sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

QUE TIPO DE CRISTÃO VOCÊ É?


INTRODUÇÃO

ILUSTRAÇÃO: “TIPOS DE CRISTÃOS”

Em 2004 na cidade de Bagé-Rs, um colportor e ancião chamado João Oliveira me prestigiou com uma lista que ele mesmo a chamou de “Tipos de Cristãos”. A lista era menor, mas procurei incrementá-la para exemplificar as mais diversas características dos cristãos modernos. Fique atento e diga a você mesmo se algumas dessas atitudes são aplicáveis à sua pessoa:

Tipos de Cristãos:

  • Borboleta: Pousa sempre numa igreja diferente.
  • Carrinho de Mão: Só vai à igreja se for carregado.
  • Climático: Ora está quente, ora está frio. (Síndrome de Laudicéia).
  • Fogo de Palha: Cristão luminoso, só de fachada. Acende, mas logo se apaga.
  • Galinha da Angola: Está sempre dizendo: “Estou fraco”.
  • Gatinho: Mimoso. Necessita ser bajulado.
  • Girafa: Não reconhecem seus erros. Ficam com nariz empinados e não baixam a cabeça para pedir perdão.
  • Manteiga: Derrete facilmente.  É melindroso e pensa que é um coitado!
  • Microscópio: Enxerga as pequenas coisas. Verifica minuciosamente os defeitos dos outros.
  • Pipa: Precisa ser guiado por outra pessoa.
  • Sansão: Vai à igreja à procura de lindas mulheres.
  • Self Service: Fazem da igreja um restaurante. Estão em busca de alimento na casa de Deus, mas quando retornam para as suas atividades corriqueiras, não é capaz de alimentar quem está faminto. 
  • Telescópio: Olha de longe e não faz nada para ajudar.
  • Trailer: Só anda se for puxado.
  • Turista: Vai à igreja de vez em quando.
Embora pareça uma lista engraçada com um certo tom de descontração, infelizmente reflete a realidade espiritual de muitos irmãos.

Eu arriscaria em dizer que a lista poderia ser duplicada e até triplicada. Mas permita-me sem constranger ninguém, apresentar mais 4 tipos de comportamento extraídos de 2 Reis 6:8-18 que norteiam a vida de muitos cristãos.

TEXTO BASE 

2 Reis 6: 8 a 18 (NVI)

 8 Ora, o rei da Síria estava em guerra contra Israel. Depois de reunir-se com os seus conselheiros, disse: “Montarei o meu acampamento em tal lugar”.
 9 Mas o homem de Deus mandava uma mensagem ao rei de Israel: “Evite passar por tal lugar, pois os arameus estão descendo para lá”.
 10 Assim, o rei de Israel investigava o lugar indicado pelo homem de Deus. Repetidas vezes Eliseu alertou o rei, que tomava as devidas precauções.
 11 Isso enfureceu o rei da Síria, que, convocando seus conselheiros, perguntou-lhes: “Vocês não me apontarão qual dos nossos está do lado do rei de Israel?”
 12 Respondeu um dos conselheiros: “Nenhum de nós, majestade. É Eliseu, o profeta que está em Israel, que revela ao rei de Israel até as palavras que tu falas em teu quarto”.
 13 Ordenou o rei: “Descubram onde ele está, para que eu mande capturá-lo”. Quando lhe informaram que o profeta estava em Dotã,
 14 ele enviou para lá uma grande tropa com cavalos e carros de guerra. Eles chegaram de noite e cercaram a cidade.
 15 O servo do homem de Deus levantou-se bem cedo pela manhã e, quando saía, viu que uma tropa com cavalos e carros de guerra havia cercado a cidade. Então ele exclamou: “Ah, meu senhor! O que fa­re­mos?”
 16 O profeta respondeu: “Não tenha medo. Aqueles que estão conosco são mais numerosos do que eles”.
 17 E Eliseu orou: “Senhor, abre os olhos dele para que veja”. Então o ­Senhorabriu os olhos do rapaz, que olhou e viu as colinas cheias de cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu.
 18 Quando os arameus desceram na direção de Eliseu, ele orou ao Senhor : “Fere estes homens de cegueira”. Então ele os feriu de cegueira, conforme Eliseu havia pedido.

CONTEXTO HISTÓRICO

Havia uma guerra em Israel. O rei da Síria, juntamente com os seus oficiais, traçavam planos em como derrotar o povo de Israel. Mas todas as vezes que os sírios se preparavam para a guerra, Deus revelava para Eliseu quais eram os planos do rei da Síria, de forma que os exércitos de Israel sempre escapavam de qualquer emboscada.

Ao ver que Israel sempre escapava das suas armadilhas, o rei da Síria pensou que houvesse um traidor entre os seus homens pois não possuía discernimento espiritual para compreender tal situação.

O fato é que Eliseu buscava os conselhos de Deus através da oração e somente neste relato, percebemos Eliseu orando duas vezes nos Vs. 17 e 18. Somente os que oram, recebem discernimento. Assim foi com Eliseu. O Deus todo poderoso revelava todas as coisas a fim de resguardá-los do mal.

O texto que lemos apresenta quatro atitudes, ou quem sabe, 4 tipos de cristãos. Você se encaixará em algum deles!


1. PESSOAS QUE SÓ ENXERGAM O NATURAL

O primeiro tipo de pessoa, só enxerga o natural. Aquilo que é obvio aos olhos naturais. Como se diz na linguagem popular, alguém que vê um palmo à frente do seu nariz.

Tanto o Rei da Síria como o servo de Eliseu representam essas pessoas.

Quando o rei da Síria viu que Israel conhecia seus planos ele disse: “Vocês não me apontarão qual dos nossos está do lado do rei de Israel?" (v. 11). Ele pensou que alguém estava o traindo.

Por sua vez, o servo do profeta Eliseu ao ver que o exército inimigo havia cercado a cidade para prendê-los, perguntou a Eliseu: “Ah, meu senhor! O que faremos?” (v. 15).

Estas atitudes revelam um tipo de pessoa que só consegue ver o natural, o que é lógico, o que é visível aos seus olhos naturais.

Só consegue enxergar os seus problemas, o tamanho dos gigantes.

Estas pessoas não conseguem enxergar o mundo invisível. Muitas vezes em uma casa há discórdias, brigas, ódio e muitas outras coisas, mas as pessoas não conseguem discernir que o problema acontece na esfera espiritual. Lares são destruídos, a situação financeira fica difícil, mas este tipo de pessoa não consegue ver nada além de que seus sentidos naturais dizem. Eles perguntam amedrontados: "Ah..., o que faremos?".

EFÉSIOS 6:12 DIZ: "A NOSSA LUTA NÃO É CONTRA CARNE, NEM CONTRA O SANGUE, MAS SIM CONTRA OS PRINCIPADOS, CONTRA AS POTESTADES, CONTRA OS PODERES DESTE MUNDO TENEBROSO, CONTRA AS FORÇAS ESPIRITUAIS DA MALDADE NAS REGIÕES CELESTIAIS."


2. PESSOAS SEM FÉ

O Segundo tipo de pessoa é alguém que reconhece a existência de Deus, mas  não possui a fé necessária para pedir-lhe ajuda. 

O rei da Síria sabia que Deus revelava os seus planos a Eliseu. Como não possuía fé no Deus de Eliseu, mandou prendê-lo. Nem lhe ocorreu que se Eliseu "sabia as palavras que o rei falava em seu quarto", certamente saberia que o rei queria prendê-lo. Tal atitude não impediria que Deus continuasse revelando a sua vontade e impedindo que Israel fosse pego de surpresa.

O rei Sírio, deveria ter orado a Deus e perguntado o que ele deveria fazer, qual o caminho a tomar, como resolver esta situação, mas em sua cabeça natural, cheia de lógica, o problema seria resolvido se Eliseu fosse preso.

Mandou prendê-lo. Cercou a cidade onde Eliseu estava. Enviou centenas de soldados que viajara, toda a noite. Armou uma grande estratégia militar, mas seu plano foi um fracasso. Ficou envergonhado. Tentou resolver a situação à sua maneira quando a solução do problema era espiritual e não física. As atitudes deveriam ser tomadas depois de muita oração.

Esse episódio nos ensina que nem sempre os caminhos de Deus concordam com a lógica do homem.

Muitas vezes, as pessoas fracassam na sua vida porque ao invés de buscar a Deus para saber o que fazer, fazem o que lhes vem a cabeça, o que "acham" que é o melhor caminho.

LEMBRE-SE: "O CORAÇÃO DO HOMEM PODE FAZER PLANOS, MAS A RESPOSTA CERTA VEM DO SENHOR."PV. 16:1


3. PESSOAS DE POUCA FÉ 

O Terceiro tipo de pessoa, é a pessoa que acredita em Deus. Crê que há uma solução espiritual, mas não consegue enxergar o quão perto está. 

O servo de Eliseu vivia com o profeta. Testificara muitos milagres, cria em Deus, mas não conseguia enxergar que Deus estava ali. Não conseguia crer que Deus iria livrá-los. Ficou apavorado. Pensou: "Estamos perdidos; estamos mortos. Que adiantou servir a Deus todos estes anos. Ah, meu senhor! O que faremos?”

Não percebeu a presença de anjos. Não percebeu que os problemas dos homens são só uma oportunidade para os milagres de Deus. Cria em Deus, mas em um Deus que está distante, em um Deus que não deve estar muito preocupado comigo, em um Deus que não está vendo a minha situação desesperadora. “Ah, meu senhor! O que faremos?” Ficou com medo, pois não tinha em seu coração o pensamento:

"...SE DEUS É POR NÓS, QUEM SERÁ CONTRA NÓS?". RM 8:31

O servo de Eliseu, como muitos cristãos, estava com os seus olhos espirituais fechados. Recebem o diagnóstico médico e ficam apavorados, desesperados, querem abandonar a fé. Parece que Deus está distante. Não sabem o que fazer, precisam ter os olhos abertos para enxergar que “Aqueles que estão conosco são mais numerosos do que eles” (Vs 16).


4. PESSOAS DE MUITA FÉ

 O Quarto tipo de pessoa, são as pessoas que veem o invisível, sabem que o poder está disponível e agem com tranquilidade pela fé e oração.

Eliseu era esta pessoa. Ele sabia o Deus que tinha. Seus olhos espirituais estavam mais abertos do que os seus olhos físicos. Não se preocupou com o exército inimigo, pois estava certo que “Aqueles que estão conosco são mais numerosos do que eles” (Vs 16). Não ficou com medo pois sabia que  “O anjo do Senhor é sentinela ao redor daqueles que o temem, e os livra” Sl 34:7

Eliseu orou. Não orou por si, mas por aquele que não cria: “Senhor, abre os olhos dele para que veja” (Vs 17). Deus ouviu a oração de Eliseu, e “Então o Senhor abriu os olhos do rapaz, que olhou e viu as colinas cheias de cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu” (Vs 17).

Havia mais anjos do que soldados armados. Não caberia mais cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu. O monte estava "cheio". Todo o tempo os anjos estavam lá, e Eliseu sabia disto, embora seus olhos naturais não vissem nada. Mas Eliseu era um homem diferente. Cria na oração. Via o invisível. Sabia que Deus não o abandona, que Deus cuida, que Deus protege os que o amam, que Deus interviria quando necessário, que Deus o livraria, que Deus estava presente olhando tudo, que Deus estava vendo a movimentação dos soldados, que Deus não falharia. Eliseu não fez uma oração apavorada, de última hora, quem sabe numa última tentativa. Não, ele nem orou por si. Ele estava tranqüilo, afinal, ele servia ao "Senhor dos Exércitos".

"Enquanto o inimigo descia contra ele, Eliseu orou ao Senhor: Fere, peço-te..."(Vs. 18). Não orou apavorado clamando por misericórdia. Não reclamou de Deus dizendo: "Que adiantou servir a Deus. Olha a minha situação agora". Eliseu tinha o controle da situação porque sabia que Deus tinha o controle da situação.  Simples assim!!!

CONCLUSÃO

ILUSTRAÇÃO: GELO NOS TRÓPICOS

Uma pobre mulher pagã tornou-se cristã, e era notável pela simplicidade de sua fé. Ao aceitar a Cristo ela O pegou literalmente pela palavra. Alguns meses depois de sua conversão, seu filhinho adoeceu. Seu restabelecimento era duvidoso. Precisava-se de gelo para o pequenino, mas naquele país tropical, longe das grandes cidades não era possível consegui-lo. "Vou pedir a Deus que mande gelo", disse a mãe ao missionário. "Oh! mas a senhora não pode esperar que Ele faça tal coisa", foi a resposta imediata.
"Por que não?", replicou aquela crente de coração simples. "Ele tem todo o poder e também nos ama. Assim o senhor nos ensinou. Vou pedir-Lhe, e creio que Ele vai me ouvir." Pediu a Deus e Ele lhe respondeu. Logo veio uma forte trovoada, acompanhada de uma chuva de pedras. A senhora pôde assim encher uma vasilha grande com pedrinhas de gelo. A aplicação fria era justamente o que a criança precisava, e recobrou a saúde." – Sunday School Times.

Talvez, algumas vezes em tua vida, parece que não há mais saída, que não há solução. Você tem vontade de chorar, se desespera e pensa em abandonar a fé. Saiba que Deus cuida de você e mesmo que você não veja nada com os teus olhos físicos, Deus ordenou aos seus anjos para te guardarem em todos os teus caminhos.

Então fique firme no Senhor. Tenha fé em Deus.

O tipo de cristão que Deus espera que sejamos, é uma pessoa capaz de ver o invisível pelos olhos da fé.

Apelo: Que tipo de Cristão você é?

H. A: 260, 261, 262, 272, 273

Adaptação: http://www.sermao.com.br/sermoes/que_tipo_de_cristao_voce_e/

Pr. Fabio dos Santos
Editor do Blog Nisto Cremos

1 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...