EU VOS ENVIO


INTRODUÇÃO

"Em certa vila da Nova Inglaterra, estava-se cavando um poço. Quando o trabalho estava quase pronto, estando um homem ainda no fundo do mesmo, houve um desmoronamento, e ele ficou enterrado. Instantaneamente foi dado o alarme, e mecânicos, fazendeiros, comerciantes, advogados, correram ansiosamente para salvá-lo. Cordas, escadas e pás foram trazidas por mãos zelosas e cheias de boa vontade. 'Salvai-o, ó salvai-o!', clamavam.

"Os homens trabalharam com desesperada energia, até que o suor lhes corria em gotas pela fronte, e os braços tremiam da esforço. Afinal, foi enfiado um tubo para baixo, pelo qual eles gritaram para o homem, a fim de saber se estava vivo ainda. Veio a resposta: 'Vivo, mas apressai-vos. É terrível aqui.' Com uma exclamação de alegria, renovaram os esforços, e por fim a homem foi alcançado e salvo, e a alegria que subiu aos ares parecia penetrar o próprio Céu. 'Ele está salvo!' ecoava por todas as ruas da cidade." (Obreiros Evangélicos, pp. 31 e 32).

I – O CLAMOR DE UM MUNDO A PERECER

A – O Mundo Clama no Abismo do Pecado
Com a entrada do pecado no mundo, toda a raça humana caiu no profundo abismo do pecado, sujeitos à morte (Rom 5:12).

E deste abismo do pecado o homem por suas próprias forças não consegue sair; porque "um abismo chama outro abismo" (Sal. 42:7 ).

E a Bíblia chega ao ponto de dizer que o homem em seu estado natural está morto em seus "delitos e pecados" (Efés. 2:1).

B – O Mundo Perece por Falta de Salvação
Assim como o homem que ficou soterrado no poço foi salvo pelos esforços das demais pessoas, os seres humanos só poderão ser salvos por um poder fora deles mesmos – o poder da graça salvadora de Cristo.

Mas milhares de pessoas ao nosso redor que estão soterrados no abismo do pecado, não sabem da grande salvação que para eles foi provida na cruz do Calvário! . . .

E o profeta Joel, com o seu olhar profético, vê "multidões, multidões no vale da decisão." (Joel 3:14), carecendo de salvação! . . .

II – A RESPOSTA DA IGREJA

A – A Igreja Adventista Tem a Solução para o Clamor do Mundo
Na verdade, nós somos os depositários do "evangelho eterno" (Apoc. 14: 6), da verdade salvadora para um mundo prestes a perecer.

A Bíblia declara que nós fomos constituídos por atalaias do Senhor: Ezeq. 33: 1-9

Imaginemos que certa cidade fosse incendiada, e que os guardas dessa cidade sabiam que isto iria ocorrer, mas para não serem ridicularizados, resolveram nada contar a esse respeito. . . O que você acha que ocorreria com esses guardas ao ser isso descoberto? ...

A Bíblia declara que o juízo divino se aproxima, e que esse mundo com os pecadores impenitentes, será lançado no lago de fogo e enxofre (Apoc. 20:15); e o que estamos nós fazendo para advertir os pecadores e conduzi-los à salvação? ...

Será que aqueles homens que deixaram todas as suas atividades para salvarem aquele homem que estava soterrado no poço, demonstraram demasiado zelo e interesse, demasiado entusiasmo para salvar um homem? ...

"Não mostrarão os servos de Deus tão grande zelo em trabalhar pela salvação de almas como foi manifestado pela vida daquele homem soterrado no poço?" (Obreiros Evangélicos, p. 32).

Na verdade, "a igreja é o instrumento apontado por Deus para a salvação dos homens. Foi organizada para servir, e sua missão é levar o evangelho ao mundo." (Atos dos Apóstolos, p. 9).

B – Você e Eu Temos a Responsabilidade de Partilhar as Boas Novas da Salvação aos Pecadores.
"Deus. . . não finalizará Sua obra sem os agentes humanas " (Serviço Cristão, p. 9).

"Onde quer que se estabeleça uma igreja, todos os membros se devem empenhar ativamente em trabalho missionário." (Idem, p. 12).

"Todo seguidor de Jesus tem uma obra a fazer como missionário de Cristo, na família, na vizinhança, na vila ou cidade em que reside." (Idem, p. 18).

"A cada um foi distribuída sua obra, e ninguém pode substituir a outro." (Idem, p. 10).

"Tudo está agora revestido duma solenidade tal que a devem reconhecer todas quantos crêem a verdade para este tempo. Devem proceder em conformidade com o dia de Deus. Os juízos divinos estão para abater-se sobre o mundo, e precisamos estar-nos preparando para esse grande dia."

"Nosso tempo é precioso Não temos senão poucos, pouquíssimos dias de graça em que preparar-nos para a vida futura, imortal. Não dispomos de tempo para desperdiçar com movimentos negligentes. Devemos ter o temor de ser superficiais no tocante á Palavra de Deus." (Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 14).

"Todos os dias nos temos associado com homens e mulheres destinados ao juízo. Cada dia poderá ter sido a linha divisória para alguma alma. Cada dia alguém pode ter tomado a decisão que há de determinar seu futuro destino." (Evangelismo, p. 704).

"Caso a cortina pudesse ser erguida, pudésseis vós discernir os propósitos de Deus e os juízos que estão para abater-se sobre um mundo condenado, caso pudésseis ver a vossa própria atitude, temeríeis e tremeríeis por vossa própria alma e pela de vossos semelhantes. Fervorosas orações e angústia de coração quebrantado elevar-se-iam ao Céu. Choraríeis entre o alpendre e o altar, confessando a vossa cegueira e rebeldia espirituais." (Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 15).

Em realidade, uma pesada responsabilidade pesa sobre cada um de nós individualmente! E por esse motivo que estamos implantando em nossa igreja esse plano de trabalho pessoal, para que nenhum de nós seja pesado na balança celestial e achado em falta...

III –  "DE DOIS A DOIS"

A – A Comissão de Cristo
Antes de ascender ao Céu, Cristo deixou-nos a comissão - Mat. 28: 18-20.
E o próprio Cristo nos admoesta a respeito das dificuldades que envolvem o cumprimento dessa missão: Mat. 10:16.

Mas Ele promete estar conosco "todos os dias até á consumação do século" (Mat. 28: 20).

B – O Método de Cristo
Quando Jesus, após instruir Seus doze discípulos, enviou-os a pregar, Ele os enviou "de dois a dois" (Mar. 6: 7).

Posteriormente, quando Ele designou outros Setenta, Ele "os enviou de dois em dois"( Luc. 10:1).

E a Sra. White comenta a esse respeito: "Chamando os doze para ao pé de Si, Jesus ordenou-lhes que fossem dois a dois pelas cidades e aldeias. Nenhum foi mandado sozinho, mas irmão em companhia de irmão, amigo ao lado de amigo. Assim se poderiam auxiliar e animar mutuamente, aconselhando-se entre si, e orando um com o outro, a força de um suprindo a fraqueza do outro. Da mesma maneira enviou Ele posteriormente os setenta. Era o desígnio do Salvador que os mensageiros do evangelho assim se associassem. Teria muito mais êxito a obra evangélica em nossos dias, fosse esse exemplo mais estritamente seguido." (O Desejado de Todas as Nações, p. 350).

Esse mesmo método de dois a dois, foi seguido pelos cristãos depois da ascensão de Cristo. O livro de Atos apresenta as clássicas duplas evangelísticas de Paulo e Barnabé (Atos 13:2 e 3), Paulo e Timóteo (Atos 16:1-3), Paulo e Silas (Atos 16: 19), e outras. E a Bíblia confirma o êxito por elas alcançado.

C – O Nosso Método de Trabalho
Em resposta à comissão que Cristo nos deixou de levarmos o evangelho a todo o mundo, queremos seguir nesta igreja o mesmo método que Ele usou ao enviar os primeiros discípulos - "de dois em dois".

Dessa maneira poderemos mutuamente nos animar e compartilhar juntos as experiências do trabalho.

A Bíblia relata o episódio quando Paulo e Silas foram açoitados e presos em Filipos (Atos 16:19-26); e nos é dito que "por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam" (verso 25). Provavelmente se apenas um deles estivesse ali preso, não teria coragem de cantar, como ambos fizeram à meia-noite, cantando um dueto na prisão!...

CONCLUSÃO (Apelo)

Realmente, o mundo está prestes a findar, e os pecadores terão que se defrontar face a face com o Juiz de toda a Terra, e eles precisam ser advertidos, eles precisam receber a mensagem de salvação, antes que seja demasiado tarde.. . No tempo do profeta Isaías, o Senhor indagou: "A quem enviarei, e quem há de ir por nós?" E a resposta de [saias foi : "Eis-me aqui, envia-me a mim. " (Isa. 6:8).

Matheson orou: "Mandai-me para os corações sem lar, para as vidas sem amor, para multidões sem espaço, para as fileiras sem refúgio. Mandai-me às crianças a quem ninguém abençoou, aos famintos a quem ninguém alimentou, aos doentes a quem ninguém visitou, aos caídos a quem ninguém levantou, aos leprosas a quem ninguém tocou, aos aflitas a quem ninguém confortou." (Citado por Rosalie M. Applebee, em A Vida Vitoriosa, p. 67 e 68).

Em Mat. 10:16, Cristo diz: "Eis que Eu vos envio.. . " E ainda hoje Ele indaga: "A quem enviarei, e quem há de ir por nós?" (Isa. 6: 8)...

Que a minha e a sua resposta nesta manhã seja como a do profeta Isaías: "Eis-me aqui, envia-me a mim"! - Envia-me aos pecadores que carecem da Tua salvação e que não conhecem o Teu amor'...
Não gostaria você de dizer nesta manhã: "Eis-me aqui, Senhor, envia-me a mim"?...

Pr. Alberto Timm

Comentários