domingo, 2 de novembro de 2008

Missionários Acorrentados

Texto para reflexão: Marcos 5:1-14

obs. Os textos de Ellen G. White foram extraídos do Desejado de Todas as Nações, Capítulo 35, p. 333 a 341.

Contexto: “Todo o dia estivera Ele ensinando e curando; e, ao baixar a tarde, ainda as multidões se achavam aglomeradas ao Seu redor. Ajudara dia a dia a essas massas, mal Se detendo para tomar alimento ou ter algum repouso. A crítica perversa e as calúnias com que os fariseus constantemente O perseguiam, tornava-Lhe o trabalho muito mais árduo e fatigante; e agora, o fim do dia O encontrava tão extenuado, que decidiu buscar refúgio em algum lugar solitário, do outro lado do lago”.

“A costa oriental de Genezaré não era desabitada, pois havia aldeias aqui e ali à margem do lago; era, no entanto, uma desolada região, em confronto com a parte ocidental. A população aí era mais de pagãos que de judeus, e tinha pouca comunicação com a Galiléia. Oferecia assim o retiro que Ele buscava, e convidando os discípulos, para lá Se dirigiu”.

“O Salvador desafogou-Se enfim do aperto da multidão e, vencido pela fadiga e a fome, deitou-se na popa do barco, adormecendo para logo”.

“Pusera-se o Sol, e a escuridão da noite baixou por sobre o tormentoso mar. As ondas, furiosamente açoitadas pelos ululantes ventos, sacudiam com violência o barco dos discípulos, ameaçando submergi-lo”.

“Quando Jesus foi despertado para enfrentar a tempestade, estava em perfeita paz. Nenhum indício de temor na fisionomia ou olhar, pois receio algum havia em Seu coração. Contudo, não era na posse da força onipotente que Ele descansava. Não era como o "Senhor da Terra, do mar e do Céu" que repousava em sossego. Esse poder, depusera-o Ele, e diz: "Eu não posso de Mim mesmo fazer coisa alguma." João 5:30. Confiava no poder de Seu Pai. Foi pela fé - no amor e cuidado de Deus - que Jesus repousou, e o poder que impôs silêncio à tempestade, foi o poder de Deus”.

“Quantas vezes se repete em nós a experiência dos discípulos. Quando as tempestades das tentações se levantam, e fuzilam os terríveis relâmpagos, e as ondas se avolumam por sobre nossa cabeça, sozinhos combatemos contra a tormenta, esquecendo-nos de que existe Alguém que nos pode valer. Confiamos em nossa própria força até que nos foge a esperança, e vemo-nos prestes a perecer. Lembramo-nos então de Jesus, e se O invocarmos para nos salvar, não o faremos em vão”.

- No outro dia cedo Jesus e os discípulos foram surpreendidos por dois homens endemoninhados, que avançaram sobre eles para os destruírem.

Descrição dos 2 endemoninhados (Mat. 8:28...):
- Moravam em um cemitério
- Amarrados com correntes
- nus (Luc. 8:26)
- Cabelos e barbas sem cortar
- Não tomavam banho
- Rangiam os dentes e espumavam pela boca
- Feriam-se com pedras – sangue e sujeira
- Ninguém passava por ali!!!

Satanás deseja fazer com que as pessoas estejam como esses homens: acorrentados pelo pecado.

- Depressão – Síndrome do Pânico – AIDS – câncer – acidentes – obras de satanás na vida das Pessoas.

2 Tipos de endemoninhados:

1- Perde a consciência para Satanás – é possesso conscientemente.

2- A Pessoa é usada sem saber, inconscientemente.

Exemplos de possessão inconsciente: Eva quando levou o fruto para Adão – ela foi usada por Satanás. Pedro quando tentou dissuadir Cristo de morrer. – Jesus disse: “afasta-te Satanás!”

- Ao encontrarem os endemoninhados, os discípulos fugiram!!! Depois se deram conta que Jesus ficou, e voltaram.

- Os endemoninhados caíram aos pés de Jesus para Adorá-Lo, mas os demônios não deixaram!

Aplicação: Quantos querem seguir a Jesus mas reconhecem que não conseguem! Sentem uma força estranha os segurando.

Por que Satanás prende algumas pessoas?

- Havia uma legião de Demônios naqueles homens, uma legião era uma parte do exército romano de 2.500 a 6.000 soldados.

v. 7 os demônios reconhecem a autoridade de Jesus.

Aplic. Infelizmente nós não reconhecemos a autoridade e poder de Cristo para nos ajudar, e confiamos mais em nossas forças e trabalho, emprego e coisas terrenas!

- Os demônios pedem para ir para os porcos!!!

- Os porcos são jogados no mar.

Satanás sabe a importância que as pessoas dão para seus negócios, e ao destruir os porcos estava tentando atrapalhar a missão de Jesus!

- Quando os donos dos porcos viram o prejuízo, não pensaram na libertação daqueles homens, mas na perda financeira!

Aplicação: Muitos hoje estão mais preocupados com os negócios do que com a salvação das almas!!! Investem milhares de reais nos negócios do mundo, mas não conseguem investir o mesmo nos negócios de Deus.

Você pode estar rejeitando Jesus por pensar que terá prejuízo financeiro, colocando seu emprego e coisas materiais na frente das coisas celestiais.

Mas se amorte dos porcos traria a rejeição de Jesus naquele lugar, por que Ele permitiu aos demônios que assim o fizessem?

“Fora por misericórdia para com os donos desses animais, que Jesus permitira lhes sobreviesse o prejuízo. Achavam-se absorvidos em coisas terrestres, e não se importavam com os grandes interesses da vida espiritual. Cristo desejava quebrar o encanto da indiferença egoísta, a fim de Lhe poderem aceitar a graça.” DTN, 338.

Aplicação: Será que Jesus terá que permitir que você perca as coisas materiais para que sua atenção se volte para Ele?

v. 18 Os homens queriam ir com Jesus, mas Jesus pediu que eles pregassem naquele local.

V. 20 A dupla missionária fez um grande trabalho em decápolis.

Marcos 7:31 – 8:1... quando Jesus voltou lá, 9.000 pessoas estavam prontas para ouvi-Lo (Segunda multiplicação de pães).

Aplicação: Satanás amarra pessoas com grande potencial missionário.

Será que estou falando hoje para pessoas com grande potencial, mas estão amarradas pelo pecado? Por um vício? Por um relacionamento ilícito?
Será que você está preso pelo trabalho, os negócios deste mundo?

Satanás gosta de manter missionários acorrentados!

PR. YURI RAVEM
Mestre em teologia e pastor da Igreja Adventista em Pelotas - RS Casado com Andressa, mestre em educação.
Editor Associado do Blog Nisto Cremos e Editor do Blog Igreja Adventista de Pelotas

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...