quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Cinema: Por que não ir?

Há alguns anos atrás o cinema era rotulado como um local onde os namorados gostavam de se encontrar para trocar carícias. O ambiente escuro e confortável era ideal para servir de “namoródromo”. Você já deve ter ouvido falar sobre os “lanterninhas” que ficavam a procura desses casais apaixonados.

Hoje o cinema é visto de uma forma mais abrangente, como mais uma opção de lazer da cidade moderna onde não somente namorados freqüentam, mas famílias, crianças, grupos de amigos, presente em shoppings e centros comerciais.

Como jovem adventista sempre aprendi que ir ao cinema era desaconselhável. Os argumentos usados eram fundamentados em questões sócio-culturais e até tecnológicas, como pretendo mostrar adiante. Esse artigo tem por objetivo refletir em alguns pontos sobre a presença de um cristão no cinema e prover argumentação bíblica para a questão, ajudando aos líderes a explicar os motivos que levam a nossa igreja a desaconselhar a freqüência neste local.

Argumentos Comumente Usados Contra a Freqüência ao Cinema:

1- Argumentação acerca do local: 


Este argumento afirma que o local é pecaminoso, conseqüentemente inadequado para um cristão. O espaço físico do cinema em si não é o problema, pois tal espaço é amplamente usado nos dias de hoje para finalidades sacras e educativas, como cultos, congressos, encontros, palestras, etc. É um ambiente agradável, confortável e limpo. É válido lembrar que muitas denominações estão comprando o espaço físico do cinema e transformando em igrejas, por causa de sua infra-estrutura.

Desta forma, falar que o ambiente físico do cinema é o problema não faz muito sentido, uma vez que ele pode ser usado para finalidades educativas e religiosas. O que determina se um local é pecaminoso não é seu nome, mas sua finalidade.

2- Argumentação acerca do ambiente e a tecnologia: 


A afirmação de que o ambiente é escuro e a atenção é direcionada somente ao telão. Essa mesma técnica é usada na igreja para exibir um filme bíblico, uma projeção, etc. Com o desenvolvimento tecnológico, muitos lares já dispõem de projetores de vídeos, grandes telas de led, LCD ou plasma, sistemas de áudio profissionais (semelhante ao do cinema - Home Theatre Systems) tornando um cômodo da casa em um pequeno “cinema”. Dessa forma, não é o meio de comunicação áudio-visual, o tipo de aparelho de projeção ou a iluminação que torna o ambiente pecaminoso, mas o conteúdo que será exibido.

Por que exibir o filme de Moisés num projetor e com as luzes apagadas num local que esteja escrito IGREJA é lícito, mas o mesmo filme exibido da mesma forma em outro local escrito CINEMA é errado? Foi divulgado na Revista Veja (abril, 2004) que muitas igrejas alugaram cinemas para que seus membros assistissem ao filme “A Paixão de Cristo”, mostrando que até o público pode ser o mesmo nos dois locais: igreja e cinema.

É dito ainda que em casa você pode desligar o aparelho de televisão, se a cena ou o filme é impróprio. Mas uma pessoa está proibida de sair do cinema se não estiver satisfeita com o filme?

3- Argumentação acerca do filme em exibição: 


Os filmes são inapropriados para um cristão.Sobre a qualidade do filme a ser exibido, é verdade que a maioria dos filmes não são indicados para cristãos.

Por outro lado, há filmes bons e inspiradores, religiosos ou não. Sendo assim, não é o filme em si mesmo o pecado, mas a sua mensagem, sua moralidade e seus objetivos. Lembrando mais uma vez que a maioria dos filmes são inapropriados, pois são imorais, infundados, irreais, espiritualistas, violentos e ateus. Sendo assim, esse argumento não consegue, da mesma forma, desaconselhar a freqüência ao cinema.

Diante dos comentários acima, como explicar para um cristão que o Cinema é desaconselhável? Como argumentar com os jovens que são bombardeados e influenciados por uma sociedade liberal e possuem informações semelhantes às citadas acima para freqüentarem livremente o Cinema?

Por que não ir ao cinema?

1. Temos orientação profética.

"O único caminho seguro é abster-nos de ir ao teatro [cinema], ao circo e a qualquer lugar de diversão duvidosa". Mensagens aos Jovens, 380. Acréscimo nosso.
Cinema é um teatro filmado e editado, mas o princípio não muda. Deus revelou que esses são lugares de diversão duvidosa. Note que o circo é citado e eu poderia citar outros lugares de diversão duvidosa como: boates, danceterias, bares, shows, estádios, touradas, rodeios, rinhas, etc.

2. É norma da igreja. 

No voto batismal o cinema é citado como um lugar desaconselhável para o candidato ao batismo. A Bíblia é clara em nos orientar a seguir e obedecer as autoridades constituídas e creio que a igreja é uma das principais autoridades divinas aqui na terra. Prefiro seguir sua orientação do que me rebelar e correr o risco de está desobedecendo a Deus. Pastores líderes jovens também nos orientam assim e como são ungidos do Senhor devemos respeitá-los.

3. A maioria dos filmes são inapropriados. 

Pense bem nos últimos filmes exibidos no cinema, que proveito eles têm?

Faça o teste bíblico e pergunte se este filme segue a seguinte recomendação de Deus:

"Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai." Filip. 4:8.

4. Não devo ser causa de tropeço para meu irmão.

“Não vos torneis causa de tropeço nem para os judeus, nem para os gentios, nem tampouco para a igreja de Deus, assim como também eu procuro, em tudo, ser agradável a todos, não buscando o meu próprio interesse, mas o de muitos, para que sejam salvos” (ICor. 10:32 e 33).

Por que vou usar minha liberdade para escandalizar meus irmão fazendo o que a igreja desaconselha?

“Vede, porém, que esta vossa liberdade não venha, de algum modo, a ser tropeço para os fracos” (ICor. 8:9).

Conclusão: 

Diante desses argumentos creio que devemos respeitar essa norma de nossa igreja tendo a certeza que estamos agradando a Deus. Hoje podemos assistir bons filmes em nossa casa, não temos a necessidade de ir ao cinema. Cuidado com o vício em filmes e não use cópias piratas por que é crime e transgride os mandamentos divinos.
 
PR. YURI RAVEM
Mestre em teologia e pastor da Igreja Adventista. Casado com Andressa, mestre em educação.
Editor Associado do Blog Nisto Cremos

51 comentários:

  1. Parabéns Pr. Yuri!
    Excelente explicação.
    Que Deus continue abençoando o seu ministério.

    ResponderExcluir
  2. Sou jovem, amo cinema.

    Antes de me tornar adventista eu ia ao cinema duas vezes ao mês.

    Mais depois que me tornei adventista do Setimo dia, parei de ir.

    Ja li muitos materiais sobre esse assunto CINEMA, e a cada um que leio vejo que esse assunto é complicado e temos pouca luz com questão a isso.

    Mais em meio a isso fico com a doutrina santa da minha igreja acredito que Deus a instruiu a falar que é errado ir ao cinema e alguns outros lugares.

    Em meio a isso escolho Jesus e não vou...

    ResponderExcluir
  3. Muito bom artigo! Realmente a discussão precisa ser aprofundada. Não e este o objetivo de um blog?
    Alguns questionamentos:
    A diversão só é duvidosa se for no cinema? Quer dizer que em casa tudo bem? Ou não!?
    Outra coisa. A cafeína (contém na Coca-cola, guaraná, chimarrão, entre outros) também consta na ficha e no voto batismal! A semelhança do cinema, tratamos o fato da mesma forma que um pugilista em um ringué, assimila alguns golpes, não sendo isso o que o leva a locaute, as vezes até ganha, mas o fato de ter ganho não diz que ele não sofreu prejuízos.Outros, pelos mesmos golpes, vão a locaute.
    Será que não estamos relativisando os princípios! Será que não estamos sendo vítimas de um "Sociedade Líquida"?
    Sinceramente creio que precisamos considerar mais três princípios:
    Princípio do templo (Deut.7:26/I Cor.3:16)- Nossa casa, nossa mente e nosso corpo devem ser resguardados de influências malígnas.Lembre-se do marqueteiro de Ritllér, que disse: "Para uma mentira se tornar verdade basta repetir várias vezes".
    Princípio do fruto.(Mat.12:33/Luc.3:9)- Quem está produzindo o filme tem quais objetivos? Objetivo comercial? Disseminação de um estilo de vida? Protesto? Qual o objetivo? Ou ele só produziu por produzir? Será?
    Princípio 148 (Romanos 14:8)- Está na hora de se vivermos ou morrermos, fazermos isso para o Senhor!
    Abraços a todos!
    Pr. Danielson Roaly

    ResponderExcluir
  4. E o argumento contra o cinema q diz: ao ir ao cinema e locar filmes vc está contribuindo (dinheiro) com a industria do cinema. Muitos não ofertam direito, mas locam ou pagam bilhete de cinema toda semana.


    Flávio Cezar Ferreira
    Pastor Distrito de Viamão - ASR

    ResponderExcluir
  5. pastor flávio essa é velha e ineficaz... lembrar que o canal da tv novo tempo (em manaus só tem na tv a cabo) é ofertada em uma grande rede de televisão paga,então o dinheiro que os irmãos pagam para ver "lições da biblia" (meu programa preferido do canal),vai para "o dono" junto com quem paga para assistir canais pornográficos,agnósticos e etc.Então vamos ficar só nos argumentos do artigo que por sinal é excelente.

    marcelo neto

    cinéfilo

    ResponderExcluir
  6. Olá Marcelo!
    Reconheço que é uma situação um tanto complexa. Por essa razão a igreja tem se empenhado para ter o seu próprio canal em rede aberta. Mas acredito que a igreja ao contratar determinado horário para transmitir seus eventos, seja por rádio ou televisão, não tem como objetivo patrocionar canais ofensivos à nossa religião. Pense por outro lado que senão contratarmos, outros contrarão. Ainda assim é melhor que seja transmitido um programa que pregue a palavra do que um outro qualquer. É bem verdade e inevitável que o dono da emissora fará com os lucros o que desejar e provavelmente não haverá consenso com o tipo de programa transmitido. Por isso, volto a afirmar, que o ideal seria que tivessemos o nosso canal, e enquanto não seja possível, usaremos os meios de comunicação para alcançar muitas pessoas com a mensagem de salvação.

    ResponderExcluir
  7. Só para lembrar, canal de TV e Rádio é uma concessão do governo, não pertence a uma pessoa, elas administram somente. Nem a Rádio Novo Tempo pertence a igreja, é uma concessão, por isso ela é obrigado a transmitir a Voz do Brasil, propagandas eleitorais e o que o governo exigir.

    ResponderExcluir
  8. Ok, certo, creio em tudo o que o tema vem abordando.
    Mas Jovens não vão no cinema, mas assiste um filme imoral na sua casa com colegas, não seria a mesma coisa?

    ResponderExcluir
  9. essa discussão será eterna e talvez um tanto irrelevante. creio que todos os membros devam saber os porques de não frequentarmos cinemas... e só! a decisão fica a critério de cada um que deve orar a Deus e pedir Sua orientação. quem quer ir no cinema sempre encontrará algum ponto para criticar e rebater.

    carolina smaniotto (chapecó - sc)

    ResponderExcluir
  10. Olá Carolina.

    Obrigado por sua participação no Blog Nisto Cremos.
    Quero responder-lhe com muito carinho e atenção.

    Eu não acredito que seja irrelevante a questão do cinema uma vez que esse assunto trata de questões espirituais. Sempre... Sempre mesmo, tudo aquilo que nos afasta ou aproxima de Deus deverá ser analisado com muita atenção por que prestaremos contas diante de Deus por nossas escolhas.

    Afirmaste que todos os adventistas devam saber os motivos para não frequentar o cinema. Será que sabem? Se soubessem não haveria tanta divergência a respeito desse assunto. Por essa razão, o artigo foi postado no NC com o propósito de ajudar os internautas a basearem suas decisões em princípios bíblicos e não escolher seguir a vontade própria que é perigosa e leva a ruina (Ref. Jer 17:9; Prov 16:25).

    Também afirmaste que basta orar e cada um tome a sua decisão. Concordo que a decisão é individual, mas simplesmente orar e tomar uma decisão não resolve o problema. Parece que muitos têm orado e ido ao cinema e outros oram e não o frequentam. Será que para Deus tanto faz? Quais dos dois grupos de pensamento estão agindo corretamente?

    Além de orar, é preciso fazer o que Deus pede quando recebemos as respostas às nossas orações.

    Confie na resposta de Deus e obedeça. Ele sabe o que é melhor para a sua vida espiritual.

    Desejo a você uma feliz semana e que Deus te abençoe em suas decisões.

    Pense nisso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muita arrogância de sua parte achar que aqueles que oram e continuam indo ao cinema não estão ouvindo a resposta certa de Deus... Certamente essas são as pessoas que estão realmente comprometidas com sua espiritualidade e não com a religião em si, pois o testemunho que a igreja adventista dá nessa questão do cinema, como instituição, não só aos seus membros como a todos aqueles que acessam seus blogs, é de uma instituição que se assemelha a igreja católica, com seus dogmas do tipo "é pecado usar qualquer método de controle anticoncepcional". A igreja que diz não existir intermediação entre Deus e seu povo é a mesma que duvida da resposta a oração de muitos de seus membros, simplesmente porque ela fere um dogma que vem tentando se manter a anos através ou da manipulação de versículos bíblicos ou de argumentos que não sobrevivem nem a uma análise superficial... Ora, a manipulação é uma forma de mentira e todos sabemos muito bem quem é o pai da mentira...

      Excluir
  11. Olá Erasmo, assistir um filme inapropriado em casa é tão errado como no cinema, pois como o artigo abordou o problema não é o local em si.

    ResponderExcluir
  12. Caro Amigo,

    Ir ao cinema não vai escandalizar ninguém ou não vai fazer ninguém tropeçar na fé, pois isso acontecia no passado onde o cinema era mais utilizado como bordel, hoje não, o cinema é próprio para todas as idades e com ótimos filmes. Então, o irmão ou irmã que se escandalizar por outro ter ido ao cinema é porque é radical e não quer aceitar que o cinema mudou, ou seja, a partir de que um irmão sabe que o cinema mudou, este não tem mais o direito de ficar escandalizado. Sobre existir filmes inapropiados, isto se resolve fácil, escolha um filme com classificação livre.
    Sobre Ellen White e a norma da igreja, creio que se Ellen estivesse viva ela nos diria que o cinema, o teatro e o circo deixou de ser uma diversão duvidosa, como também diria que as boates, as haves e etc continuam como diversão duvidosa. Sendo assim o manual da igreja mudaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Amigo.
      Na verdade se a Ellen White vivesse hoje ela iria sofrer amargamente ao ver sua igreja abandonando os principios. Em relaçao a diversão voce pode se informar melhor lendo o livro Só para Jovens ou Mensagens aos jovens, desta mesma autora.
      E um detalhe, PRINCIPIO NUNCA SE MUDA, Nunca nunca nunca. Tradiçao sim se altera com o passar do tempo, mas principio permanece para sempre
      Rodrigo

      Excluir
  13. Eu ouvi alguns sermões de Daniel Spencer sobre este tema cinema.Sugiro a todos que busquem-nos, pois além dele falar da questão do filme,fala também de mensagens subliminares e a relação do efeito das luzes com o lóbulo frontal.
    Não ir ao cinema vai muito além da questão da imoralidade do filme, mas a influência no lóbulo frontal, nos hipnotizando,nos afasta de Deus, e influencia nossa capacidade de tomar decisões.
    Por isso muitas pessoas não aguentam ficar na igreja muito tempo, pois não tem concentração, são acostumadas não somente com filmes,mas novelas e tudo que envolve vídeo.
    Talves eu esteja sendo radical demais, ou os cristãos estao se adequando demais ao mundo.

    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  14. Comentando a respeito de filmes de classificação livre...cito o filme Crônicas de Nárnia, onde o leão se chama asno.Todos sabem que o leão representa Jesus.(leão da tribo de judá... apocalipse 5:5).Bom tem uma cena, em que um menino roubou e o combinado de quem rouba é a morte.(o preço do pecado é a morte).Então a rainha e oleão conversam secretamente e o leão se oferece para morrer no lugar do menino(não lembra alguma coisa?)
    Então,inacreditavelmente, o leão é humilhado pela rainha, chicoteado,cortam-lhe os cabelos e ele morre.O mais incrivel é que o leão ressucita depois de tres dias, e diz que ele ressucitou e que a rainha não entende o significado do verdadeiro sacrificio.
    Não é a história da bíblia?
    Me desculpem,mas quase nenhum filme é bom, ainda mais um que faz uma alusão dizendo que Jesus é burro.Será que foi por acaso o nome do leão no filme?

    Abraço aos irmãos.Laís- Adventista do sétimo dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laís, só pra corrigir, o nome do leão é ASLAN e não ASNO, rsrsrsrsr.

      Excluir
  15. Laís, o nome do leão é ASLAN, nao asno! e quem escreveu os livros foi uma adventista. EXATAMENTE com o propósito de relacionar sua estória com o história da Bíblia. SE INFORME ANTES DE CRITICAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As Crônicas de Nárnia
      Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
      As Crônicas de Nárnia

      As Crônicas de Nárnia (título no Brasil) ou As Crónicas de Nárnia (título em Portugal) (The Chronicles of Narnia, no original em inglês), é uma série de sete livros de fantasia, escrita pelo autor britânico[1] Clive Staples Lewis (conhecido simplesmente como C.S.Lewis). É a obra mais conhecida do autor, e a série é considerada um clássico da literatura infantil

      Excluir
    2. C. S. Lewis não era adventista, mas um dos autores evangélicos mais conhecidos do sec. XX. Sua deve-se ao fato ele haver se convertido depois de adulto e de ser anteriormente um ateu. Tornou-se um apologeta do cristianismo de muito sucesso. Este é a razão de Aslan ter estas características semelhantes às de Cristo. Era realmente a Jesus e a história da salvação que C. S. Lewis estrava tratando em seus contos.

      Excluir
  16. Minha opinião:
    1. Temos orientação profética.
    Ao meu ver esse conselho de Ellen White se aplica ao tempo em que ela viveu, juntamente como o comprimento da saia e o polemico desaconselhamento sobre nao se casar com pessoa de outra raça. No tempo dela, os teatros eram prostibulos. Hoje, somente pessoas de boa cultura e classe social frequnetam o teatro ( nao estou falando das casas de show ou magia). Portanto, hoje o cinema, que é um lugar familiar e está frequentemente instalado em ambientes de grande circulação, não tem mal quanto ao ambiente.
    2. É norma da igreja.
    O que é isso? Temos um catequismo e eu não sabia?
    Não vou considerar isso como argumento. Além disso, então sugiro que os lideres deveriam tambem julgar a maquiagem pesada, o uso de cafeina e o oconsumo de carne. Nenhuma pessoa que pensa aceita isso como argumento.
    3. A maioria dos filmes são inapropriados.
    Sim, mas como já disse, escolhemos os mesmos filmes para ver em casa. A questão de que filme assistir não diz somente ao cinema, mas em qualquer situaçao.
    4. Não devo ser causa de tropeço para meu irmão.
    Penso que ir ao cinema não é nenhum tropeço. Já fui à reunião de jovens para vermos filmes piratas. E não foi uma unica vez. O filme a paixão de Cristo mesmo. Vimos enquanto ainda estava no cinema, e na casa de um ancião. Considero que ponto de tropeço é isso, induzir pessoas a comprar filmes piratas, o que é crime, e quebra os o10 mandamentos (não furtarás). Além disso alguem pode ser viciado em cinema ou em locadoras.
    Portanto considero que essa questão é mais uma norma que irrita o jovem. Não porque ele não gosta de cumprir, mas porque não há argumentos para que ele se justifique.
    sendo assim, na minha opinião existem alguns motivos para não FREQUENTAR (ou seja, não ir periodicamente, mas nao proibição) o cinema:
    *Em que boa obra, vc poderia estar usando esse tempo e dinheiro?
    *Seus dizimos, ofertas e alimento espiritual estão em dia?
    *Você sabe do que se trata o filme que irá assistir?
    *Na companhia de quem está indo a este lugar?
    Concluo dizendo que eu vou ao cinema, já fui disciplinada e continuo indo, com meu marido e minha filha, e sei muito bem escolher os filmes que assistirei lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as coisas são licitas mas nem todas convém..........

      Excluir
  17. Muito bom seu comentário querido Owen Fabricio! Penso assim... desse jeitinho.

    ResponderExcluir
  18. Olá Pamela,

    pense que sua atitude de indiferença às normas da igreja poderá ensinar para seus filhos a mesma atitude com relação à outras normas, e isso poderá ser fatal. Pense bem pois às vezes é melhor sacrificar algo irrelevante com são os filmes seculares e pensar mais nas coisas espirituais.

    ResponderExcluir
  19. Olá Anonimo (Que postou em 12 de Setembro). Ensinar a nossos filhos uma obediência cega e sem fundamento também não seria um problema. Sinceramente, não acho digno uma resposta do tipo "não pode ir ao cinema porque a igreja diz que não pode", já que como já foi dito, os conselhos de Ellen White devem ser contextualizados. Se contextualizamos a referencia ao casamento interracial e a questão de possuir uma bicicleta por exemplo, por que não contextualizamos a questão referente ao cinema? Dizer que a maioria dos filmes são inapropriados está OK. Mas qual o problema em assistir um filme apropriado no cinema? Precisamos fundamentar melhor as nossas orientações sobre este tema...

    ResponderExcluir
  20. é simples o filme fla do amor de Deus por vc e pela humanidade? exalta a pessoa de Jesus? te ensina cmo forma um pg? ou cmo fazer o trabalho missionário? fla sobe a volta de jesus ? o filme que vou demorar quase duas horas pra ver vai me fazer entender melhor a palavra de Deus e seus planos e pra minha vida?.passo eu este msmo tempo em oração ou visitando ou lendo a biblia ou em cultos de modo que estas duas horas de influencia não façam diferença em minha caminha da rumo ao céu?
    é simples de entender
    uma aluno que estuda medicina não passa o dia todo estudando mecanica ou eletronica ao (inves de se dedicar exclusivamente a medicina) e se torna um bom médico alias se ele assim fizer jamais airá da facul com um diploma de médico no maximo ele será uma mecanico q pensa q pensa q é medico.a quastão aki é foco mantenha o foco em sua carreira espiritual lendo a biblia e liros espirados orando pelas pessoas flando de Jesus a elas pa vai alt a hora o tempo está proximos precisamos estar vigilantes cmo na parabola das 10 moças 5 oravam e buscavam o azeite o espito santo ao passo q outras perdiam seu precioso tempo de graça e preparo em atividades seculares no final benção e maldição vida ou morte a escolha é sua escolha a vida e viva pra Jesus.

    ResponderExcluir
  21. Assim diz o SENHOR¨NÃO HAVENDO PROFECIA,O POVO SE CORROMPE¨ PV 29.18, se consideramos que os escritos de HGW são inspirados por DEUS, então qual o motivo de duvidarmos de seus conselhos em relação ao cinema?

    ResponderExcluir
  22. Desculpem eu quis dizer EGW,e nao HGW.

    ResponderExcluir
  23. Quem quer pecar sempre achará uma desculpa... o pecado maior não é o cinema ou o filme, mas a vida da pessoa. Se vc fosse ao cinema ver filmes até bons e ao mesmo tempo a sua vida de oração fosse forte, seu conhecimento bíblico alto, seu compromisso com a missão sério como foi o de Jesus, e seu lar fosse estruturado, aí eu até poderia acreditar que dá para conciliar as duas coisas... mas até hoje não conheci uma pessoa que tivesse uma vida cheia de diversões seculares (ainda que esporádicas) e que tenha uma vida coerente com os ensinamentos de nosso Senhor Jesus... Reflita!!

    ResponderExcluir
  24. Bom... isso não tem ajudado. Queria uma resposta clara e objetiva, fundamentada na Bíblia. Gosto de cinema, tenho cuidado ao escolher os filmes e o horário. Não costumo ir sempre e quando vou não estou em más companhias. Olhando por este lado, que mal há? Se posso ver o mesmo filme em casa onde está o problema? O argumento "é uma regra" não serve, precisamos saber o porque. Talvez não sejam necessários argumentos, tenho o coração aberto e espero (tenho orado para isso) que se for contrário a vontade de Deus, Ele mesmo me fará sentir que posso estar errada. Nós somos falhos, nossas opniões estão sempre cheias de achismo e tendem a satisfazer nossa própria vontade. Vamos nos esvaziar e deixar que o próprio Deus responda essas questões falando intimamente ao nosso coração.

    ResponderExcluir
  25. E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente,
    Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
    Gênesis 2:16-17 ....

    Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse:
    Não comereis de toda a árvore do jardim?
    E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos,
    Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
    Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.
    Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.
    Gênesis 3:1-5

    cuidado!

    ResponderExcluir
  26. Excelente material para muitos que ainda tinham dúvida sobre o assunto.
    Definitivamente não é local para um cristão frequentar, ainda mais agora com essa onda de atentados nos cinemas (em SP e agora no Colorado, EUA). Esses malucos neuróticos, viciados em video games violentos (outra praga que deve ficar longe de nossos filhos). E.G. White inspirada por Deus relatou em seus escritos que isso iria ocorrer. É irmãos, o Espírito Santo está se retirando desta terra e tempo angustiosos estão por vir. Que possamos estar firmes em Cristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Frank, tivemos agora um atentado num templo religioso. Aconselhe as pessoas a não frequentarem igrejas também! Seja coerente em suas ideias. E se informe melhor, pois o atirador do Colorado fazia tratamento para esquizofrenia!

      Excluir
    2. HÁ DIFERENÇA NO QUE SE APRENDE NO CINEMA E NUM TEMPLO RELIGIOSO NÃO? SE MORRER NO ATENTADO DO CINEMA... E NUM TEMPLO RELIGIOSO...???

      Excluir
    3. Quem tem o coração realmente convertido encontra amor e bons exemplos em todos os lugares, porém, aquele que vive para criar polêmicas e criticar o comportamento alheio, sempre verá o mau e o erro em todos os lugares, tal qual os fariseus do tempo de Cristo!

      Excluir
  27. ir ao cinema, sim? ou não? eis a questão, vc quer ir? o problema é seu. sabe? jesus te deu livre arbitrio, só que ao mesmo tempo ele te aconcelhou, escolha vida, mais se vc desobedecer o problema é seu.A irmã EGW também nos aconcelhou.O apostolo Paulo nos fala assim: hoje nao vivo eu, mas cristo vive em mim, em outras palavras hoje faço a vontade de Deus,sou nava criatura, o que eu fazia antes hoje não faço mais, entende, vivo no mundo mas não sou dele, nao vivo pra o mundo, nem pra mim mesmo,mas pra cristo Jesus. sabe? a nossa conversão é diaria. viver pra cristo é morrer pra o mundo. antes de nós fazermos algo Perguntaremos a Jesus se ele o faria cOmo estamos falando de cinema e filme perguntaremos se JESUS:1ºiria ao cinema 2º e se ele o assistiria o tal filme a tal novela tal programa etc. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  28. Tanta coisa mais importante na bíblia e ficam discutindo sobre cinema
    Não vejo problema se for um filme q não tenha cenas inadequadas,a questão não é o cinema e sim o filme.È melhor seguir a bíblia do que ellem white!!!

    ResponderExcluir
  29. o que eu penso que é errado é a pessoa me dizer que eu estou errado em ir ao cinema ver tal filme, mas me chamar para ver o mesmo filme na casa dela com outras pessoas.
    penso que se não devo ir ao cinema, não posso querer ver os mesmos filmes que passam lá, em minha casa.
    que o Grande e Poderoso D-S nos dê o que precisamos para fazer a Sua vontade.

    ResponderExcluir
  30. hehe que Bom nhé...kkkk
    mas eu não vii nenhum lugar na biblia isso...Outra cê eh de diversão como o irmão falou aliee iintaão nem Asssiti os Adventista pode...pow
    Porq oq passa na tv eh tudo ilusão...Isso eh Doutrina agente tem que seguir DEUS Jesus Cristo não doutrina....

    ResponderExcluir
  31. Parece que você não conhece a bíblia como deveria anônimo do dia 18/10! Quem conhece a bíblia, em especial, suas profecias (questão onde os adventistas são especialistas) sabe que EGW foi uma mulher de vida santificada e ungida de Deus. Cuidado ao se referir a um ungido de Deus!

    ResponderExcluir
  32. Veja oque Dr. Luigi comenta sobre o assunto.
    WWW.youtube.com
    Dr. Luigi falando sobre cinema Unasp/EC
    Assista e tire suas conclusões.

    ResponderExcluir
  33. Não estamos mais no momento de discutir se é para ir ao cinema ou não, se é para ver tv ou não, já passamos dessa fase. Agora é hora de discutir se devemos ver filmes ou não, seja em que ambiente estivermos. A carga emocional e espiritual que se recebe, até nos filmes chamados bons, gera mais prejuízos do que lucros. O que está em jogo é muito grande para colocarmos em risco e nos sujeitarmos vendo filmes feitos por descomprometidos com Deus e adoradores do mal. Ninguém dá o que não tem. Douglas Borges

    ResponderExcluir
  34. Realmente, não estamos mais no momento de discutirmos se ir ao cinema, circo, ou teatro é certo ou errado. Isso já deveria ser de pleno conhecimento dos professos cristãos(adventistas do sétimo dia).

    Se este caso ainda causa dúvida, creio que nosso povo está procurando respostas em todos os lugares, menos na Bíblia e no Espirito de Profecia.

    Estão dando mais atenção em validar seus "achismos" ou opiniões do que buscar a Deus em oração para que suas vidas sejam transformadas para um verdadeiro reavivamento, e assim o que é correto nos será mostrado.

    Tanto a Bíblia e o Espirito de Profecia são claros, mas ainda há pessoas, e inclusive Pastores, eu disse Pastores, que pelo que vemos estão longe da luz da Bíblia e do Espirito de Profecia.

    Mas o bom de tudo isso é que Deus nos dá todas as oportunidades para conhecermos a sua vontade e é longânimo em esperar nossa conversão genuína.

    Que Deus nos abençoe e tenha misericórdia do seu povo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, me desculpe, mas nem a bíblia e nem o EP são claros sobre o assunto e ele precisa sim ser discutido, pois é um item muito presente na sociedade que precisamos levar a mensagem. Nossa posição não é clara, vários lideres divergem, e os achismos afastam essas pessoas. A bíblia não fala sobre isso, apenas sobre conteúdo do que apreciamos. Quando EGW morreu, existiam poucos filmes, menos de 100. E ela criticou todos os filmes da época pelo seu conteúdo. A TV foi inventada 24 anos depois e o video cassete 60 anos depois. Se levarmos em consideração apenas EP e bíblia, vamos proibir conteúdos e não tipo de mídia, o que vier além disse que será baseado na opinião humana e, por isso, será imperfeito. Fiquemos com a pura e simples verdade para não afastar as pessoas dela. Como disse um irmão assima, esse foi o erro do catolicismo e, agora eu acrescento, dos fariseus que Jesus tanto combateu. Impor vontade humana como se fosse puramente divina.

      Excluir
  35. O item 1 vermelho contradiz o verde. No item 2, eu estudei um ano a bíblia antes de me batizar. Nunca fui ensinado na bíblia sobre o tema, nem notei que votei sobre isso. E o voto fala sobre qualquer entretenimento secular. Meu pastor está organizando uma brincadeira no Kart, e agora? 3 - Concordo plenamente. Se isso for motivo pra proibir cinema também será motivo pra assistir filme em casa. É mais fácil alguém decidir assistir um filme inadequado no segredo do seu lar do que publicamente no cinema. 4 - Esse é o principal e mais polemico. Acho que atualmente é mas escandalizante não ir ao cinema do que ir. Temos muito mais textos desaconselhando carne do que filme. Me escandaliza muito ver anciãos e pastores fazendo isso. Vamos proibir e colocar no voto batismal que faz muito mais sentido que cinema.

    ResponderExcluir
  36. esqueci de falar sobre o texto do EP, que fala sobre o teatro e locais duvidosos. Está totalmente fora de contexto. Lendo aquele texto integralmente fica claro que o problema era o conteúdo, era isso que fazia o ambiente ser duvidoso. e como disse se usarmos isso como base, também devemos proibir filmes em casa, pois o conteúdo faria o ambiente ser duvidoso.

    ResponderExcluir
  37. Acredito que muitas pessoas aqui não queiram se rebelar nem contra a Bíblia nem contra o EP e nem defender algo simplesmente porque queira pecar e porque é de seu agrado, querem no entanto respostas plausíveis sobre o assunto... sobre o cinema se passasse por exemplo o filme Prova de Fogo que utiliza muito os ensinamentos bíblicos , qual o problema já que foi dito acima que o ambiente em si não é a questão? eu mesma nunca quis ir contra as normas da igreja ou os mandamentos de Deus , só aguardo que me digam ao certo o que há de errado!

    ResponderExcluir
  38. Pr. Yuri vc nunca comprou ou não usa cópias de algum filme, documentário ou outros? Dúvido que não assita a um filme de ação!!! Se liga não é o ambiente que rotula o ser humano é o seu caráter. Não venha com essa que quem tem caráter não vai ao cinema. Ai vc afirma que todos que vão ao cinema são sem caráter. As horas sociais JA são mais inapropriadas que o cinema. Se vê de tudo. O que não se assisti no cinema se ver em casa sem que os outros saibam.

    ResponderExcluir
  39. Pr. Yuri gostei muito do tema me faz refletir melhor. Gostaria muito que o senhor me ajudasse com um tema que me deixa com muitas dúvidas e meio perdida o "ir a praia" o cristão deve ou não ir? Me ajude por favor.

    ResponderExcluir
  40. Boa Noite.
    Querido pastor, não foram poucos os artigos, livros e revistas que busquei em resposta a esse questionamento.
    Mas o que incomoda é que filmes em si bombardeiam nossa mente estando dentro do cinema ou em casa, e o fato de dar mau testemunho está relacionado a que diretamente?
    Será ao fato de eu me denominar "crente" e estar num ligar assim? Está ligado ao fato de a igreja "aconselhar" que não? E porque a igreja diz que não e fazemos, é que damos mau testemunho, certo?
    Mas e se a igreja não se importasse mais com esse assunto?
    Podemos receber as mesmas informações em qualquer outro local, se é assim, não seria também necessário os jovens se absterem de todo tipo de filmes improdutivos??
    Porque a essência dos dois é a mesma, o conteúdo também.
    A diferença está em que um se "pode" fazer e o outro não há tanta restrição.
    As respostas são muito vagas Pastor. E concordo que devemos respeitar sim nossa liderança, mas devemos considerar que também são humanos, e passiveis de achismos.
    Como fica isso?
    Nós, jovens, sempre encontramos respostas que não preenchem todas as lacunas a esse assunto. O que mais ouvimos é que recebemos informações que não passam nem pelo filtro de nossa mente, elas entram e ficam ali diretamente. Ok, concordo. Mas em qualquer outro lugar aconteceria a mesma coisa.
    Queremos respostas mais profundas;
    Se a igreja hipoteticamente "permitisse" o que aconteceria com as pessoas que frequentam um lugar desse? Moralmente falando, o que aconteceria de ruim ???

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...