quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Viva o Pastor!



(Uma Homenagem no Dia do Pastor Adventista)


Texto: I Timóteo 3:1

Introdução:

A - O quarto sábado de outubro é considerado pelo calendário denominacional como o Dia do Pastor Adventista. Representando todos os pastores adventistas, eu escolhi, de livre e espontânea vontade, o Pastor Fábio dos Santos, do Nisto Cremos, pelo profícuo trabalho que tem realizado em favor desse Blog através de todos esses anos. Trabalhando para Deus, ele é um grande representante da classe ministerial no Brasil.
B - O texto que escolhemos para a nossa meditação neste dia tão significativo para Igreja encontra-se no conselho que apóstolo Paulo deu ao jovem pastor Timóteo. Ele diz: “Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja”.

1 – Existem pessoas que já nascem com certas tendências vocacionais. As opiniões humanas quanto à vocação mais excelente podem variar. Mas o apóstolo Paulo considerava o ministério como uma vocação excelente.

I – QUANDO NOS DEPARAMOS A ESCOLHER UMA CARREIRA

A – Deve ser a carreira preferível aquela em que se pode ser mais útil aos semelhantes.

B – Que possa realizar o melhor bem à humanidade.

C – Que melhor contribua para a glória de Deus.

II – OS DIFERENTES DONS DADOS POR DEUS

A – Médicos, professores, escriturários, contabilistas...

B – Ministério – Vocação excelente, porque:

1 – Exige sacrifício e renúncia.
2 – Uma profissão pouco rendosa.
3 – Não é a que proporciona maior prestígio social.

Experiência: Eu era pastor em Imperatriz, interior do Maranhão. Encontrei-me, por acaso, com uma colega de Liceu, onde fizemos o curso Científico, hoje correspondente ao Ensino Médio. Ele começou a mencionar o que havia feito na vida, dizendo-me: “Fiz medicina. Sou um cardiologista e tenho o meu consultório nessa cidade”. Depois, procurou para mim: “E você, Emmanuel, o que fez na vida?”. “Fiz Teologia” – Respondi sem hesitar. “Que bom! Você também se formou e venceu na vida”. Sem saber bem o que era o curso de Teologia, ele me perguntou: “Em qual órgão você trabalha, Emmanuel?” Disse-lhe: “Sou pastor da Igreja Adventista nesta cidade”. Percebi pelo seu semblante que ele estava frustrado com a minha escolha. Disse admirado e como se estivesse com pena de mim: “Emmanuel, você é pastor?!... Tive bastante tempo para explicar-lhe a importância do meu trabalho, dizendo-lhe: “Dr. Simões, enquanto você cuida do corpo e das doenças, eu cuido da alma humana e das doenças espirituais. O meu trabalho, como pastor, é tão importante quanto ao seu, como médico”.

4 – O apóstolo Paulo diz: “Se alguém aspira ao episcopado excelente obra almeja”.

III – HOMENS QUE ESCOLHERAM O MINISTÉRIO

A – Amós. O apóstolo Paulo. Pedro. João. Timóteo.

1 – Através da História da Igreja Cristã milhares se dedicaram e deram a sua vida em favor do ministério evangélico.

IV – ATITUDES DE MUITOS PARA COM O MINISTÉRIO.

A – Os que só fazem Teologia porque não passaram em outros cursos.
B – Atitudes de muitos pais em face da resolução de seu filho: “Pensei que meu filho fosse ser um médico, engenheiro... Meu filho escolheu ser Pastor – uma profissão sacrificada”...
1 – A visão de tais pessoas é estritamente horizontal.
2 – Só pensam em termo do material e do temporal
3 – Não levam em consideração a eternidade..
4 – Não olham para cima.
5 – Não veem a cruz do Calvário como um traço de união, ligando o céu com a terra.
6 – Não vislumbram a alegria e o privilégio de ter um filho realizando uma obra semelhante à de Nosso Senhor Jesus Cristo, que disse: “Assim como o Pai me enviou, Eu também vos envio”. (João 20:21).

V – O MINISTÉRIO NÃO FICA DEVENDO A OUTRAS PROFISSÕES

A – O Médico – Com sua perícia pode acrescentar alguns anos de vida a um paciente.

1- O Pastor – Mediante o evangelho pode dar significado a vida presente e acrescentar-lhe a eternidade.

B – Se o Advogado é, no mais elevado senso, um agente de reconciliação entre os homens, um harmonizador das relações sociais;

1 – O Pastor, por sua vez, tem a incumbência mais gloriosa de reconciliar os homens com Deus e deste modo promover a fraternidade humana numa base imperecível.

C – Se o Comerciante, pela inteligência e tirocínio contribui para satisfazer as necessidades materiais da sociedade, através de trocas, de bens de utilidade;

1 – O Pastor, mediante o evangelho pode satisfazer as aspirações que são mais prementes, pois “Nem só de pão vive o homem”.

D – Se o Engenheiro tem satisfação de construir edifícios de ferro e concreto que desafiam o tempo;

1 – O Pastor tem o privilégio de construir caracteres que atravessarão a eternidade.

E – Se o Lavrador é abençoado por Deus porque lança a semente na terra na esperança de uma colheita que proporcionará à humanidade alimento:

1 – O Pastor é três vezes bendito porque semeia a Palavra que produzirá uma ceifa de almas salvas no reino de Deus.

F – Se o Geólogo se preocupa com a idéia das rochas:

1 – O Pastor estuda a Rocha dos Séculos.

G – Se o Astrônomo se deleita em medir as galáxias e nebulosas;

1 – O Pastor se deleita em captar a luz da “Estrela da Alva” e do “Sol da Justiça”.

H- Se outras profissões quaisquer oferecem satisfação e prestígio presentes;

1 – O Ministério confere satisfação de glórias eternas.

I – Outras profissões se relacionam com a presente ordem de coisas;

1 – O Ministério, porém, se relaciona com a nova ordem a ser inaugurada por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Ilustração: Os Três Construtores.
Certo homem passando numa rua viu três pedreiros trabalhando.
Perguntou ao primeiro pedreiro: “O que você está fazendo?” Ele respondeu: “Estou ansiosamente esperando que sejam 17 horas”.
Perguntou ao segundo a mesma coisa. “Estou aqui ganhando R$ 50,00 (Cinquenta Reais) por dia nesta construção.
Perguntou também ao terceiro, que lhe respondeu: “Estou aqui construindo este templo para Deus”.
Aplicação homilética: O Pastor é o terceiro homem trabalhador. Não trabalha por tempo, nem dinheiro. Trabalha para Deus.

Ilustração: Os dois irmãos Taylor.
Guilherme Taylor disse: “Darei nome à minha família. Serei grande”. Estudou Engenharia, Advocacia, e se tornou um político no seu país.
Hudson Taylor (1832-1905) disse: “Serei um missionário”. Foi enviado para a China. Viveu no país 51 anos. Levou para lá cerca de 800 missionários para o país, fundou 125 escolas e foi o responsável pela conversão 18.000 cristãos. É conhecido pelo título: “O homem que amou o Senhor e a China”.
Na Enciclopédia encontramos várias páginas de sua vida como missionário. Do seu irmão, que queria ser grande e poderoso, nada é dito e lê-se simplesmente: “Era irmão de Hudson Taylor”.

VI – O PASTOR – ESSE HOMEM INCOMPREENDIDO, MUITAS VEZES.

Reflexões sobre o comportamento de um Pastor (Autor desconhecido).

Se o Pastor visita os membros – Ele é incômodo;
Se o Pastor não visita – É preguiçoso.
Se o Pastor se veste bem – É muito vaidoso;
Se o Pastor se veste mal – É um relapso.
Se o Pastor estuda muito – Ele quer se modernizar;
Se o Pastor não estuda - É retrógrado.
Se o Pastor chega cedo às reuniões – É vigia;
Se o Pastor chega tarde – É atrasado.
Se o Pastor fica com os velhos – É ultrapassado;
Se o Pastor fica com os jovens – É infantil.
Se o Pastor gosta de sorrir – É sem personalidade;
Se o Pastor nunca sorrir – É um cara dura.
Se o Pastor chora no púlpito – É um chorão;
Se o Pastor nunca chora – É um insensível ao sofrimento.
Se o Pastor é muito calmo – É um “TÁ – LENTO”;
Se o Pastor é rápido – É elétrico.
Se o Pastor fala muito do Espírito de Profecia – É um Tiago White;
Se o Pastor prega só com a Bíblia – Ele não conhece outros caminhos.
Se o Pastor prega muito – É prolixo;
Se o Pastor prega pouco – É um Pastor sem mensagem.
Se o Pastor cuida da família – Não cuida da Igreja;
Se o Pastor cuida da Igreja – Não se preocupa com a família.
Se o Pastor constrói igrejas – É um Pastor “joão de barro”;
Se o Pastor não constrói – É um devagar;
Se o Pastor é presente – É um Pastor “Parabéns”;
Se o Pastor é ausente – É um japonês de nome ”Nunca Tá Qui”.
Se o Pastor é magro – É porque passa fome;
Se o Pastor é gordo – É um intemperante e glutão.
Se o Pastor dorme cedo – É dorminhoco;
Se o Pastor dorme tarde – É corujão.
Se o Pastor fica muito tempo no templo – É rato de igreja;
Se o Pastor não pisa na igreja – É um cometa Halley que só aparece uma vez na vida.
Se o Pastor tira férias em janeiro – Despreza a igreja;
Se o Pastor nunca tira férias – É um trabalhador inconsequente que só sabe trabalhar.

...Que coisa!

E ainda dizem que é fácil ser Pastor!


CONCLUSÃO:

A – A palavra de Deus enaltece o trabalho do Pastor, quando diz: Dar-vos-ei Pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e inteligência. (Jeremias 3:15).
B – O Apóstolo São Paulo diz com toda confiança: “Se alguém aspira ao episcopado excelente obra almeja”. (I Timóteo 3:1).
C – Que nesse dia em que se comemora o Dia do Pastor, que toda honra e respeito seja a ele outorgado.

Viva o Pastor!

ORAÇÃO: Senhor Deus e nosso Pai eterno, nós te rendemos graças pelo Teu Ministério e pelos Teus Pastores que trabalham diuturnamente em favor da Tua Causa. Abençoa os Teus Pastores, a fim de que continuem a apascentar o Teu rebanho e fazendo o melhor na salvação de almas para o Teu reino. Nós te pedimos em nome e pelos méritos de Jesus. Amém!

Hinos sugeridos. H.A. 303, 305, 523, 524,


Pr. Emmanuel de Jesus Saraiva
Natural de São Luís – Ma. Formado em Teologia, Pedagogia e Letras. Autor de dois livros: “Memórias da África” e “A História do Adventismo no Maranhão”. Trabalhou como pastor em várias igrejas no Maranhão, dentre as quais a Igreja Central de São Luís. Foi departamental de Jovens e Educação nas Missões Costa Norte, Central Amazonas e Nordeste e diretor do Educandário Nordestino Adventista – ENA. Por seis anos foi missionário na África, como diretor do Seminário Adventista de Moçambique, onde lecionou várias disciplinas teológicas, dentre as quais Homilética e Oratória. Casado com a professora aposentada Nilde Fournier Saraiva. Tem duas filhas: Raquel e Léia. Trabalhou como pastor por 35 anos. Hoje, jubilado, mora em São Luís - MA e atua como Ancião da Igreja do Colégio Adventista de São Luís - CASL. 

1 comentários:

  1. Pastor Saraiva!

    Essa mensagem reafirmou o meu desejo de continuar servindo a Deus através desse ministério de renúncia e consagração.

    Nada melhor do que um Pastor experiênte para motivar os mais novos. Vejo em suas palavras um tipo de "Ministerial" dos Pastores.

    Que Deus continue lhe iluminando sempre!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...