sexta-feira, 21 de novembro de 2014

A grande missão de Jesus

Texto: Lucas 4:16-21

Introdução:

A – Na história das grandes nações, encontramos homens que tiveram uma missão importante:

1 – Na Babilônia – Nabucodonosor
2 – Grécia – Alexandre
3 – Pérsia – Dario
4 – Roma – Júlio César
5 – França – Napoleão Bonaparte
6 – Itália – Garibaldi
7 – Venezuela – Bolívar
8 – Peru – Pizarro
9 – Argentina – San Martin
10 – Índia – Mahatma Gandhi
11 – USA – Washington – Abraão Lincoln (Morreu assassinado, mas libertou os escravos de seu país).
12- Brasil – Oh! Quantos Homens com uma missão nobre!

a) Dom João VI, Dom Pedro I, Princesa Isabel, Tiradentes. (Morreu enforcado para ver o seu país livre), Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e muitos outros...
b) Todos estes grandes nomes estavam restritos a certas circunstâncias.

(1) Tinham as suas limitações políticas e territoriais.
(2) Muitos deles morreram precocemente...

B – Agora, queremos lhe apresentar um outro grande homem, que fez uma obra superior a qualquer um destes nomes citados.

1 – Um que não tinha e nem tem limitações.

a) Ele foi o Criador deste mundo. É dono de tudo...

2 – Para resolver o problema do homem deixou o céu:

a) Deixou Sua posição honrosa, sua pompa, seu trono...
b) Despiu-se de suas vestes reais.
c) Deixou o seu cetro.
d) Desprezou a grandeza celestial.
e) Abandonou os palácios de marfim...

3 – Tomou as vestes de servo para fazer um trabalho importante...

C – Senhores, refiro-me à pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo.

D – Eis a sua grande Missão: Lucas 4:18 e 19 (Edição Corrigida) – “O Espírito do Senhor é sobre mim, pois me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para curar os quebrantados de coração, apregoar liberdade aos cativos e dar vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor”.

1 – Encontramos aí as seis grandes missões de Nosso Senhor Jesus Cristo:

I – “POIS ME UNGIU PARA EVANGELIZAR OS POBRES”.

A – O que queria Jesus dizer com isto? Jesus se referia, em primeiro lugar, à pobreza espiritual.

1 – Jesus veio para dar as boas novas aos pobres de espírito.

a) Aos que sentem sua fragilidade, sua pobreza espiritual.
(1) Aos que reconhecem que de si mesmos nada têm, e querem receber de Cristo a riqueza – A Salvação.

2 – Mas Jesus referia também aos pobres de recursos financeiros.

a) Não que os ricos não tenham direito de serem evangelizados e terem acesso à salvação, mas porque quase todos eles estão satisfeitos com sua posição e status social, sua riqueza, esquecendo-se muitas vezes de Jesus.

(1) Quem ouve com muita atenção as palavras do Grande Mestre?
(2) Quem aceita o seu chamado facilmente?
- Os Pobres...
(3) Basta fazer uma experiência na igreja...

(a) Onde estão os milionários neste hora?

(b) Satisfeitos com o status quo em que vivem, a maioria deles não têm prazer em ouvir falar de Jesus.

II – “ENVIOU-ME PARA CURAR OS QUEBRANTADOS DE CORAÇÃO”

A – Que é o coração?

1- Embora saibamos que tudo parte de nossa mente - o cérebro - o coração é considerado por todos como o centro de nossos motivos. Tudo parte do nosso coração.

a) Nosso amor, nosso ódio, nossas tristezas, nossa alegria...

B – Os corações quebrantados.

1 – Satanás tomou conta do coração da raça humana.
2 – Jesus Cristo veio a este mundo para curar os corações quebrantados.

a) Mas esta é uma obra que não pode ser feita, se nós não consentirmos.

(1) Cristo diz a você: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo ” Apocalipse 3:20
(2) Ilustração: Pintor – A Porta sem maçaneta. Levaram o quadro para o pintor que fez o desenho, alegando que algo estava faltando, por não haver a maçaneta na porta. Ele concluiu: “Esta porta não se abre por fora. Esta porta (o coração) só se abre por dentro”.
(3) Lei da Física – Impenetrabilidade: “Dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo”.

(a) Se Cristo habita em nosso coração, o diabo não pode nele habitar.

III- ENVIOU-ME PARA APREGOAR LIBERDADE AOS CATIVOS

A – O homem antes do pecado era livre. Adão, nosso pai, era o dono deste mundo. Tudo foi feito para ele. Tudo lhe pertencia.

B – Um dia, porém, por sua livre e espontânea escolha, Adão se tornou escravo.
1 – Escravo de Satanás.

a) Satanás hoje é o dono deste mundo.

(1) Ele escraviza os homens, porque este é o seu principal trabalho.
(2) Satanás escraviza os homens na dissipação da saúde, nos vícios, nos prazeres baixos.

2 – Satanás escraviza os homens de duas maneiras:

a) Uns ele escraviza a mente...
b) Outros ele escraviza mente e corpo: O ser todo. (O psicossomático do homem).
(1) São pessoas dominadas por ele totalmente.
(2) Pessoas endemoninhadas.
(a) Jesus Cristo libertou pessoas que eram escravas de Satanás desta maneira.
(b) Aplicação homilética: Os viciados de hoje (Fumo, Álcool, Drogas). Jesus continua libertando hoje.

3 – Assim como através de um só homem, Adão, passamos a ser escravos, através de um só homem, Cristo, nos tornamos livres.

C – Cristo, na cruz, comprou o preço da nossa salvação.

D – Ilustração: O orador alagoano, falando sobre liberdade no dia da nossa independência, no interior de Alagoas. A solenidade de 7 de setembro foi realizada na praça principal da cidade, num dia quente, sol a pino. Para ilustrar o seu discurso ele tirou o passarinho da gaiola e segurou em suas mão por muito tempo, enquanto discursava eloquentemente. No final do discurso disse: “Voa passarinho. Agora tu serás livre!” Quando abriu a mão e soltou o passarinho, já estava morto.

1 – Sem querer, em vez soltar o passarinho, ele o matou.
2 – Foi exatamente isto que Satanás fez com o homem, Adão. Quis explicar o que era liberdade. Quis mostrar que Deus era injusto... E depois o matou...
3 – Cristo na cruz abriu a prisão e soltou o prisioneiro.

a) Mas o prisioneiro não deve voltar à prisão...

IV – VAMOS PARA A QUARTA MISSÃO DE JESUS: “E DAR VISTA AOS CEGOS”.

A – A que tipo de cegueira estava Jesus se referindo aqui? Creio que a dois tipos:

1 – A cegueira física. Cristo veio para curar os cegos. Ele curou muitos cegos, dentre os quais dois:

a) Um cego de nascença. João 9:1-12
b) Em Jericó – O cego Bartimeu – Marcos 10:46-52.

(1) Na porta da cidade, o filho de Timeu clamava: “Jesus, filho de Davi. Tem compaixão de mim”. E Jesus o curou de sua cegueira física.

2 – Mas nesta mesma cidade, Jericó, Jesus curou um outro tipo de cegueira – a cegueira espiritual de um homem.

a) Que tipo de cegueira é esta?

(1) Têm dois olhos perfeitos, mas não vêem.
(2) Não entendem as coisas espirituais.
(3) Não vêem a cruz do Calvário como remédio para seus pecados.
- Eu espero que não haja aqui nenhum cego desta natureza. E se por ventura existir, que possa ver agora.

b) Refiro-me ao caso do “cego” Zaqueu.

(1) Zaqueu era cego, embora tivesse dois olhos perfeitos.
(2) Querendo ver Jesus, ele subiu numa árvore, de uma avenida de Jericó, por onde Jesus iria passar.
(3) Jesus parou. Olhou para cima e disse: “Zaqueu, desse depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa”.

(a) Jesus sabia tudo sobre a vida errada de Zaqueu: Chamou-o pelo seu nome. Sabia onde ele morava. Conhecia os seus problemas profundamente, inclusive o seu vazio existencial.

(4) No dia em que Jesus passou na casa de Zaqueu, ele enxergou. Zaqueu prometeu devolver quadruplicado, se por ventura tivesse roubado alguém.

(a) Cristo lhe disse: “Hoje entrou a salvação nesta casa”.

3 – Aplicação homilética: Jesus também sabe tudo de sua vida: seus problemas, suas angústias, suas dificuldades financeiras, seus problemas existenciais...

a) Jesus sabe o seu nome, onde mora, onde trabalha, ou não trabalha...

(1) Tenha a certeza disto: Jesus sabe tudo de sua vida, e até o número de seu celular.

b) Faça como Zaqueu. Entregue-se a Ele de todo o coração e a sua vida vai mudar.

V – VAMOS PARA A QUINTA MISSÃO DE JESUS: “PÔR EM LIBERDADE OS OPRIMIDOS”

A – Cristo veio com a missão de promover a paz ao homem.

1 – Ele nos diz: “Vinde a Mim todos os que estais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei”. Mateus 11:28

B – Ilustração: Um inglês no México.

1 – O México foi um país colonizado pela Espanha, assim como fomos pelos portugueses. Os mexicanos lutaram pela sua liberdade. Eram vigiados...

A história conta que numa cidade mexicana, morava um certo inglês, homem bom e honesto, que era respeitado por todos os mexicanos.

Um dia, porém, ele foi acusado de tramar a independência em favor dos mexicanos. Foi preso. Apanhou.

Finalmente foi julgado e condenado à morte pela justiça espanhola. Chegou finalmente o dia da execução. Vendaram-lhe olhos. Coloram-no em um paredão. O oficial espanhol levantou a mão e, quando a baixasse era o sinal de os tiros saírem pelas bocas dos rifles. Os soldados estavam ajoelhados, fazendo a mira.

De repente, rompendo a multidão, soa uns gritos: “Não atirem, não atirem”. Era o embaixador da Inglaterra. Ele correu aonde estava o inglês. Envolveu o seu corpo com a bandeira da Inglaterra, dizendo: “Se atirar neste homem, significa atirar na Inglaterra, e agora mesmo vai começar uma guerra entre a Espanha e a Inglaterra”.

O oficial baixou o braço. O tiro não saiu. A guerra não começou. O inglês estava salvo... Por quê? Ele estava envolvido com a bandeira do seu país.

VI – SEXTA E ÚLTIMA MISSÃO DE JESUS: “APREGOAR O ANO ACEITÁVEL DO SENHOR”.

A – Para quem não conhece Jesus Cristo o ano aceitável começa hoje.

1 – Começa aqui e agora.
2 – Hoje é o dia aceitável, Hoje é o dia da salvação. Cristo está lhe dizendo: “Hoje, se ouvirdes a minha voz, não endureçais o vosso coração... Hebreus 4:15.

Conclusão:

1- Cristo veio a este mundo com a missão sublime de salvar o homem.
2- Se estivermos envolvidos com a bandeira do príncipe Emanuel, estaremos protegidos...
3- Esta foi a Sua Missão:

a) Evangelizar os pobres.
b) Curar os quebrantados de coração.
c) Apregoar liberdade aos cativos.
d) Dar vista aos cegos.
e) Pôr em liberdade os oprimidos.
f) Apregoar o ano aceitável do Senhor.

4 – Apelo: Jesus cumpriu a sua missão. Cada ser humano precisa aceitar esta missão em sua vida.

a) Aceite hoje Jesus Cristo como seu salvador pessoal e sua vida pode ser transformada completamente.
b) Não quer você receber essa bênção agora?

Pr. Emmanuel de Jesus Saraiva
Natural de São Luís – Ma. Formado em Teologia, Pedagogia e Letras. Autor de dois livros: “Memórias da África” e “A História do Adventismo no Maranhão”. Trabalhou como pastor em várias igrejas no Maranhão, dentre as quais a Igreja Central de São Luís. Foi departamental de Jovens e Educação nas Missões Costa Norte, Central Amazonas e Nordeste e diretor do Educandário Nordestino Adventista – ENA. Por seis anos foi missionário na África, como diretor do Seminário Adventista de Moçambique, onde lecionou várias disciplinas teológicas, dentre as quais Homilética e Oratória. Casado com a professora aposentada Nilde Fournier Saraiva. Tem duas filhas: Raquel e Léia. Trabalhou como pastor por 35 anos. Hoje, jubilado, mora em São Luís – Ma.

4 comentários:

  1. Gostei muito desta mensagem! Será últil para pregações nas igrejas.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pastor. Este sermão será muito útil para mim.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela mensagem inspiradora. Que Deus continue iluminando o pregador e transformando nós ouvintes a praticar a santa Palavra.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...