sexta-feira, 8 de julho de 2011

Dois em um


Sermão para ocasião especial: Casamento
Título: Dois em um
Texto: “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”. (Gen. 2:24).

Introdução:

A – Caros amigos, prezados genitores, digníssimas testemunhas e queridos noivos Leonardo Araújo de Sousa e Érika Janice Almeida Nogueira.
1 – Coube-me nesta noite festiva a honra de partilhar com vocês os últimos conselhos, as últimas palavras antes de se unirem pelos vínculos sagrados do matrimônio.
2 – Sintam, prezados amigos, que grande é a honra, mas tremenda é a responsabilidade deste momento.
3 – Preza os céus que estas palavras possam completar o conhecimento que os queridos noivos adquiriram durante a fase de namoro e noivado.
B – Num congresso internacional de psiquiatras realizado em Londres chegou-se à conclusão oficial que a melhor coisa do mundo para resolver distúrbios do comportamento humano é a vida familiar.
C – Foi feito uma pesquisa numa região nos Estados Unidos e o resultado diz que o índice de vida dos solteirões é inferior a dos casados. Ou seja, os casados vivem mais que os solteiros seis anos, no lugar onde foi feito a pesquisa. Portanto, o casamento é uma bênção, com todos os seus problemas, implicações e percalços da vida.
1 – Quem sabe, este seja o motivo pelo qual Leonardo e Érica decidiram casar: querem viver mais.

I – O PRIMEIRO CASAMENTO, NO JARDIM DO ÉDEN.

A – Como centro de minhas considerações tomo a Palavra de Deus e leio sobre a primeira cerimônia de matrimônio realizada nesta Terra. “Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea”. (Gen. 2:18).
1 – No primeiro capítulo da Bíblia encontramos Deus criando todas as coisas. No final de cada dia da criação aparece expressão: “E viu Deus que isso era bom”. Essa expressão aparece várias vezes.
2 – No sexto dia, Deus criou o homem. O homem estava no paraíso, mas o paraíso estava incompleto, porque o homem estava sozinho. Deus apresentou-lhe os animais, mas eles não causavam ressonância de companhia para o homem.
3– Então, Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só”. Você pode ler todo o relato da criação e verá que este é o único momento que acha uma coisa não boa na criação.
a)Aí Ele criou a nossa mãe Eva para Adão. Tudo mudou. Tudo se tornou “Muito Bom”.
B – Eis aí caros noivos, o remédio de Deus para a solidão do homem ou da mulher.
1 – Isto significa dizer que Deus muniu o ser humano com o remédio para a solidão e também habilitou a natureza humana para o casamento. Deus habilitou você Leonardo e você Érika para o casamento.
a)Para a solidão de Leonardo, Deus criou uma Érika. A recíproca também é verdadeira.

II – ALGUNS CONSELHOS PRÁTICOS

A – Hoje, são apresentadas muitas razões para a quebra do vínculo matrimonial, dentro as quais: problemas financeiros, temperamentos diferentes, Incompatibilidades diversas, egoísmo...
2 – Mas tudo isto são sintomas de uma só causa: a falta de conversão da esposa e do esposo.
3 - Quando o homem está em paz com Deus e tem uma “Mente Amiga”, vive em paz com todos.
a) A lei da matemática. Propriedade Comutativa assim diz:
“Duas quantidades iguais a uma terceira, estas quantidades são iguais entre si”.
Exemplificando: Se A é igual a B; e B é igual a C; logo C é igual a A.

b) Esta propriedade está presente na música. Na música se diz:
“Dois ou mais instrumentos musicais afinados pelo mesmo diapasão, eles estão afinados entre si”.
c) Amigos, esse princípio universal está presente na nossa relação com Deus e com o próximo. “Se duas ou mais pessoas estão em paz com Deus, elas estarão em paz entre si”.
- Se o marido está em paz com Deus e a esposa está em paz com Deus, eles nunca vão brigar...
- “Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?” (Amós 3:3).
B – Portanto, o que falta em muitos casamentos é estar em comunhão com Deus.
1 - É preciso estar ligado a Deus diariamente pelas orações particulares, individuais e pelo manter acesa a chama do amor de Deus no altar da família.
C – Nunca coloquem os seus assuntos confidenciais nas mãos de uma terceira pessoa que não seja Jesus Cristo. Quando surgir o primeiro problema na vida de vocês – e vão surgir muitos – corram e contem para Jesus Cristo. Ele sabe resolver todos os problemas.
D – Pensamento: “Antes de casar, abra bem os olhos. Depois de casado, feche um”.
1 – O problema está aí. Muitos jovens, quando estão namorando, ficam cegos. Todo mundo sabe que o namoro não vai dar certo. Só eles acham que tudo vai ser resolvido. Depois se casam e querem abrir os olhos para um ver os defeitos do outro. Depois de casado tem de fechar um olho. Não digo abrir os dois, nem fechar os dois, mas ficar com um aberto e o outro fechado. Eu creio que vocês entendem onde quero chegar.
E – Você, Leonardo, namorou uma mulher ideal, mas agora está diante de uma mulher real. Uma mulher de carne e osso, que tem seus problemas e suas limitações. A recíproca também é verdadeira: você, Érika, namorou um homem ideal, mas agora está casado com um homem real, que tem seus defeitos e falhas humanos.
1 – É preciso deixar o “romantismo” e viver no “realismo”, sem deixar de serem românticos e realistas.
Experiência: Eu conheci um casal de jovens muito românticos. Fizeram um pacto: namorar todos os dias às 5 horas da tarde na praça principal da cidade, debaixo de uma árvore frondosa. Quando estudantes, “matavam” aulas para não descumprir o pacto. Na véspera do casamento estavam lá. No dia do casamento, muito ocupados, não foram. Saíram de lua de mel. No regresso, voltaram para a praça às 5 horas. Era um dia sim e oito não. Ele se tornou médico, com consultório cheio e dava plantão nos hospitais. Ela funcionária pública e trabalhava em frente à praça. Os compromissos aumentaram, mas ela queria de qualquer maneira que o marido estivesse na praça, todos os dias às 5 horas da tarde. Vivendo ainda no romantismo, ela não queria “cair na real”.

III – MANTENDO AS PRIMEIRAS ATENÇÕES.

A – Mantenham sempre as primeiras atenções.
1 – Leve de vez em quando uma flor para ela. Compare-a com essa flor. Diga-a que a ama. Diga, com sinceridade, que se tivesse de escolher casar de novo, ela seria a eleita.
2 – Use palavras de apreciação pelo trabalho da esposa. A recíproca também é necessária.
B – Duas datas não podem ser esquecidas:
1 – A data do casamento. Daqui a um ano, comemorem juntos esta data e façam a festa.
2 – A data de aniversário de ambos. As mulheres não se esquecem, mas os homens nunca sabem quando se casaram e quando a mulher faz aniversário.
a)Compre um presente para ela. Ela sempre quer um presente dado com amor. Não pense que ela está preocupada com um presente muito caro: um carro novo, vestidos caríssimos, móveis e mobílias novos ou coisas semelhantes. Sugestão: se você não tem dinheiro, arranque uma flor do jardim do vizinho e dê para ela. Para as mulheres, uma flor dada com carinho vale mais que muitas coisas.

IV– UM COMPROMISSO COM JESUS.

A – Diz a serva do Senhor: “Vivam para a glória de Deus. Sejam carinhosos e amantes um do outro. Sejam ternos. A felicidade de sua vida consistirá em fazer de Deus a sua confiança”.
B – O grau de felicidade de um casal está na exata proporção que tenham de comunhão com Jesus.
C – Por esse motivo, vocês não quiseram começar a vida a dois sem que primeiro recebessem a bênção do Pai do Céu.
1 – Aqui está a diferença entre o casamento religioso e o casamento civil. O casamento civil é o compromisso de duas pessoas com a lei. Dizemos do casamento civil que é um contrato legal. Já o casamento religioso é o compromisso de duas pessoas com a Lei de Deus. Um compromisso de duas pessoas com Jesus.
2 – Ouçam o que Jesus disse certa vez e continua dizendo ainda hoje:
“Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles”. (Mat. 18:20).
a)Se vocês estiverem sempre reunidos em nome de Jesus, nunca vão brigar. Como brigar, se Jesus está no meio de vocês?!

V – O MISTÉRIO DO MATRIMÔNIO: FUSÃO DAS PERSONALIDADES - DOIS EM UM.

A – Eis aqui um mistério: duas pessoas diferentes que não se conheciam, que nasceram muitas vezes em lugares diferentes, têm personalidades diferentes, gênios diferentes, encontram-se na vida e vão lutar para serem não mais duas pessoas, mas uma pessoa.
1 - “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”. (Gen. 2:24).
2 – Vocês vão, a partir de agora, lutar para ser um em amor e espírito. Eis aqui um mistério: o mistério da transformação.
3 – O verdadeiro amor, porém, permite diferenças de desejos, opiniões e gostos.
a)Se Leonardo gosta da cor azul e Érika da cor branca, não quer dizer que agora os gostos devem mudar: eles precisam apenas ser respeitados.
b)Uns gostam de comer uma coisa; outros gostam de comer outras.

Ilustração: Quando realizo casamento, eu sempre gosto de perguntar para os noivos sobre as coisas que eles não gostam de comer. Fiz algum tempo atrás um casamento em que a noiva me declarou que não suporta cebolas. Já o noivo me disse que não come comida que tenha alhos. Para haver paz no lar, a comida deles não terá nem alhos, nem cebolas. Ótima comida!
Eu tive a oportunidade de conversar com Leonardo e Érika, em particular antes do casamento. Perguntei o que não gostavam de comer. Leonardo me disse: “Eu sou um ‘bom garfo’, como tudo. Mas Érika me disse: “Eu não como melão, nem pepino, nem beterraba”.
Leonardo, nunca “force a barra”, obrigando a sua esposa comer o que ela não gosta, só porque você come tudo. Os gostos precisam ser respeitados.

Conclusão:

A – É mister lutar para haver, o que os psicólogos chamam de “A Fusão da Personalidade”.
B – Vocês precisam ser como os aparelhos “dois em um”.
1 – Todos nós conhecemos os aparelhos modernos que são dois em um. Cada parte faz uma coisa, cada um tem a sua função, e assim se completam, sendo, no final, apenas um aparelho multifuncional.
C – O meu desejo é que vocês sejam felizes.
D – Que o lar de vocês seja um pedacinho do céu aqui na terra.
E – Que esta união perdure por toda a vida, até que a morte os separe. E se a morte os separar um dia que, por ocasião da volta de Jesus vocês possam sair da sepultura para continuarem juntos lá no céu, um ao lado do outro, ao lado de Jesus. Amém!

Voto Matrimonial

Visto que tu Leonardo Araújo Sousa e tu Érika Janice Almeida Nogueira aqui viestes para vos unirdes nos sagrados vínculos do matrimônio, podeis agora assinalar vosso desejo de estar unidos, dando-vos a mão direita.

Leonardo, tomas esta mulher como tua legítima esposa? Promete solenemente diante de Deus e destas testemunhas que a amarás, honrarás e protegerás na enfermidade e na saúde, na prosperidade e na adversidade; e, renunciando a todas as outras mulheres, conservar-te-ás somente para ela enquanto ambos viverdes?

Érika Janice Almeida Nogueira, tomas este homem como teu legítimo esposo? Prometes solenemente diante de diante de Deus e destas testemunhas que o amarás, honrarás e protegerás na enfermidade e na saúde, na prosperidade e na adversidade; e, renunciando a todos os outros homens, conservar-te-ás somente para ele, enquanto ambos viverdes?

Havendo ambos feitos perante estas testemunhas mútuas promessas de afeto e voto de fidelidade, eu, Ministro do Evangelho, devidamente autorizado pelas leis desta comunidade, por este meio declaro que estais legalmente casados, e que sois de agora em diante marido e mulher. “Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem”.

Oração e Bênção.

Que o Senhor vos abençoe e vos guarde; o senhor faça resplandecer o Seu rosto sobre vós e vos sustenha com a Sua força. O Senhor estenda a Sua proteção sobre vós e vos dê a paz, agora e para sempre. Amém!


Pr. Emmanuel de Jesus Saraiva
Natural de São Luís – Ma. Formado em Teologia, Pedagogia e Letras. Autor de dois livros: “Memórias da África” e “A História do Adventismo no Maranhão”. Trabalhou como pastor em várias igrejas no Maranhão, dentre as quais a Igreja Central de São Luís. Foi departamental de Jovens e Educação nas Missões Costa Norte, Central Amazonas e Nordeste e diretor do Educandário Nordestino Adventista – ENA. Por seis anos foi missionário na África, como diretor do Seminário Adventista de Moçambique, onde lecionou várias disciplinas teológicas, dentre as quais Homilética e Oratória. Casado com a professora aposentada Nilde Fournier Saraiva. Tem duas filhas: Raquel e Léia. Trabalhou como pastor por 35 anos. Hoje, jubilado, mora em São Luís - MA e atua como Ancião da Igreja do Colégio Adventista de São Luís - CASL.     
 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...