais. Inicialmente surgiu a ideia de criar este blog como um diário dos estudos particulares do Pr. Fabio para os anciãos de sua igreja, familiares e amigos.  Em pouco tempo ele reconhece a necessidade de divulgar seus posts de forma mais abrangente uma vez que os mecanismos de buscas popularizavam o NC para pessoas de diferentes credos e países, gerando milhares de acessos por dia.

Como a rotina de trabalho de um Pastor Distrital é laboriosa envolvendo seu tempo em diferentes atividades, acumular a função de cuidar do blog sozinho nas horas vagas tornava-se uma missão difícil. Para solucionar esse problema, no ano de 2008, o Pr. Yuri Ravem aceitou o desafio de ser editor associado. Foi a escolha certa gerando um novo ânimo para o blog com seus artigos provocantes, despertando nos internautas o desejo de conhecer a postura oficial da igreja nos mais diversos assuntos da teologia adventista.

Neste mesmo ano, os editores tiveram a ideia de convidar colunistas com formação acadêmica em áreas diferentes para qualificar e quantificar as postagens semanalmente. Mais uma escolha certa dirigida por Deus. O Blog passou a ser mais temático para atender os internautas que buscavam assuntos de suas predileções.

Hoje, colhemos o fruto desse trabalho que há anos tem conquistado pessoas para o reino de Deus. São lindas histórias de vidas transformadas pelo estudo da Bíblia e outras que mensuraremos apenas no céu.

Acreditamos que a internet é uma ferramenta poderosa para evangelizar. O NC continuará apresentando em suas páginas essa mensagem de amor, fé e esperança.

Obrigado por sua visita. Desejamos uma ótima leitura sob a direção do Espírito Santo a fim de ajudá-lo na compreensão das Sagradas Escrituras.

Equipe Nisto Cremos.

Comentários

Postar um comentário