sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Uso de jóias: princípio bíblico ou uma questão cultural?


Existe diferença entre princípios bíblicos e normas culturais. Os princípios são imutáveis, independente do tempo, da geografia e da cultura. As normas mudam e se moldam com o tempo, lugar e dentro de uma cultura. Vamos exemplificar usando um texto bíblico onde separaremos o que é princípio do que é norma cultural na questão do vestuário:

Deuteronômio 22:5: "A mulher não usará roupa de homem, nem o homem, veste peculiar à mulher; porque qualquer que faz tais coisas é abominável ao SENHOR, teu Deus."


Note que o texto não especifica qual tipo de vestuário não usar. Por exemplo, não diz que homem não pode usar saia, mas afirma que deve haver distinção para os sexos. Esse é o princípio bíblico, que homem deve usar roupa de homem e mulher roupa de mulher. Mas o que especifica que roupa será de homem e qual será de mulher? 


Na época de Moisés tanto homem quanto mulher usavam túnicas, mas alguns detalhes distinguiam o vestuário, como cintos, acessórios, tamanho, cores, etc. Em alguns países hoje homens usam saias, e em outros a saia é exclusivamente vestuário feminino. Em outras palavras, é a cultura que vai determinar que tipo de vestuário é masculino e qual é o feminino (norma cultural), mas o princípio fica inalterado, que deve haver distinção entre os sexos. Aplicando em nossa cultura brasileira atual, homem não deve usar saia ou vestido, nem calça feminina, assim como a mulher não deve usar calça, bermuda ou qualquer vestuário masculino. Mas em países onde homens usam saia, a norma seria diferente, homem podeira usar saia ou vestido, por exemplo. O princípio permanece, mas a norma se altera.  Observe outro texto:


I Timóteo 2:9 pp: "Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente..."


Esse texto declara que o traje deve ser decente, mas não define que tipo de vestuário é decente. O princípio é decência. Uma saia pode ser decente ou não! Um vestido pode ser decente ou não! Uma calça pode ser decente ou não! Decência é o princípio, a norma cultural é qual vestuário é decente ou não.

E o uso de jóias, é um princípio ou uma norma cultural? Se for princípio não muda e não pode ser usado em nenhuma cultura, se for uma norma, é adaptável nas culturas e lugares diferentes.Vou agora listar textos bíblicos e depois citações de Ellen White, que foi inspirada por Deus. Leia com atenção e oração, e certamente você será capaz de responder a essa questão:

Textos bíblicos sobre jóias:

Exôdo 33:4 a 6 (NVLH, grifos nossos): Quando Moisés deu essa mensagem aos israelitas, eles começaram a chorar, e ninguém usou as suas jóiasEntão o SENHOR mandou que Moisés dissesse a eles: - Vocês são um povo teimoso. Se eu fosse junto com vocês, mesmo que fosse por apenas um momento, eu os destruiria completamente. Agora tirem as suas jóias, e eu vou resolver o que fazer com vocês. Assim, depois que os israelitas saíram do monte Sinai, não usaram mais jóias 

I Pedro 3:3 e 4: Não procure ficar bonita usando enfeites, penteados exagerados, jóias ou vestidos caros. Pelo contrário, a beleza de você deve estar no coração, pois ela não se perde; ela é a beleza de um espírito calmo e delicado, que tem muito valor para Deus. 

I Timóteo 2:9: Quero também que as mulheres sejam sensatas e usem roupas decentes e simples. Que elas se enfeitem, mas não com penteados complicados, nem com jóias de ouro ou de pérolas, nem com roupas caras!


Citações do Espírito de Profecia:


Beneficência Social, 267: O Senhor Deus do Céu convida os homens a lançarem fora os seus ídolos, a se separarem de cada desejo extravagante, a não condescenderem com nada que seja simplesmente para ostentação e exibicionismo, e a estudarem meios de economia na aquisição de roupas e mobiliário. Não gasteis um centavo do dinheiro de Deus na aquisição de artigos desnecessários. Vosso dinheiro significa salvação de alguém. Não seja ele pois gasto em jóias, ouro ou pedras preciosas.


Evangelismo, 269 e 270: A abnegação no vestir faz parte de nosso dever cristão. Trajar-se com simplicidade, e abster-se de ostentação de jóias e ornamentos de toda espécie, está em harmonia com nossa fé ...os adventistas do sétimo dia não usam jóias, ouro, prata ou pedras preciosas, e não seguem, no vestuário, as modas mundanas. 


Mensagens Escolhidas, 249:  Vivamos e trabalhemos com simplicidade. Trajemo-nos de um modo tão modesto e decoroso que sejamos recebidos aonde quer que formos. Jóias e vestuário dispendioso não nos darão influência, mas o ornamento de um espírito manso e tranqüilo - o resultado de dedicação ao serviço de Cristo - nos dará poder com Deus. 

Pr. Yuri Ravem

Editor Associado do Blog Nisto Cremos

9 comentários:

  1. Excelente post, só senti falta de alguma referência de uma obra fundamental sobre o tema: "O uso de joias na Bíblia", de Angel M. Rodríguez (publicado pela CPB). Eis um resumo do mesmo: http://redeadventista.com.br/jovens/2012/05/14/o-uso-de-joias-na-biblia/

    ResponderExcluir
  2. Mena: A MINHA SALVAÇÃO NÃO DEPENDE DAS MINHAS ROUPAS KE NÃO SÃO ESCANDALOSAS TDOS OS ADVENDISTAS USAM CALÇAS E ATÉ MAKIAGEM, UM ANEL NO MEU DEDO NÃO VAI FAZER EU PERDER MINHA SALVAÇÃO, POIS TENHO CERTEZA KE TEM IRMÃO NA IGREJA KE VAI PERDER A SALVAÇÃO POR MTO MENOS KE ISSO, O KE VAI ME SALVAR É MINHA FÉ,MINHAS OBRAS ,MEU CORAÇÃO SEM MALDADE, MALICIA, E CARIDOSO...POIS EU POSSO SER SALVA E MTOS KE ESTA DIZENDO SENHOR...SENHOR... VAI FICAR PORKE FAZ TDO ESCONDIDO...COISAS IMUNDAS PERANTE OS OLHOS DE DEUS E FICA COBERTO POR BAIXO DO PANO, ISSO SERVE PRA POSSOAS KE TEM A LINGUA SOLTA PRA FALAR MAL DA VIDA ALHEIA, MALDANDO DOS PROPRIOS IRMÃOS...É O KE EU PENSO AMÉM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senhor ou Senhora Anônimo!
      O texto equilibrado do Pr. Yuri não abordou a questão como "ponto de salvação". Muitos estarão no céu, mesmo sem conhecer ou praticar toda a verdade, por que foram sinceros em suas crenças. Deus em sua justiça, nunca cobrará por algo que não tivemos a oportunidade de conhecer. Porém quando eu conheço a verdade e não pratico, estou sendo omisso à sua palavra e teremos que prestar contas a Ele de todas as nossas obras, quer sejam boas, quer sejam más.
      Um outro ponto, é que não posso justificar um erro "como usar anel" mencionado no comentário em questão, por que alguns adventistas usam a língua de maneira imprópria. (E creio piamente que não são todos. O que precisamos mesmo é orar por estes irmãos que com a graça de Deus encontrarão a vitória). O meu conselho é que você olhe para Jesus e não para as pessoas, pois Ele é o autor e consumador de nossa fé (Heb 12:2).
      Quanto ao usar calça compridas, aconselho você ler esses dois artigos (http://www.nistocremos.net/2009/03/o-uso-da-calca-para-mulheres-e-questao.html) (http://www.nistocremos.net/2009/02/o-uso-da-calca-comprida-para-mulheres_03.html).
      Finalmente gostaria de dizer que não somos salvos pelas obras ou por ter um coração caridoso. A Bíblia diz que “Pela graça sois salvos, mediante a fé” (Ef 2,8). As obras serão sempre uma consequência da verdadeira fé.
      Obrigado por sua visita. Que Deus te bendiga hoje e sempre!

      Excluir
  3. Concordo com muita coisa que esta escrito, mas o que acho errado é focar nas joias como sendo apenas corrente, brinco, etc... Tudo que usamos para ornamos é um tipo de joia, seja roupa, sapato, cinto, tiara, broche. Hoje temos sapatos e roupas mais caros e chamativos que qualquer joia. Antes de achar errado alguém com um colar é preciso verificarmos se nossas vestes e até penteados estão decentes e discretos, pois tudo isso é abordado nos textos acima.
    Não defendo o uso de nada, apenas quero que as pessoas prestem atenção que ornamento é bem mais do que só joias e se mesmo sem joias nós não estamos usando algo para substituir a falta dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo Sans Bornes, essa é a verdade! E pelos textos eu entendi que tudo deve ser com modéstia, infelizmente temos pregado mais sobre jóias do que sobre Jesus, temos nos colocado no lugar de Jesus e condenado e com isso ocupamos o lugar de Satanás! Voltemos aos princípios e não a costumes. Que o nosso foco seja Jesus

      Excluir
    2. A todos, a igreja será cobrada por Deus senão pregar está mensagem, de fato o texto fala de modéstia em tudo, mas na igreja o que mas chama atenção e as jóias não adianta, por isso deve se focar onde está errado, nada disso e fonte de salvação, so que para vivermos no céu tenho que aprender todos estes requisitos senão meus queridos não poderei estar lá, não vejo que a igreja só foca nas jóias, por lugar que vamos a igreja tudo que e necessário para sermos um cristão modelo, nós não enxergamos, vemos só aquilo que nos atinge, participem mais dos eventos missionários da igreja e verá que o foco num e as jóias e sim ganhar almas para o reino eterno. Abracos

      Excluir
  4. Leia com atenção, oração e sem pretensão.

    Sempre aprendemos na Igreja Adventista do 7 Dia que:
    " Um texto fora do contexto é um pretexto. "
    Mas apenas para debater com outras igrejas?
    A regra não vale para nós? Estamos acima das regras?

    Lógicas do pretexto:

    -> Segundo o costume os israelitas rasgavam suas vestes, logo usar vestes é errado.
    -> Moisés na presença de Deus tirou as sandálias dos pés, logo usar sandálias é errado.
    -> João batista comia apenas mel e gafanhotos, logo comer qualquer coisa além disso é errado.
    -> Jesus entrou na cidade montado em um burrinho, logo usar carros ou qualquer outro meio de transporte é errado.
    -> ...

    Alguns estão se equivalendo de textos fora do contexto para condenar pessoas.
    Algumas mulheres usam brinquinhos, muitas de 1,99 ou de baixo valor, ou passam apenas uma base no rosto e já viram alvo de condenação, claro que se não forem aparecer em algum dvd evangelístico da Novo Tempo(abafa).
    Mesmo Maria Madalena não foi apedrejada quando pega em pecado, porém estão apedrejando espiritualmente milhares de irmãs,
    oque por sí só já é errado e para esta atitude há base bíblica condenativa e muita.
    Estão condenando(errado) e! defendem algo para o qual NÃO HÁ BASE BÍBLICA SÓLIDA, NEM DO ESPÍRITO DE PROFECIA.

    Vejamos os versos sobre a ótica real do contexto em que foram escritos, para extrair o sentido e estes não só deixarão de condenar os "brinquinhos", "maquiagenzinhas"
    e outras coisas mais, como voltar-se hão contra os acusadores e milhares de outros "ermãozinhos maiorais" que só julgam, usando versículos que sairiam pela culatra caso
    as pessoas fossem a fundo no seu conteúdo. Estudemos o foco de cada versículo e não apenas leiamos. Usemos até o dicionário.

    Exôdo 33:4 a 6
    -> Está claro, eles CHORARAM e tiraram SUAS JÓIAS, sinal de tristeza, não havia motivo para alegria, pra que ficar enfeitado? O texto não disse em momento algum que houve uma ordem Divina para tal, ou que era proibido.
    Queriam permanentemente dizer: Não estamos felizes conosco! Fomos achados como teimosos! Misericórdia! Não estamos em festa! Quase um luto permanente.

    I Pedro 3:3 e 4: grife-se EXAGERADOS e CAROS e não enfeites apenas.

    I Timóteo 2:9: grife-se OURO, PÉROLAS, ROUPAS CARAS
    O OURO em si não é o problema, tanto que no templo havia ouro e no céu também haverá, mas oque se faz para obtê-lo e diretamente o quão significativo é para o que gasta com ele.

    Beneficência Social, 267: grife-se ÍDOLOS, DESEJO EXTRAVAGANTE, OSTENTAÇÃO, EXIBICIONISMO, GASTO, ECONOMIA.

    Evangelismo, 269 e 270: grife-se OSTENTAÇÃO, ORNAMENTOS, SIMPLICIDADE.

    Mensagens Escolhidas, 249: grife-se DISPENDIOSO, SIMPLICIDADE, MODESTO, DECOROSO.

    DICIONARIO:

    EXAGERADO: Excessivo, desproporcional, Demasiado, que ultrapassa o necessário.
    CARO: Que custa alto preço, Cujo preço excede o seu valor real. Que custa sacrifícios ou grandes despesas.
    ÍDOLOS: É, pois, uma representação da divindade, de que se faz objeto de culto.
    EXTRAVAGANTE: Que extravaga, Estulto, imbecil, insano, insensato, que passa dos limites....que faz além daquilo que é permitido
    OSTENTAÇÃO: Ação ou efeito de ostentar; afetação na maneira de exibir riquezas ou dotes, Riqueza; expressão de luxo, pompa; exaltação de bens, carros, joias
    EXIBICIONISMO: Mania de ostentação. Hábito de ostentar ou de se exibir.
    ORNAMENTOS: Adorno tendente a dar imponência. O que dá honra ou lustre.

    SIMPLICIDADE: Falta de luxo; sem sofisticação, falta de pretensão. Sinônimos: desafetação, despretensão, humildade.
    MODESTIA: Ausência de vaidade ou de luxo.
    DECOROSO: Decência; vergonha; dignidade. Respeito de si mesmo e dos outros.



    ResponderExcluir
  5. VOCÊ AFIRMA COM TANTA CONVICÇÃO MAS, TEM MEDO DE SI IDENTIFICAR...COMO ENTENDER ISSO?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...