sábado, 9 de junho de 2012

VAMOS TOMAR UM CAFEZINHO?

Diante do cordial convite do gerente do banco ou do amigo recém conquistado, para tomar um cafezinho, a cordial resposta de um Adventista do Sétimo Dia sempre foi, ou pelo menos deveria ser: ‘Obrigado, não tomo café, mas por gentileza, eu aceito um copo d’água.’ Porém, diante das novas conquistas, tudo indica que os Adventistas do Sétimo Dia já podem aceitar sem nenhum constrangimento o cafezinho que lhe é oferecido com tanta cordialidade. O motivo comemorado, é que agora o cafezinho oferecido é descafeinado. E se é descafeinado, então posso toma-lo à vontade sem nenhum constrangimento [...].

A maioria das pessoas confia em seus líderes. E quanto se trata de religião, esta confiança é ainda mais acentuada, porque imaginam os membros e liderados, que seus líderes são pessoas espirituais, são pessoas preocupadas com seu bem estar, inclusive com sua salvação. Diante deste quadro, afirmamos que deveríamos tremer nas bases, porque nossos conselhos são tomados como ordens, nosso exemplo como modelo a seguir e nossas orientações são tidas como seguras.  Note que Deus considera o atalaia como responsável pela vida das pessoas. A inspiração proclama: “A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da Minha boca e lha anunciarás da Minha parte. Se Eu disser ao ímpio: Ó ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para desviar o ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, mas o seu sangue Eu o demandarei da tua mão. Mas, quando tu tiveres falado para desviar o ímpio do seu caminho, ... tu livraste a tua alma." Ezeq. 33:7-9. Estas palavras do profeta declaram a solene responsabilidade que repousa sobre os que são designados como vigias da igreja, mordomos dos mistérios de Deus. Eles devem ocupar a posição de sentinelas nos muros de Sião, para fazer soar o alarme à aproximação do inimigo. Se, por qualquer razão, seus sentidos espirituais ficam tão entorpecidos que são incapazes de discernir o perigo, e devido à sua falta em não dar a advertência o povo perece, Deus requererá de suas mãos o sangue dos que se perdem.”  Obreiros Evangélicos, pág. 15.

Nossa posição quanto à saúde condena o uso do café.

Já no alvorecer da Igreja, Deus Se preocupou com o que Seu povo deveria comer, beber e como viver. Deus desejava que Seu povo vivesse bem, vivesse feliz e vivesse mais. Em 1848 Deus concedeu a Ellen White a primeira visão a respeito do estilo de vida que Ele tinha em mente. Nesta visão Ele lhe mostrou os efeitos nocivos do chá, do tabaco e do café. Em 1854 Deus concedeu a Ellen White uma segunda visão sobre o assunto. Nesta visão, os temas tratados foram adultério, higiene, controle do apetite e família. Perceba como Deus ampliou os assuntos sobre o bem estar de Seus filhos. E, tão importante é o tema que Deus concedeu uma terceira visão a Ellen White em 1863. Esta, conhecida como a grande visão sobre a reforma de saúde. Durou 45 minutos e abrange todos os temas relacionados com um viver saudável, incluindo o vegetarianismo como modelo.

Após estas três visões, Ellen White estava capacitada para escrever sobre o tema da saúde, incluindo é claro o café, que é a razão deste estudo.

Revendo seus livros que tratam do assunto, encontramos 211 citações a respeito do café. Em todas elas o café é condenado como um vilão. Dentre estas centenas de citações, a mais forte e definitiva sobre o assunto diz claramente: “Tomar chá e café é pecado, condescendência prejudicial, que, como outros males, causa dano à alma. Esses diletos ídolos criam estimulação, ação mórbida do sistema nervoso. Conselhos Sobre o Regime Alimentar, pág. 425. (Grifos acrescidos)

O mal do café ou os males do café?

[...] Três posições deverão estar bem claras quanto ao assunto:

A primeira é que o café é prejudicial, não somente porque tem cafeína. Mas ele é prejudicial porque tem também cafeína.

Ou seja, além da cafeína, o café contém outras substâncias que são venenosas e prejudiciais. “Além da cafeína, o café contém quase 400 outras substâncias químicas, inclusive quantidades muito pequenas de várias vitaminas e minerais, tanino e açúcar caramelizado.” - Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos, pág. 80. 1988, impresso na Itália. Além da cafeína o café contém um óleo volátil danoso à saúde chamado cafeol que é um irritante para as paredes do estômago. “Café descafeinado contém cafeol um irritante óleo volátil, que produz cerca de 75% de ácido no estômago do mesmo modo como faz o café normal. (Ver Dr. Jackson A. Saxon – The Youth Instructor, pág. 12, Arquivos de EGW  Q & A 22 D3) Outras substâncias prejudiciais ao organismo contidas no café são a  teofilina e a  teobromina que são xantinas metiladas, ou metilxantinas. (S. Goodman, A Gilman . As Bases Farmacológicas da Terapêutica – Rio de Janeiro, pág. 335.)  O Dr. Carlos Gama Michel diz que: “O efeito paradoxal dessas substâncias torna-as mais sutis ainda: Pela vasodilatação momentânea, fugaz, de trinta ou quarenta minutos de duração, o indivíduo sente alívio dos sintomas; depois disto, pela vasocontrição mais demorada, e o conseqüente retorno dos sintomas, o indivíduo sente a necessidade de ingerir a substância estimulante outra vez.”– (Revista Teológica Iaene, Janeiro a Junho de 1997, pág. 35)”.

A segunda é que não existe café descafeinado cem por cento.

 “Se numa xícara de café com 140 ml. instantâneo há cerca de 65 até 120  miligramas de cafeína, uma xícara de café descafeinado contém até 5 ml. de cafeína.” (Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos, pág. 80. 1988, impresso na Itália. pág. 81.) Após passar pelo processo de descafeinação, cerca de 5% de cafeína ainda permanecerá no café. (Ver Dr.Jackson A. saxon, The Facts About Decaffeinated Coffe and Tea, December 10, 1957. Arquivos de EGW Q &A 22- D3.) Isto nos mostra que a pessoa viciada em tomar café, deverá aumentar o consumo para poder satisfazer as exigências do organismo.

A terceira consideração é que nas 211 citações de Ellen White, em nenhuma delas o café é condenado só porque tem cafeína.

Aliás, a palavra cafeína não aparece em nenhuma das 211 citações, com exceção de um subtítulo que os editores colocaram na página 326 do Livro A Ciência do Bom Viver. Ellen White considera o café uma droga e o coloca em quase todas as citações associado com outros elementos danosos à saúde como o fumo, o álcool, o chá os narcóticos o ópio, a cerveja, o vinho, o rum, a cidra, o conhaque e a morfina. Vejamos alguns exemplos:

“A admoestação de Pedro para que nos abstenhamos das concupiscências carnais é a mais direta e enérgica advertência contra o uso de tais estimulantes e narcóticos como o chá, café, fumo, álcool e a morfina.” - Santificação, pág. 28.
“O uso de chá, café e narcóticos, ópio e fumo, tem acarretado sobre os seres humanos enfermidades de toda classe e de todo tipo.” - Manuscrito 22, 1887.

“E todos devem dar um claro testemunho contra o chá e o café, jamais usando-os. São narcóticos, danosos tanto ao cérebro como aos demais órgãos do corpo” Carta 135, 1902.

“Os argumentos apresentados contra o fumo podem também ser aplicados contra o uso do café e do chá.” – Santificação, pág. 32
.  ”Nunca tomeis chá, café, cerveja, vinho, ou qualquer bebida alcoólica.” - Review and Herald, 29 de julho de 1884.
“A intemperança no tomar chá e café, vinho, cerveja, rum e sidra, e o uso do fumo, ópio e outros narcóticos, têm redundado em grande degenerescência mental e física, a qual vai em contínuo progresso. Review and Herald, 29 de julho de 1884.
“Chá, café e fumo são todos estimulantes, e contêm venenos.”- Review and Herald, 21 de fevereiro de 1888.

“Apresentamos positivo testemunho contra o fumo, as bebidas alcoólicas, rapé, chá, café, alimentos cárneos, manteiga, condimentos, bolos requintados, tortas de carne, excesso de sal, e todas as substâncias estimulantes usadas como alimento.” Idem pág. 468.

“...e se eu gostasse de vinho, chá e café, não usaria esses narcóticos destruidores da saúde, pois prezo a saúde e prezo um exemplo sadio em todas estas coisas. Quero ser um modelo de temperança e de boas obras aos outros. Carta 12, 1888.
“Jamais tomeis chá, café, cerveja, vinho ou qualquer bebida espirituosa.” Conselhos Sobre Saúde, pág. 120.

“Quanto ao chá, ao café, fumo e bebidas alcoólicas, a única atitude segura é não tocar, não provar, não manusear. A tendência do chá, café e bebidas semelhantes são no mesmo sentido que as bebidas alcoólicas e o fumo, e em alguns casos o hábito é tão difícil de vencer como é para um bêbado o abandonar os intoxicantes” Ciência do Bom Viver, pág. 335

“É uma advertência muito vigorosa contra o uso de estimulantes e narcóticos tais como chá, café, fumo, álcool e morfina. A tolerância para com isto pode muito bem ser classificada entre as concupiscências que exercem nociva influência sobre o caráter.” – Conselhos Sobre Regime Alimentar, pág. 63.

“Desejamos construir um hospital onde as doenças sejam curadas pelas próprias provisões da Natureza, e onde o povo seja ensinado a tratar-se a si mesmo quando doentes; onde aprendam a comer com temperança comida saudável, e sejam educados a recusar todos os narcóticos - chá, café, vinhos fermentados, e estimulantes de toda espécie ...” Manuscrito 44, 1896.
“E todos devem dar claro testemunho contra o chá e o café, nunca deles se servindo. São narcóticos, de igual forma prejudiciais ao cérebro e a outros órgãos do corpo.” Idem pág. 402

“Doenças de toda espécie e tipo têm sido trazidas sobre os seres humanos pelo uso de chá e café e os narcóticos, ópio e fumo. Essas condescendências prejudiciais devem ser renunciadas, não apenas uma, mas todas; pois todas são danosas e destruidoras das faculdades físicas, mentais e morais, devendo, do ponto de vista da saúde, ser abandonadas. Manuscrito 22, 1887”.

“A intemperança, a ingestão de chá, café, vinho, cerveja, rum e conhaque, e o uso do fumo, ópio e outros narcóticos têm resultado em grande degeneração física e mental, e esta degenerescência está em constante crescimento.” CSRA, pág. 49.

“É uma advertência muito enérgica contra o uso de estimulantes tais como chá, café, fumo, álcool e morfina” Idem pág. 68.

Como vimos nas citações mencionadas acima, o café faz parte de um bando de famigerados elementos destruidores da saúde. Note que sua associação com esses elementos nocivos à saúde, não é porque tem cafeína ou porque tem pouca cafeína, mas porque é café. Não bastasse esta associação, Ellen White fulmina o café dizendo que tomar café é pecado. “Tomar chá e café é pecado, condescendência prejudicial, que, como outros males, causa dano à alma.” Idem pág. 425. (Nesta parte, os grifos são do autor)

Apoio da ciência à posição de Ellen White

Quando a inspiração faz alguma afirmação diferente do campo científico, permanecemos ao lado da inspiração, apenas aguardando o raiar do dia em que a ciência se incline diante do que foi proferido pela inspiração. Então,  quando a ciência confirma os conceitos da inspiração, ficamos satisfeitos em plenitude.
Mencionamos acima que em 1848 Deus concedeu a Ellen White a primeira visão sobre a saúde. Nesta visão o foco foi os efeitos nocivos do café, chá e tabaco.

Em 12 de março de 1981, a conceituada Revista The Washington Post publicou um artigo com o título COFFEE – Harvard Scientists Find Link to Pancreatic Câncer (Cientistas de Harvard encontram ligação do câncer pancreático com o café) A descoberta mais interessante deste estudo é que os cientistas concluíram preliminarmente que o café é o principal causador do câncer do pâncreas, mas que a cafeína não é o fator responsável por isso. (Arquivos de Ellen White Q&A 22D3.)

No mesmo mês, 23 de março de 1981 a Revista Time publicou outro artigo com o título MEDICINE, Coffee Nerves, Is there câncer in the cup? (Café, nervos – Existe câncer na xícara?) Nesse artigo, a revista menciona que o câncer pancreático ocupa o quinto lugar na lista de mortes. Ficando atrás apenas do câncer dos pulmões, colo, seios  e próstata. Diz mais: “Os pesquisadores ficaram surpresos por encontrar um notável aumento de câncer pancreático entre os tomadores de café. Comparando-se com pacientes que não bebiam café, a enfermidade era duas vezes mais freqüente entre pessoas que bebiam uma ou duas xícaras de café por dia e três vezes mais freqüente entre aqueles que bebiam três ou mais xícaras ao dia. Que ingrediente do café poderia ser o responsável deste alto risco é um mistério dizem os pesquisadores, porque a cafeína não era o responsável.” Embora, os pesquisadores ainda não tivessem uma conclusão definitiva, o Dr. MacMahon que tinha o hábito de tomar três xícaras de café por dia, disse: “Quero lhe dizer, que eu parei de tomar café”

Embora o Dr. McMahon tivesse ainda algumas dúvidas, de uma coisa ele estava certo. O café não dever ser usado. Para nós, não há necessidade do testemunho do Dr. MacMahon, porque a inspiração já nos advertiu: “O único caminho seguro é não tocar, não provar, não manusear o chá, o café, vinhos, o fumo, o ópio e as bebidas alcoólicas... Testimonies, vol. 3, pág. 487”.

Como o assunto é importante, a Revista Newsweek de 23 de março de 1981 também fez sua alerta sobre os males do café. Em seu artigo, a Newsweek focalizou dois pontos: O primeiro foi mencionar que enquanto a incidência de câncer pancreático estava crescendo entre a população, havia uma média baixa entre alguns grupos que não usam o café, e dentre estes grupos estão os Adventistas do Sétimo Dia.  O segundo ponto mencionado é a sugestão de que a cafeína não é o fator predisponente deste tipo de câncer.

Conselhos de Ellen White e de médicos Adventistas sobre o uso do café.

 Os médicos adventistas cientes dos males causados pelo café descafeinado têm nos ajudado com conselhos claros e oportunos. Vejamos apenas alguns:

O café descafeinado contém um óleo volátil chamado cafeol. O Dr. Jackson Saxon diz que “o cafeol produz substâncias ácidas no estômago que podem causar inflamação e até úlceras pépticas da mesma maneira que a cafeína. Dr. Saxon continua dizendo que o café descafeinado causa em crianças insônia, irritabilidade, tremores e aumento das batidas cardíacas porque as crianças têm o organismo mais sensível que um adulto. Continua ele dizendo que o café descafeinado prejudica a digestão porque contém um ácido que interfere nas funções gastro-intestinais. E continua afirmando que o café descafeinado  é um estimulante. Como médico adventista seu conselho é que o café descafeinado não deveria estar na mesa dos Adventistas do Sétimo Dia.” The Youth Instructor – Arquivo de EGW Q&A 22-D3. 

Em 1961 o Departamento de Saúde do governo Americano respondeu uma carta do Pastor D. A. Delafield da Conferência Geral a respeito da presença do cafeol em café descafeinado com as seguintes palavras: “Em resposta a sua carta de 19 de Setembro pedindo informação a respeito do cafeol, um óleo aromático presente em ambos o café normal e o café descafeinado...Em pacientes com úlceras o café descafeinado tem o mesmo efeito que o café regular e provavelmente deveria ser evitado...” Assinado D.R. Kleber Jr. Washington, 20 de Novembro de 1961. 

Embora seja verdade que o café descafeinado tem menos cafeína, ele continua tendo “Teofilina e Teobromina que são drogas de constituição química e ação farmacológica semelhantes à cafeína.” – As Bases Farmacológicas da Terapêutica, Tomo I, Editora Guanabara, S.A. Rio de Janeiro, 1958.  Observe as similaridades nas fórmulas da Cafeína, Teofilina e Teobromina. Cafeína= C8 H10 O2 N4. Teofilina= C7 H8 O4 N4. Teobromina=C7 H8 N4 O2.  Tanto a cafeína quanto a teobromina e a teofilina são alcalóides venenosos.

É por isso que Ellen White diz que o café é uma droga tão nociva como o fumo e o álcool, não importa se café normal ou descafeinado. “Chá, café, fumo e álcool precisam ser apresentados como condescendências pecaminosas... chá, café, fumo, cerveja, vinho e todas as bebidas alcoólicas - não devem ser ingeridos moderadamente, mas rejeitados. Mensagens Escolhidas, vol. 3, pág. 287”.

 No Health Education Bulletin, No. 8 dos arquivos dos Depositários de Ellen White lemos: “Café é uma droga. Aqueles que são viciados nele, são viciados em droga” “Emerson afirma que envenenamento por álcool, chá, café e cigarros, formam parte de um dos quatro grandes grupos que causam enfermidades do coração.”

Conclusão

 Se “Chá e café não nutrem o organismo”.- Ciência do Bom Viver, pág. 325. Se  “Essas bebidas não têm absolutamente nenhum alimento em si mesmas. O leite e açúcar que contêm, constituem todo o alimento proporcionado por uma xícara de chá ou café. Conselhos Sobre o Regime Alimentar, pág. 425”. Se “o chá, café e fumo, bem como as bebidas alcoólicas, são graus diferentes na escala dos estimulantes artificiais.” CSRA, pág. 421. Se “Nem chá nem café devem ser servidos. Se são destruidores da saúde. Carta 200, 1902. Se  “O café é um hábito prejudicial. Conselhos Sobre Saúde, pág. 441.  Se “Devemos fazer campanha decidida contra o uso do chá e do café” Idem, pág. 478. Então só nos resta seguir os conselhos que Deus nos legou com tanto carinho e que tem sido comprovados  pela ciência. através das páginas da história . “Jamais tomeis chá, café, cerveja, vinho ou qualquer bebida espirituosa.” Conselhos Sobre Saúde, pág. 120.
 
Termino citando o histórico acontecimento de uma campal feito pelo pastor Tiago White aos presentes. Ellen White diz que este foi um compromisso feito por Tiago White aos novos irmãos numa Campal em Nevada: “Meu marido continuou a falar enquanto o compromisso ia passando. Alguns hesitavam, achando que o plano era demasiado amplo incluindo chá e café; finalmente, porém, davam seu nome, comprometendo-se a total abstinência.

O irmão Hunter que foi então convidado para falar, e atendeu, dando um muito impressionante testemunho quanto à maneira por que a verdade chegara a ele, e o que por ele fizera. Declarou que tomara bebidas alcoólicas suficientes para fazer flutuar um navio, e que agora queria aceitar a verdade inteira, reforma e tudo. Abandonara os alcoólicos e o fumo, e tomara nessa manhã sua última xícara de café. Acreditava que os testemunhos eram de Deus, e queria ser conduzido pela vontade divina aí expressa.
Em resultado da reunião, cento e trinta e dois nomes foram assinados no compromisso de abstinência total, e foi obtida decidida vitória em favor da temperança. Manuscrito 79, 1907.

Começamos com o texto de Ezequiel sobre a responsabilidade do Atalaia. Terminamos com um texto do Salmo: “Escutarei  o que Deus, o Senhor, disser, pois falará de paz ao Seu povo e aos Seus santos; e que jamais caiam em insensatez.” - Salmo 85:8.

Ivanaudo B. Oliveira.

2 comentários:

  1. Pastor, por favor, escreva sobre os tempos biblicos. Porque as pessoas viviam tanto tempo, como era mesmo essa contagem... Abraços.
    Meu email é tassioemidio@hotmai.com

    ResponderExcluir
  2. Ps.: Mais uma informação além da cafeína sobre as outras substâncias em menor quantidade:A teofilina, a 1,3-dimetilxantina. Ela é encontrada no mate e no chá e, em menor quantidade, também no café. E a terceira é a teobromina, a 3,7-dimetilxantina. Ela é encontrada principalmente no chocolate, na noz moscada, mas não no café!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...