quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

É Melhor Namorar por Pouco Tempo e Casar Logo?

O velho ditado diz que a pressa é inimiga da perfeição. Quando o indivíduo casa muito rapidamente pode pensar que está casando por amor quando está casando por sentimento apenas.

É necessário tempo para que se conheçam e saibam se realmente essa é a pessoa ideal. A resposta correta, para nossa segurança, é não.

Falando sobre o tempo, alguns pensam em cinco, sete, dez anos de namoro para depois casarem. É claro que isto já está fora de propósito. Não é esse tempo, assim prolongado, o ideal. E também não há um tempo limitado; não há tempo mínimo nem máximo.

Jacó trabalhou durante sete anos antes de casar. Não podemos legislar quanto ao tempo. O segredo é ter maturidade e conhecerem bem um ao outro - o suficiente para poderem decidir se estão dando um passo certo ou não.

Sei de um rapaz que namorava há um bom número de anos porque não sabia se aquela era a pessoa ideal. Ele não tinha certeza se ela era a pessoa certa, mas também não estava certo de não ser. Indeciso, não casava e nem rompia o relacionamento. Precisei levá-lo a uma situação decisiva para que ele se manifestasse mais rápido. Até a moça já estava desistindo, porque parecia não haver interesse da parte dele, enquanto o rapaz só queria o “ideal”.

Se você espera que o relacionamento seja perfeito, para então se casar, você nunca se casará - e essa é a mais pura verdade.

O casamento não é uma escola onde você se diploma primeiro para depois se matricular. Você entra na escola – o casamento é uma escola – e o processo de conhecimento mútuo continua, só que mais amplo, muito mais complexo.

Não conheceremos todas as características do companheiro antes de nos casarmos, mas precisamos do mínimo de conhecimento para decidirmos com sabedoria se realmente queremos continuar a conhecer durante convivência comprometida em amar, adaptar e aceitar tudo o que ainda não conhecemos nessa pessoa.

O casamento é algo muito bom, é o estado civil ideal para pessoas adultas, maduras e decididas a assumir um compromisso para toda a vida.

PR. JOSÉ CARLOS EBLING
Doutor em Educação Religiosa e Aconselhamento Matrimonial pela Andrews University. Professor universitário e conselheiro matrimonial no UNASP - campus Engenheiro Coelho, SP. Autor dos livros : Namoro No Escuro, Mosaico Do Amor, Amigos Para Sempre, Sentido Único, Saúde No Relacionamento Familiar, Depressão : Você Não Está Sozinho, Perdas e Danos. Casado com Nair Ebling Coordenadora da Extensão Universitária do Unasp - Campus II e autora de diversos livros Didáticos publicados pela CPB.

1 comentários:

  1. Que alegria reencontrar as orientações de uma pessoa tão querida para mim. Fui aluna do PR José Carlos Ebling e da Nair Ebling. Lembro-me com saudades!

    Aprendi muito com as aulas do "professor Ebling" e com suas orientações, uso seus conselhos até hoje para mim mesma (22 anos de um casamento feliz). Muito obrigada!

    Na minha opinião, o tempo certo para se conhecer alguém é diretamente proporcional à transparência que ambos têm consigo mesmos e mutuamente.

    Um amigo meu diz "amigos não têm defeitos", ironizando o fato de que fechamos os olhos às imperfeições daqueles que gostamos.

    Pena que, muitos fazem isto quando namoram e mudam radicalmente depois de casados!!!

    Meu esposo diz que quando o namoro começa a demorar muito "al'guém está enrolando alguém!".

    Um grande abraço,

    Dayse

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...