sexta-feira, 20 de março de 2009

O Uso da Calça Para Mulheres e a Questão do Seu Uso na Igreja: Resposta do Pr. Erton Köhler

Calça x Saia

Não entendo porque a igreja, ou algumas igrejas proíbem o uso de calças compridas pelas mulheres. Me ajude a entender o assunto. Quero viver uma vida correta, mas este assunto não está claro para mim.

Minha Resposta Para Você:

Sua pergunta traz um assunto muito polêmico. Espero que você e cada leitor possam ler esta resposta em busca de uma compreensão maior sobre o assunto. As questões polêmicas as vezes exaltam os ânimos, mas é importante lembrar que o respeito e o amor são virtudes supremas de um cristão.

Para que você possa entender o assunto, é importante destacar que a questão do uso de calça comprida pelas mulheres está baseada em dois pontos:

1. Manter as mulheres com uma aparência diferente do homem;

2. Não destacar as formas do corpo da mulher.

Estes motivos tem o seu valor até hoje. No passado, o uso de saia ou calça comprida determinava se uma mulher os cumpria ou não. Os homens, ao usarem calças e as mulheres saias, poderiam facilmente ser distinguidos. Ao mesmo tempo, as longas e folgadas saias, cobriam o corpo sem chamar a atenção para ele. O corpo do homem não era explorado sensualmente, apenas o da mulher. Por isso, ela precisava estar bem coberta e ele não.

Antes de continuar, é preciso entender que na Bíblia encontramos princípios e costumes. Princípios são as orientações imutáveis de Deus para Seu povo. Costumes são as formas usadas para colocar em prática estes princípios. Os princípios nunca mudam, não importa o tempo. Os costumes variam de acordo com a época. As duas palavras que a Bíblia apresenta para descrever o princípio do vestuário cristão são: modéstia e decência. Independente da época, estes dois valores não podem ser esquecidos.

Explicando melhor:
Roupa Modesta - não tem por objetivo chamar a atenção, nem consome excesso de recursos.Roupa decente - cobre o corpo e não chama a atenção para ele.

Houve uma época na história, anterior ao tempo de Cristo, onde usar roupas de peles era modesto (os camponeses as usavam), e as de tecido eram vaidade. Apenas os mais ricos podiam comprar os tecidos (em apocalipse 15:6 João se refere ao linho como um tecido nobre). Hoje já acontece o contrário. Quem usa roupas de pele foge ao princípio da modéstia, mas quem as usa de tecido pode estar dentro dele.

No oriente, durante o período bíblico (em alguns lugares até hoje) a roupa de homem e mulher eram bem diferentes daquilo que usamos no ocidente, e especificamente aqui no Brasil. O homem usava uma túnica, ou um vestidão e a mulher também, mas com a diferença de que sua túnica possuía uma costura especial entre as pernas, para.protegê-la melhor. Poderíamos até dizer que os homens usavam um vestido e as mulheres algo como uma calça. Hoje a situação esta completamente invertida. Dá para notar, que os costumes mudaram, mas o princípio se manteve, mesmo através de todas estas mudanças.

O mundo tem mudado muito radicalmente nos últimos anos, e a aplicação do princípio tem de ser avaliada. A alguns anos atrás, quando as mulheres usavam saias até a altura dos calça compridados, um homem não poderia ver seus tornozelos pois ficava excitado. A mulher usava saias muito longas, para evitar que isso acontecesse. Hoje, com as mulheres semi-nuas pelas ruas, praias ou meios de comunicação, ver o tornozelo de uma mulher já não representa quase nada para o homem. Por isso mesmo, as igrejas tem entendido que uma saia na altura do joelho é decente, pois não mexe com a excitação masculina.

O problema maior hoje, já não é o comprimento da saia, mas a sua costura. Algumas são até longas, mas são muito justas, outras tem "rachos" que mostram demais. Você veja, como as coisas devem ser adaptadas às tendências e tentações de cada período. Os costumes mudam, exatamente para poder manter os princípios.

Vamos falar da calça comprida, novamente. Até pouco tempo atrás, quando as mulheres estavam exclusivamente em casa, a calça comprida era a roupa do homem, e a saia a roupa da mulher. Só que com a entrada da mulher no mercado de trabalho, foi necessário ter uma roupa que lhe desse a mesma proteção e agilidade que o homem. Ai a calça comprida passou a ser usada pela mulher.
Hoje você tem mulheres que praticam esportes, andam de moto, trabalham em serviços que exigem muita mobilidade, e para todas elas, a calça comprida é a única roupa decente. Com isso, a questão deixou de ser permitir ou não o uso de calça comprida, mas o modelo e o lugar para usa-las, visando não destacar o corpo da mulher e não iguala-la ao homem, bem como ser modesta e decente. O papel da igreja deve ser em orientar as irmãs quanto a estes princípios, de modo que o uso da calça comprida não venha feri-los, mas ao mesmo tempo dar a elas a possibilidade de se adaptar a realidade do mundo atual (mercado de trabalho e independência feminina).

Hoje existe calça comprida para mulher e calça comprida para homem. Existem calça comprida que modelam o corpo, e calça comprida mais folgadas que o cobrem e protegem. Isso deve sempre ser bem diferenciado.

Algumas mulheres perguntam: Se a calça comprida pode ser usada pela mulher, porque não usar calça comprida para ir à igreja? É preciso entender que a igreja é um local solene, tradicional e respeitoso. A saia ainda é a roupa clássica da mulher. Ela é solene e tradicional, por isso combina com o ambiente da igreja. A calça comprida é usada para a "sobrevivência" feminina, no dia a dia, e para que a mulher não acabe se tornando ridícula ou até mesmo provocante tendo de fazer algumas atividades de saia.

Um dos princípios do vestuário, é que ele se adapte ao ambiente. A questão da calça comprida e da saia estão dentro deste contexto.

Gostaria de concluir a questão, deixando claro que acima da questão do uso de calça comprida pela mulher está a questão do respeito. Se eu não concordo, e esta não é minha maneira de pensar, posso ajudar pessoas a verem a questão como eu, mas com amor e respeito. Por outro lado, se uma mulher usa calças compridas, mas isso é um motivo de escândalo em sua igreja ou região, em respeito às pessoas deveria evita-las (ver I Corintios 8). Quando há harmonia entre pessoas, posições e atitudes, o espírito de Deus trabalha melhor.

Maranata! Erton Köhler

Fonte: CD Capacitando a Sua Liderança

9 comentários:

  1. Gostei muito da explicação, tinha posso assim dizer uma duvida sobre esse assunto mas ao ler
    o que o Pastor Erton Kohler publicou pode então tirar minha duvida. Agradeço primeiramente a Deus por ter feito com que eu pudesse tirar minha duvida atraves de um publicado de um servo do Senhor!
    Que a paz do Senhor possa está com todos!
    Amém!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei Maravilhada com sua explicação Pastor, foi a unica pessoa que tirou todas as minhas sobre esse assunto que tem tantas controversas.
    Agora venho lhe perguntar sobre um assunto tambem polemico "o Social" é certo,é errado,onde encontro confirmação p/ brincar de social no espirito de profecia?
    por favor Pr. me responda estou com essa duvida a muito tempo. me esclareça.
    um abraço!

    ResponderExcluir
  3. por que moises emtao disse,homen nao vista como mulher e molher nao vista com homem qualo motivo dessas palavras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deuteronômio 22:5 foi escrito numa época em que não existiam calças compridas, muito menos para mulheres. Naquele tempo, nem se cogitava a fabricação de tal produto. Portanto, Moisés não está tratando da calça comprida.
      Moisés está orientando as mulheres para que não se vistam como homens. Lembremos que naquela época (e também nos tempos de Jesus), os homens usavam uma vestimenta que mais se assemelhava a uma saia…. O que diferenciava a vestimenta da mulher era uma espécie de cinto para prender a roupa na cintura (o homem usava um cinto de cor mais neutra. A mulher, algo mais colorido). É bem provável que o assunto tratado aqui seja o do travesti.

      Explicação dada por Leandro quadros em
      08/10/09 at 6:40 pm

      Ulysses.

      Excluir
  4. gostei da matéria...o pr explicou muito bem, gosto de calça jeans, pq tenho moto, e pra pilotar a moto e mais facil, e minhas atividades no trabalho tb!mais acho impressidivel ir de saia para a igreja ou qualquer outra programação da igreja, como ele mesmo disse la eo mais adequado ir de saia!muito bacana a materia

    ResponderExcluir
  5. Me descepicionei com a explicaçao sem base total no asim diz o senhor.

    ResponderExcluir
  6. òtimaa explicação, ao " anônimo " que se referiiu a Moisés, deveria pesquisar mais sobre os costumes do ANTIGO Israel ! Ao Silas, vale destacar que o " Assim diz o Senhor ... " é MODÉSTIA e DECÊNCIA , até porque na bíblia não há nenhuma referência a proibição do uso da CALÇA, já que este tipo de roupa não era vestimenta aos COSTUMES daquela época. Advém da " mobilidade " que as mulheres tem para as suas tarefas do dia-a-dia !
    >>>>>> Talita Tavares <<<<<<<

    ResponderExcluir
  7. Eu entendo que até chegar no século vinte um muitas pessoas foram massacagradas com a falta de entendimento bíblico,e muitas delas inclusive as irmãs sofreram com o legalismo e muitas delas desviaram do caminho de Deus,por serem maus instruídas acerca da doutrina dos bons costumes,porte e conduta cristã.

    ResponderExcluir
  8. Só não entendo então porque é permitido fora do local de culto. Se é assim, não deveria a mulher estar sempre de saia então? Já que sempre estamos na presença de Deus.
    E outra: Com a nossa cultura atual, há claças que marcarm muito menos do que dsaias usadas na igreja. Porem, mesmo que seja larga a mulher que vai a igreja de calça é julgada. Aqui no sul, que faz muito frio, tem mulheres pobres que no frio vao so de saia e as vezes chinelo, porque nao tem outro calçado para usar com saia. não seria mais correto explicar a lei da modestia e descencia, em qualquer que seja o local? E quanto a essa situação de frio em que falei? considero a posição da igreja extremista.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...